Na Kinsta é possível usar o GeoIP para adaptar o desempenho do seu site.

Para ativar essa funcionalidade, a equipe de suporte da Kinsta deve ativar o módulo Nginx GeoIP. Logo que esse módulo tenha sido ativado, a equipe de suporte Kinsta pode trabalhar com você para determinar a implementação apropriada do GeoIP no seu site.

Limitações ao Suporte Gratuito do GeoIP?

Por favor tenha em consideração que a responsabilidade da Kinsta em relação ao GeoIP é simplesmente ativar o módulo no Nginx e adicionar as regras Nginx necessárias. Desenvolver as páginas da web subjacentes e a funcionalidade do site continua sendo responsabilidade do usuário. Dito de outra forma, Kinsta pode ajudar você a redirecionar visitantes de um país específico para uma página específica, mas criar essa página web é ainda responsabilidade sua.

Existem plugins que você pode usar para ampliar os recursos de geolocalização no WordPress. Geotargeting WP é aquele que irá funcionar em nossa plataforma seguindo a configuração do GeoIP pela nossa equipe de suporte.

Nosso suporte gratuito para GeoIP é limitado a não mais do que cinco regras personalizadas e baseadas em GeoIP. Se precisar de uma personalização considerável, podemos sugerir uma taxa adicional única para ajudar você com a configuração.

No Kinsta nós suportamos funcionalidades GeoIP em nível de país, estado e cidade.

As regras do GeoIP só podem ser alteradas pela equipe de suporte da Kinsta. Elas são enviadas diretamente para a configuração Nginx do site e por isso não podem ser acedidas ​​ou modificados diretamente por nossos clientes.

Utilizações Comuns do GeoIP

As três implementações mais comuns do GeoIP são:

  • Redirecionamento baseado na localização do visitante detetado.
  • Diferenciação do cache de páginas baseada na localização detetada do visitante.
  • Bloqueio de tráfego de localizações geográficas específicas.

Consideremos essas utilizações.

Redirecionamento Baseado na Localização

Vamos partir do princípio que você tem um website em example.com. Imagine que você crie uma nova página voltada especificamente para visitantes do Reino Unido e quer que todos os visitantes desse país sejam redirecionados para example.com/uk/. Isso pode ser feito com relativa facilidade com o módulo Nginx GeoIP.

A equipe de suporte da Kinsta teria de ativar o GeoIP e depois adicionar um redirecionamento capaz de detetar a localização do visitante, redirecionando os visitantes do Reino Unido para example.com/uk/.

Seria possível também expandir essa configuração consoante o necessário. Por exemplo, a nossa equipe de suporte poderia configurar de maneira relativamente fácil a seguinte disposição:

  • Regra 1: Visitantes do Reino Unido redirecionados para example.com/uk/
  • Regra 2: Visitantes dos Estados Unidos e Canadá redirecionados para example.com/us/
  • Regra 3: Visitantes do México redirecionados para example.com/mx/
  • Regra 4: Visitantes da Índia redirecionados para o exemple.com/in/
  • Regra 5: Visitantes da Austrália redirecionados para example.com/aus/
  • Nenhuma regra acionada: Todos os outros visitantes continuam indo para example.com

Note que a configuração acima seria considerada um total de cinco regras de GeoIP. Com vimos anteriormente nesse artigo, cinco regras são o limite para nosso suporte gratuito ao GeoIP. Se for necessária uma funcionalidade mais complexa para o GeoIP, poderá ser aplicada uma taxa de configuração única.

Diferenciação de Cache Baseada na Localização

Alguns plugins e temas incluem recursos que detetam a localização do visitante e personalizam o conteúdo, como idioma ou moeda, com base na localização do visitante. Por padrão, com o cache de páginas, como aquele ativado na Kinsta, essas informações seriam geradas para o primeiro visitante e depois os visitantes subsequentes veriam todas as informações que foram geradas para o primeiro visitante. A razão pela qual isso acontece é que a exibição de página do primeiro visitante fica armazenada em cache e é entregue a todos os visitantes seguintes.

A solução para esse problema é usar o GeoIP a fim de criar caches separados para cada país para o qual o conteúdo é personalizado.

Vejamos um exemplo prático. Imagine que tem um site, o example.com, que exibe preços em euros, libras esterlinas e dólares americanos. Você configura um plugin para alternar automaticamente entre essas três moedas com base no local detetado no visitante. O suporte da Kinsta poderia usar o GeoIP para criar três depósitos de cache separados a fim de possibilitar a exibição da moeda correta com base na localização e, ao mesmo tempo, continuar usando o cache do servidor para manter o site rápido e escalável.

  • Regra 1: Cache de visitantes dos EUA no depósito de cache 1. Site configurado pelo usuário para exibir dólares americanos.
  • Regra 2: Cache de visitantes do Reino Unido no depósito de cache 2. Site configurado pelo usuário para exibir libras esterlinas.
  • Nenhuma regra acionada: Depósito de cache 3 para todos os outros visitantes. Site configurado pelo usuário para exibir Euros para todos os outros visitantes.

Negação de Tráfego Baseada na Localização (Bloqueio de Localização)

Bloquear o tráfego com base na geografia (algo também conhecido como bloqueio geográfico) é o caso mais fácil de entender.

Imagine que você está comandando uma empresa que só pode vender coisas para compradores de um país específico. O suporte da Kinsta poderia facilmente restringir o acesso ao site para apenas visitantes de um único país e enviar uma mensagem simples “403 Forbidden” para todos os outros visitantes ou redirecioná-los para a página de destino da sua preferência.

Note que a equipe de suporte Kinsta está geograficamente distribuída e nosso sistema de monitoramento do tempo de atividade também. Por isso, apesar de ficarmos felizes por definir esse tipo de limitação para você, haverá implicações para o monitoramento de suporte e tempo de atividade. Nossa equipe de suporte precisará de códigos ISO para os países que você deseja bloquear.

Combinando a Funcionalidade GeoIP

Também é possível combinar vários tipos de regras com base no GeoIP. Por exemplo, a configuração abaixo pode ser possível:

  • Regra 1: Visitantes dos EUA redirecionados para example.com/us/.
  • Regras 2, 3 e 4: Depósitos de cache separados criados para visitantes dos EUA, Canadá e Europa.
  • Regra 5:  Visitantes de outro país onde o serviço anunciado não está disponível ou se encontra totalmente bloqueado.

Configurando o GeoIP

Para iniciar o processo de ativação do GeoIP em seu site, só precisa entrar em contato com nossa equipe de suporte usando o recurso de bate-papo no MyKinsta e apresentar uma explicação detalhada do seu redirecionamento baseado na localização, armazenamento em cache ou pedidos de negação de acesso.

9
Shares