Você está vendo o aviso ” Specify a Vary: Accept-Encoding Header ” no Pingdom, GTmetrix, ou Google PageSpeed ​​Insights em seu site WordPress? Isso é um cabeçalho HTTP e deve ser incluído em cada resposta do servidor de origem, pois ele diz ao navegador se o cliente pode ou não exibir versões comprimidas do conteúdo.

Por exemplo, vamos dizer que você tem um navegador antigo sem uma compactação gzip e um navegador moderno com ela. Se você não utiliza o cabeçalho Vary: Accept-Enconding ou CDN, a versão sem compressão pode ficar no cache e entregar isso ao navegador modern por engano, o que por sua vez prejudica o desempenho do seu site WordPress. Usando o cabeçalho Vary: Accept-Encoding, você pode garantir que seu servidor e ou CDN forneçam a versão adequada.

Dependendo da ferramenta ou do software que relata o erro, o aviso pode aparecer de muitas maneiras diferentes:

  • “Specify a Vary: Accept-Encoding Header”
  • Os seguintes recursos comprimíveis devem ter um cabeçalho “vary: accept-encoding” publicamente “cacheável”
Aviso Specify a Vary: Accept-Encoding header no Pingdom

Aviso Specify a Vary: Accept-Encoding header no Pingdom

Siga as etapas abaixo em como corrigir o aviso “Specify a Vary: Accept-Encoding Header”.

Corrigir o Aviso “Specify a Vary: Accept-Encoding Header”

A primeira coisa que é importante notar sobre este aviso é que você só pode corrigir para as solicitações que estão em seu servidor. Se você tem solicitação de terceiros e você está vendo isso, não há nada que possa fazer se você não tem controle sobre seus servidores. Porém, fique à vontade para compartilhar este artigo com eles. O cabeçalho Specify a Vary: Accept-Encoding é adicionado por padrão em todos os servidores Kinsta (como visto abaixo). Então, se você é um cliente Kinsta, você nunca verá este aviso e não tem que se preocupar com ele.

Cabeçalho Specify a Vary: Accept-Encoding nos servidores Kinsta

Cabeçalho Specify a Vary: Accept-Encoding nos servidores Kinsta

O cabeçalho se aplica tanto aos seus recursos do WordPress quanto à sua solicitação original do servidor. Se você estiver usando um CDN, muitos já aplicarão o Vary: Accept-Encoding por padrão. KeyCDN, Cloudflare e CloudFront utilizam isso. Muitos dos plugins de cache do WordPress também adicionam isso.

Se você ainda está precisando corrigir isso, você precisará acrescentar alguns códigos ao seu servidor.

Corrigir o Aviso ” Specify a Vary: Accept-Encoding Header” no Apache

Para corrigir isso no Apache, adicione o seguinte código ao seu arquivo .htaccess via FTP. Este arquivo pode ser encontrado na origem do seu servidor. Você também pode editar seu .htaccess file com o plugin Yoast SEO se suas permissões estão corretas.

Importante! Editar seu arquivo .htaccess pode “quebrar” seu site se não fizer isto corretamente. Se você não está confortável fazendo isso, por favor, verifique primeiro com a hospedagem do seu site.

  <FilesMatch ".(js|css|xml|gz|html)$">
    Header append Vary: Accept-Encoding
  

Corrigir o ” Specify a Vary: Accept-Encoding Header ” no NGINX

Para corrigir isso no NGINX, acrescente o seguinte código para seu arquivo config. Todos os arquivos de configuração do NGINX estão localizados no diretório /etc/nginx/. A principal configuração do arquivo é /etc/nginx/nginx.conf.

gzip_vary on

Usar o cabeçalho Specify a Vary: Accept-Encoding pode de fato, ajudar a velocidade do seu site WordPress, pois ele garantirá a você usar a compactação usando gzip. E se tudo vai bem e não tem nenhum pedido de terceiro que não esteja usando corretamente o cabeçalho, você deve ver uma melhora em sua pontuação com a ferramenta de teste de velocidade como Pingdom (como visto abaixo).

Aviso de Cabeçalho Specify a Vary: Accept-Encoding Header corrigido

Aviso de Cabeçalho Specify a Vary: Accept-Encoding Header corrigido

36
Shares