Anyssa Ferreira é co-fundadora do estúdio Haste. Designer, desenvolvedora web, professora e especialista em WordPress.

Pode entrar em contato con ela via Twitter.

Se você gosta de entrevistas, não deixe de conferir nossa série Kinsta Olá para mais!

P1: Qual é o seu histórico, e como você se envolveu com o WordPress?

Comecei a usar WordPress mais ou menos em 2008. Estava procurando uma plataforma para criar meu portfólio online, já que estava estudando design gráfico na época. Sempre me interessei pela criação de sites, sabia HTML e CSS, mas queria um sistema melhor para criar um portfólio. Nas minhas pesquisas, passei pelo WordPress, mas resolvi usar o Blogger, plataforma do Google que dava mais liberdade para personalização até então.
Mais tarde, quando decidi empreender, lembramos do WordPress (que então já havia evoluído bastante) para criar nosso site. Recorremos então à comunidade WordPress, através do fórum para aprender a desenvolver um site usando o CMS. Passamos então à usar o WordPress profissionalmente em 2013. Desde então, gostamos do espírito de colaboração e passamos a contribuir também com a comunidade WordPress São Paulo, colaborando com as traduções, moderação do fórum e organização de eventos.
Anyssa Ferreira

Anyssa Ferreira

P2: O que os leitores devem saber sobre todas as coisas que você faz no WordPress atualmente?

Eu e meu sócio Allyson Souza criamos o estúdio Haste, uma empresa de desenvolvimento web especializada em WordPress. E temos direcionado nosso trabalho para projetos que vão além do básico com WordPress.  Eu atuo como designer e desenvolvedora front-end nos projetos em que trabalho. Desenvolvemos sites corporativos, lojas virtuais, plugins e temas personalizados, integrações, e soluções sob medida em geral. Na comunidade, continuamos atuando organizando os Meetups e o WordCamp São Paulo, a conferência oficial de WordPress.

haste

P3: Quais desafios você enfrentou para chegar onde está agora profissionalmente?

Foram muitos desafios, embora ainda há muito em que posso evoluir. No começo, um grande desafio assumir meu lado desenvolvedora, mesmo tendo a formação como designer. Eu achava que eu não conseguiria entender ou trabalhar com programação, mas conforme ia estudando por conta própria, fui aprendendo e vi que era capaz. Depois foi encontrar a direção certa para o negócio, e trabalhar com WordPress foi com certeza a melhor decisão.

P4: Alguma coisa te surpreendeu ao entrar no mundo WordPress?

Me surpreendeu como as pessoas se dispuseram a nos ajudar de graça. Toda a lógica da cultura de software livre do WordPress é bem surpreendente e funciona de forma sustentável e orgânica. Quando você faz algo para colaborar com a comunidade, você não espera nada em troca. Quem está de fora, pode pensar que é perda de tempo. Mas muitas coisas boas são fruto desse trabalho de forma indireta. Trabalhar com WordPress já me permitiu viajar pelo Brasil e para Europa, e ganhar um prêmio internacional, a Kim Parsell Scholarship da Fundação WordPress em 2015. Sou muito grata por tudo isso.

P5: Como é o futuro para você no mundo WordPress?

O WordPress é um software de 16 anos (o que é muito para uma plataforma web) e nunca parou de evoluir. No último ano vem passando por mudanças maiores ainda para se adaptar ao que a web vem se tornando. As pessoas querem cada vez mais facilidade e fidelidade para criar seus sites. Imagino que no futuro o Gutenberg, que hoje é o novo editor de conteúdo do WordPress, vá se tornar algo mais próximo de um construtor de páginas. Nosso trabalho como desenvolvedores também vai mudar, como consequência. Então temos que acompanhar as novidades e a evolução, ou até mesmo contribuir com esse processo, já que como o WordPress possui código aberto, é possível participar das discussões e testes.
Blog de Anyssa

Blog de Anyssa

P6: O que você procura em um host do WordPress?

Suporte aos requisitos do WordPress, como versão atualizada do PHP (hoje é PHP 7.3 ou superior), SSL, servidor NGINX de preferência, armazenamento SSD, acesso SSH, suporte à WP-CLI, servidores seguros e um bom suporte / atendimento. Com esses recursos temos grande agilidade, performance e segurança para gerenciar os sites WordPress.

P7: O que você gosta de fazer quando está longe do seu laptop/notebook?

Gosto muito de viajar e também de dançar, além de passar um bom tempo conversando com os amigos.

P8: Quem devemos entrevistar em seguida e por quê?

O Allyson Souza também tem várias histórias sobre WordPress, é o co-fundador e desenvolvedor back-end aqui do estúdio Haste, também trabalha com o CMS desde 2013 e é organizador da comunidade. Veio da área de desenvolvimento de games para o desenvolvimento WordPress. Também o Rafael Funchal já fez de tudo um pouco, de publicidade à mecatrônica, passando pela música e desenvolvimento. Hoje trabalha na Automattic, empresa dona do WordPress.com.

2
Shares