Você pode ter ouvido falar da GPL (muitas vezes chamada de Bill of Rights do WordPress), mas é provável que você não a entenda totalmente. E com boas razões – é um tema complexo a abordar, e o seu tempo é sem dúvida melhor gasto a ganhar a vida do que a estudar o licenciamento de produtos.

No entanto, se você usa WordPress, a GPL deve ser importante para você, e você deve entendê-la. Porquê? Porque a GPL define como o WordPress é utilizado tanto por usuários quanto por desenvolvedores.

Com o acima exposto em mente, este guia conciso revelará tudo oque você precisa saber sobre licenciamento GPL no que diz respeito ao WordPress, sem uma única referência a linguagem jurídica ou desnecessariamente complexa. Quando você terminar de ler, você saberá o que é a GPL, por que o WordPress é licenciado de acordo, como a GPL beneficia tanto os usuários finais quanto os desenvolvedores do WordPress e, finalmente, por que o WordPress ‘derivado’ funciona (ou seja, temas e plugins) deve (se não deve) ser licenciado sob a GPL.

Se você usa WordPress, a GPL deve ser importante para você. 📜 Veja os seus prós e contras. Click to Tweet

A Licença Pública Geral GNU Explicada

Comece por Conhecer os Seus Objetivos

A GNU General Public License (doravante referida como ‘a GPL’) foi criada pelo programador de computadores Richard Stallman como uma reação rebelde ao enorme crescimento do software proprietário. Ela foi nomeada a ‘GNU’ GPL, pois foi inicialmente usada por Stallman para licenciar o sistema operacional GNU.

A GPL é uma licença de software livre. Ao contrário do entendimento popular, o uso da palavra “livre” dentro de “software livre” não se refere ao preço, mas (por Stallman’s definition) à liberdade do usuário de utilizar, modificar e distribuir o software (e quaisquer obras derivadas).

A GPL é melhor resumida pelos quatro freedoms associados com o movimento do “software livre”:

  • A liberdade de executar o programa para qualquer propósito.
  • A liberdade de estudar como o programa funciona, e mudá-lo para que ele faça o que você deseja.
  • A liberdade de redistribuir cópias para que você possa ajudar o seu vizinho.
  • A liberdade para melhorar o programa, e liberar suas melhorias (e versões modificadas em geral) para o público, de modo que toda a comunidade se beneficie.

Em outras palavras, a GPL é a antítese ao software proprietário – como o Windows ou iOS. Ela capacita o usuário final e não necessariamente funciona no melhor interesse do desenvolvedor.
No entanto, como vamos descobrir, certamente funciona para os desenvolvedores do WordPress (se não talvez pelo design).

Porque é que o WordPress está licenciado sob a GPL

WordPress é o que é por causa da GPL. O sistema de gestão de conteúdos mais popular do mundo beneficiou da contribuição de literalmente milhares de pessoas, de its inception and through to present day tal forma que simplesmente não é possível com software proprietário.

Na verdade, o WordPress nunca teria existido sem o conceito de software livre – era originalmente um garfo do b2/cafelog, que era o próprio ‘software livre’.

Desenvolvimento do garfo (GPL)[/

Desenvolvimento do garfo (GPL)[/

O co-fundador do WordPress, Matt Mullenweg, é indiscutivelmente uma das vozes líderes mundiais em “software livre”. Ele estabeleceu o WordPress.com com a missão clara: “democratizar” publishing. Os princípios da GPL significam muito para ele (como você vai descobrir).
Matt Mullenweg

Se o WordPress fosse um país, nossa Declaração de Direitos seria a GPL porque protege nossas liberdades fundamentais.

Matt Mullenweg
Co-fundador do WordPress

Por que você pode gostar da GPL

Ética

Como usuário final, há muito a gostar da GPL de um ponto de vista ‘ético’. Você só precisa ler o apaixonado prose Stallman pelo assunto da ‘propriedade’ do software para entender o quão poderosa é a GPL para os usuários de software:

[Software proprietário] significava que o primeiro passo para usar um computador era prometer não ajudar o seu vizinho. Uma comunidade cooperante era proibida. A regra feita pelos proprietários de software proprietário foi: “Se você compartilhar com o seu vizinho, você é um pirata”. Se queres alguma mudança, implora-nos que a façamos”.

A idéia de que o sistema social de software proprietário – o sistema que diz que você não pode compartilhar ou mudar o software – é anti-social, antiético, simplesmente errado, pode ser uma surpresa para alguns leitores. Mas o que mais poderíamos dizer sobre um sistema baseado em dividir o público e manter os usuários indefesos?

Em um mundo cada vez mais acessível (para o melhor ou para o pior), a GPL representa a verdadeira transparência no desenvolvimento de software.

O Poder da Comunidade

Não é só a transparência que torna a GPL tão poderosa. Chris Lema colocou-o melhor no seu artigo sobre temas e plugins GPL WordPress:

Chris Lema

…o software é reparado, avançado e estendido mais rápido e melhor quando está aberto. Quando mais pessoas podem compartilhá-lo, inspecioná-lo, ajustá-lo e passá-lo adiante, você obtém um software melhor e mais forte.

Chris Lema
Orador Público & Blogger

Pode-se razoavelmente argumentar que a licença GPL do WordPress tem sido um catalisador primário do seu crescimento exponencial. O tamanho da sua comunidade, juntamente com a sua popularidade, é inigualável. Tem o seu estatuto de GPL a agradecer por isso.

Paz de espírito

De uma perspectiva mais prática, a GPL dá paz de espírito aos usuários finais do WordPress. Não só o WordPress é gratuito (em ambos os sentidos da palavra), como todas as marcas comerciais relacionadas com o WordPress são propriedade da WordPress Foundation – uma organização de caridade formada com o único objetivo de “garantir o livre acesso, em perpetuidade, aos projetos de software que apoiamos”. Em outras palavras, o WordPress sempre esteve, e sempre estará, livremente disponível para nós em todas as formas a que estamos acostumados.

Por que você pode não gostar da GPL

Não há razão para não gostar da GPL do ponto de vista do usuário final. É gloriosamente fortalecedora.

Entretanto, a principal razão pela qual o seu empresário típico do WordPress pode ter uma reação negativa a uma compreensão mais completa da GPL é o que ela significa de um ponto de vista comercial. Afinal, se a GPL oferece a “liberdade de utilizar, modificar e distribuir o software (e qualquer obra ‘derivada’)”, o que isso significa para temas e plugins premium, que se pode razoavelmente assumir como sendo ‘derivados‘ do WordPress?

Em teoria, a licença GPL do WordPress significa duas coisas para aqueles que procuram criar produtos ‘derivados’:

  • Qualquer pessoa é livre para utilizar, modificar e distribuir os seus produtos sem restrições.
  • O único valor que você pode oferecer é suporte premium e atualizações automáticas.
Suporte e atualizações

Suporte e atualizações

No entanto, não é assim tão simples. Na realidade, a GPL ‘funciona’ também para os desenvolvedores do WordPress.

O Poder Legal da GPL

Mas, antes de chegarmos a isso, vamos ao poder da GPL a partir de uma perspectiva legal. A partir deste escrito, o licenciamento da GPL não foi provado em grande parte nos tribunais. Em termos práticos, isso significa duas coisas:

1. Há uma Falta de Clareza Absoluta sobre o que significa “Obras Derivadas”.

Não é muito claro se os temas e plugins são legalmente considerados trabalhos ‘derivados’ (que determinariam se deveriam ou não ser compatíveis com a GPL).

No entanto, você encontrará muita gente pronta e disposta a discordar dessa afirmação. Mullenweg chegou ao ponto de consultar o Software Freedom Law Center para a sua opinião legal.

Software Freedom Law Center

Software Freedom Law Center

Sua conclusão (como summarized by Mullenweg) parece absoluta: “PHP em temas WordPress deve ser GPL, arte e CSS podem ser mas não são necessários”.

Tomaz Zaman adota um ponto de vista igualmente forte em seu artigo Codeable sobre WordPress e a GPL:

Tomaž Zaman

Não há ambiguidade quando se trata do código PHP dos plugins e temas do WordPress serem trabalhos derivados do WordPress, o que significa que eles devem ser licenciados sob a GPL.

Tomaž Zaman
Fundador da Codeable

Tudo isso parece bastante convincente, mas o mais importante é que nada disso foi provado em um tribunal. Não existe qualquer precedente legal e, como tal, qualquer reivindicação de certeza não pode, de fato, ser certa. A segurança jurídica é alcançada através de precedentes legais – algo que falta na licença GPL quando se trata deste tópico em particular.

2. Risco Reduzido de Ações Judiciais

Poder-se-ia argumentar que a falta de precedência legal demonstra que é pouco provável que o não cumprimento resulte em ação legal. Brian Krogsgard explica bem:

Brian Krogsgard

Poucos advogados querem ser os primeiros a testar algo em tribunal. É mais fácil fazer um caso quando há muitos casos diante de você para dar orientações. Com a GPL, há o que é chamado de “orientação limitada”, o que significa que não foi testada, e portanto o resultado de um caso de GPL nos EUA pode ser muito difícil de prever.

Brian Krogsgard
Editor de status de postagem

Embora seja fácil argumentar o acima exposto, colocar-se na linha de fogo (por assim dizer) é algo completamente diferente! Nós pessoalmente não o aconselhamos a desrespeitar a GPL partindo do princípio de que a falta de precedência legal é algum tipo de ‘proteção’.

Tudo isto leva a uma conclusão simples: Legalmente falando, o júri ainda está (literalmente) fora da influência da GPL nos temas e plugins do WordPress.

Dito isto, embora seja importante mencionar os aspectos legais da GPL, isso não é o que importa verdadeiramente do ponto de vista prático.

Como a GPL funciona em favor dos usuários finais e desenvolvedores do WordPress

Como um empreendedor WordPress, é fácil temer o que a GPL pode significar para o seu negócio, mas há muito mais valor em observar os seus efeitos na realidade.

A história tem demonstrado que a comunidade WordPress simplesmente não funciona como um cínico poderia esperar, por três razões chave:

Lutando com tempo de inatividade e problemas no WordPress? Kinsta é a solução de hospedagem projetada para economizar seu tempo! Confira nossos recursos
honestly pay

Honestly pay

A maioria das pessoas é inerentemente honesta. Para cada pessoa que está feliz por ‘roubar’ produtos (mesmo que isso seja impossível sob licença GPL), há muitos mais que estão felizes em pagar por algo que está à venda – mesmo que possam obtê-lo de graça.

Understand GPL

Understand GPL

Muitas pessoas não entendem a GPL. É necessário um certo nível de conhecimento para (a) compreender que algo está disponível gratuitamente e (b) saber como obtê-lo gratuitamente. Se um plugin é anunciado como tal ‘premium’, o usuário médio não vai baixá-lo do Github se ele estiver disponível lá – eles o obterão da fonte mais óbvia.

Update support

Update support

Há um valor acrescentado na “compra” de produtos GPL premium. Embora um plugin premium GPL possa estar ‘livremente’ disponível, é completamente aceitável ‘vender’ serviços associados que o usuário final possa considerar altamente úteis, tais como suporte e atualizações automáticas. Você verá que muitos temas modernos premium e desenvolvedores de plugins – apesar de não promoverem abertamente seus produtos como estando disponíveis gratuitamente sob a licença GPL – vendem usando este modelo.

Recomendamos vivamente que leia este artigo relacionado com o tema: Porquê You Should Stop Using Nulled WordPress Plugins and Themes

Tudo isso significa que, como desenvolvedor, você se beneficia de todas as coisas boas sobre a GPL (ética, espírito comunitário e poder), mas não sofre nenhum efeito colateral negativo potencialmente temido.

Depois há a notícia ainda melhor para os desenvolvedores de WordPress voltados para o cliente: a GPL não afeta o trabalho não distribuído – o que inclui o trabalho personalizado que você faz para um único cliente. Se você está fazendo este tipo de trabalho, você não precisa se preocupar com o cumprimento da GPL.

Outros motivos pelos quais você deve adotar a licença GPL

Vai Alinhar-se com Influenciadores Chave

Embora a maioria dos usuários do WordPress ainda não tenha ouvido falar da GPL, é extremamente importante para todos os principais influenciadores dentro da comunidade WordPress – sendo o melhor exemplo nada menos que Matt Mullenweg, o co-fundador do WordPress e o CEO da Automattic.

Influenciadores

Influenciadores

Ele é verdadeiramente apaixonado pela GPL e não tem medo de protegê-la em conformidade. Exemplos abundam, mais recentemente (e publicamente) com o Automattic vs. Thesis saga.

Ao adotar a licença GPL, você está adotando o mesmo ponto de vista ético e filosófico que algumas das pessoas mais importantes dentro da comunidade WordPress. Uma vez que o WordPress tem tudo a ver com comunidade, seria sensato fazer isso.

Você Pode Obter Maior Exposição

O tema WordPress.org e os repositórios de plugins são recursos extraordinários para os usuários finais, e ferramentas de marketing extraordinárias para desenvolvedores. Qualquer desenvolvedor tem a oportunidade de carregar seus temas e/ou plugins sem custo e tê-los expostos à comunidade WordPress. Há just one catch: “Seu plugin [ou tema] deve ser compatível com a Licença Pública Geral GNU v2, ou qualquer versão posterior”.

Ganho de exposição

Ganho de exposição

Muito simplesmente, quando se trata de temas livres e desenvolvedores de plugins: sem GPL, sem exposição no WordPress.org.

É a coisa “certa” a fazer

O licenciamento GPL pode ser pensado a partir de uma perspectiva mais prática: Sem o WordPress, o seu plugin ou tema não existiria, nem seria capaz de tirar partido de uma plataforma tão grande para adaptação e exposição. Portanto, embora a adoção da GPL não seja inquestionavelmente necessária, sendo todas as outras coisas iguais, é a coisa ‘certa’ a fazer.

Conclusão

Agora você sabe tudo o que precisa saber sobre o WordPress e a GPL. Você entende porque é importante para você como usuário final, e você entende como, em última análise, é benéfico adotá-lo como desenvolvedor.

Pode-se razoavelmente argumentar que a única maneira que a GPL pode prejudicá-lo é se você se recusar a adotá-la; não por causa da licença em si, mas por causa das limitações que ela coloca sobre você, as consequências dentro da comunidade, e os inimigos que você pode atrair.

Que à parte, há muito a amar sobre a GPL de um ponto de vista ético. A licença escolhida pelo WordPress demonstra que é possível criar e distribuir software de forma totalmente transparente, ao mesmo tempo em que se colhem os benefícios da comunidade e se ganha algum dinheiro ao longo do caminho. Isso não é uma vitória para todos?


Se você gostou deste artigo, então você vai adorar a plataforma de hospedagem WordPress da Kinsta. Turbine seu site e obtenha suporte 24/7 de nossa experiente equipe de WordPress. Nossa infraestrutura baseada no Google Cloud se concentra em escalabilidade automática, desempenho e segurança. Deixe-nos mostrar-lhe a diferença Kinsta! Confira nossos planos