Um TLD, abreviação de Domínio Top-Level, é o último segmento de um nome de domínio – aquilo que aparece depois do ponto final. O exemplo mais comum é .com, mas existem muitos TLD diferentes, dos quais falaremos nesse artigo.

Nós iremos:

O que é um TLD? Explicação Mais Detalhada

Para saber o significado de “topo”, é importante compreender a estrutura completa do seu nome de domínio.

Se você olhar para qualquer nome de domínio, verá uma série de palavras, letras ou números conectados por pontos. Por exemplo, o painel de hospedagem da Kinsta está localizado em my.kinsta.com – três palavras separadas por dois pontos.

Cada “ponto” é um segmento diferente e ajuda os computadores (como um navegador web) a encontrarem o conteúdo apropriado. Cada segmento é também um “nível” diferente. Você começa no nível superior (daí o acrônimo TLD) e vai subindo. Por exemplo, pegando novamente no URL do painel de hospedagem Kinsta, você tem:

  • .com -Domínios de Topo Genéricos
  • .kinsta – Domínios de Topo Patrocinados
  • my – Domínios de Topo de Código Superior

Teoricamente, você pode ter ainda mais níveis, embora seja raro.

Por isso, quando você registra seu nome de domínio em um registrador de domínios, você selecione o domínio de segundo nível (por exemplo, “kinsta”) e o Domínio de Topo (por exemplo, “.com”). Depois, no seu painel de hospedagem, pode adicionar mais níveis (como o subdomínio de terceiro nível “my”).

Para além de ajudar você a criar seu site, o TLD desempenha tem papel importante no Sistema de Nomes de Domínio (DNS).

São pequenos pedaços de grande importância na web. 🕸 Do que estamos falando? Dos domínios TLD! Veja nosso último artigo para aprender tudo sobre eles! Click to Tweet

Existem Três “Tipos” Diferentes de TLDs

Até agora nos referimos aos TLD como uma só categoria unificada. Contudo, existem três tipos de TLD, de acordo com a atribuição da IANA/ICANN.

A IANA reconhece oficialmente três tipos de TLD:

  1. gTLD – Domínios de Topo Genéricos
  2. sTLD – Domínios de Topo Patrocinados
  3. ccTLDs – Domínios de Topo de Código Superior

No passado, o leque de TLD era muito mais limitado. Contudo, com algumas alterações recentes efetuadas nessa política, existe atualmente mais de um milhar de TLD divididos entre esses três grupos principais, com a grande maioria estando na categoria de gTLDs.

1. gTLD – Domínios de Topo Genéricos

A categoria gTLD contém todos os TLD mais reconhecidos. Ou seja, é a categoria com opções comuns como:

  • .com
  • .org
  • .net

Além desses nomes conhecidos, encontrará também outras opções genéricas muito populares, como:

  • .xyz
  • .biz
  • .info

Apesar de esses domínios genéricos terem uma ligação lata ao propósito de um site – por exemplo, .org é para organizações –, qualquer um pode registrar a maioria desses nomes de domínio.

Por volta de ~ 2011, a ICANN permitiu que empresas e organizações registrassem seus próprios gTLD, o que aumentou muito a lista de gTLD e explica a existência de gTLD como:

  • .oldnavy
  • .google
  • .oracle
  • .mitsubishi

Além de registrar gTLD para nomes comerciais, as organizações registraram também gTLD para nichos mais “genéricos”, como:

  • .mom
  • .money
  • .motorcycles
  • .realestate
  • .republican
  • .democrat

E também irá encontrar gTLD para áreas geográficas específicas. Por vezes, são designados como GeoTLD, embora esses sejam apenas um subconjunto de gTLD. Alguns exemplos:

  • .nyc – disponível apenas para residentes na cidade de Nova Iorque
  • .paris
  • .berlin
  • .istanbul

Antes dessa alteração na política da ICANN, apenas existiam 22 gTLD. No momento em que esse artigo é escrito, existem mais de 1,200 diferentes gTLDs disponíveis. Pode vê-los no site da IANA.

2. sTLD – Domínios de Topo Patrocinados

O grupo sTLD contém TLD patrocinados por uma entidade específica, que pode ser uma empresa, governo ou outras entidades.

Alguns dos exemplos mais comuns:

  • .gov – utilização por parte do governo dos EUA.
  • .edu – para instituições pós-secundárias credenciadas pelo Departamento de Educação dos EUA.
  • .mil – para utilização pelos militares dos EUA.

Contudo, também encontrará sTLD mais pequenos como:

  • .museum – reservado para museus.
  • .jobs – reservado para gestores de recursos humanos e patrocinado pela Society for Human Resource Management.
  • .post – patrocinado pela Universal Postal Union.
  • .travel – reservado para agências de viagens e empresas desse tipo.

Em contraste com o grande número de gTLD, existem apenas 14 sTLD no momento em que estamos escrevendo esse artigo.

3. ccTLD – Domínios de Topo de Código de País

Os ccTLD são domínios de nível superior que representam países específicos. Eis uma lista parcial com alguns exemplos comuns:

  • .us – EUA
  • .uk – Reino Unido
  • .eu – União Europeia
  • .de – Alemanha
  • .fr – França
  • .cn – China
  • .es – Espanha
  • .ru – Rússia
  • .ca – Canadá
  • .nl – Países Baixos
  • .in – Índia
  • .ch – Suíça
  • .jp – Japão
  • .cn – China
  • .br – Brasil
  • .id – Indonésia
  • .vn – Vietnã

Porém, existem aproximadamente 312 ccTLD diferentes. Alguns impõem restrições de residência para forçar a compra de um domínio nessa área, já outros são públicos e podem ser comprados por pessoas em qualquer parte do mundo.

Esse último fator levou à utilização “não prescrita” de alguns ccTLD mas atrativos. Por exemplo, o TLD .io é especialmente popular entre empresas tecnológicas e start-ups. Todavia, apesar de um ter um nome com uma tonalidade tecnológica, o .io é na verdade um ccTLD atribuído ao Território Britânico do Oceano Índico.

Nota – atualmente não recomendamos a compra de um nome de domínio .io, pois existe uma chance de que esse TLD possa estar desaparecendo.

Além de ajudar você a informar os visitantes humanos qual o país para o qual o seu site foi concebido, o Google pode utilizar ccTLD para ajudar a segmentar geograficamente seu site.

Por isso, encontrará muitas marcas grandes usando ccTLD a fim de localizar seus sites para diferentes mercados. Por exemplo:

  • Amazon.com
  • Amazon.co.uk
  • Amazon.de
  • Etc.

Mas não precisa de se preocupar, o Google é suficientemente inteligente para saber que seu nome de domínio .io não serve apenas o Oceano Índico! Na verdade, como existem alguns ccTLD normalmente usados ​​por motivos não geográficos, o Google tem uma lista específica de ccTLD que tratam como gccTLD (Domínio de Topo de Código de País Genérico).

Além do domínio .io, a lista de gccTLD do Google inclui outras opções, como:

  • .fm
  • .me
  • .tv
  • .co

Qual é a Razão da Existência de Diferentes TLD?

A ideia geral é que todos esses TLD diferentes podem ajudar você a transmitir informações sobre seu site através do nome de domínio.

Eis um exemplo que nos é familiar – WordPress.

Na verdade, existem dois sites WordPress diferentes, que são uma eterna fonte de confusão para os novos usuários WordPress. Cada um tem um TLD diferente, que fazem um bom trabalho em indicar o que cada site representa:

  • WordPress.com – esse é o site comercial, com fins lucrativos, da Automattic.
  • WordPress.org – esse é o local do software WordPress open-source, gerenciado pela organização sem fins lucrativos WordPress Foundation.

No mundo real, as coisas nem sempre são tão claras assim.

Por exemplo, já mencionámos como start-ups e empresas tecnológicas utilizam domínios .io, apesar de o .io ser um ccTLD para o Território Britânico do Oceano Índico.

Quem é Responsável pelo Gerenciamento de TLD?

A ICANN – sigla da Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números – é uma organização sem fins lucrativos responsável pelo gerenciamento de TLD através da IANA – sigla da Autoridade para Atribuição de Números de Internet.

Ou seja, a IANA é uma divisão da ICANN.

Além disso, ICANN/IANA delegam a responsabilidade por alguns TLD a outras organizações.

O Google Dá Importância Para o TLD Que Você Usa? O TLD Afeta o SEO?

A resposta direta é não, o TLD escolhido não afeta o SEO. Segundo Matt Cutts, o Google tenta somente encontrar o melhor conteúdo, independentemente do TLD.

Contudo, o TLD escolhido pode ter alguns efeitos indiretos no SEO. Por exemplo, se escolher um TLD bizarro e desconhecido, os visitantes podem ter problemas para lembrar seu site, o que pode reduzir o número de links de entrada. O GrowthBadger efetuou um estudo comparando os domínios de primeiro nível e descobriu que os domínios .com são 33% mais memoráveis.

Se você usa um TLD desconhecido, é também menos provável que os visitantes cliquem no seu site nos resultados da busca, acreditando que o seu site possa ser spam, diminuindo assim sua taxa de CTR.

Por exemplo, em uma pesquisa com 1,000 pessoas no Reino Unido, a VARN descobriu que 70% dos entrevistados não tinham confiança em TLD mais recentes, menos conhecidos, em comparação com TLD populares, como .co.uk.

Ou seja, a menos que você tenha uma boa razão para escolher um TLD menos conhecido, deve selecionar uma das opções mais populares. É por isso que na Kinsta usamos um domínio .com.

.com TLD

.com TLD

Você Pode Alterar o TLD do Seu Site WordPress?

Sim, pode alterar seu TLD ao configurar algo conhecido como redirecionamento 301. Isso simplesmente redireciona todo o tráfego do seu antigo TLD para o novo TLD e informa o Google e outros rastreadores que essa mudança é permanente.

Mas, se possível, recomendamos que não o faça, já que isso provavelmente terá algum efeito negativo no seu SEO e tráfego, pelo menos a curto prazo.

7
Shares