Mudar domínios pode parecer uma tarefa assustadora no início, mas não tem de ser. Normalmente isto envolve o encaminhamento de tráfego para ir do seu antigo domínio (olddomain.com) para o seu novo domínio (newdomain.com). Uma das maiores e válidas preocupações de muitas pessoas é como manter os benefícios de SEO (rankings, tráfego, backlinks) durante todo o processo, de forma a não prejudicar o seu negócio.

Vemos muitos destes tipos de migrações em Kinsta e por isso reunimos este guia detalhado abaixo com tudo o que você precisa saber sobre como mudar domínios WordPress com segurança, sem destruir todo o trabalho árduo que você fez. 👍

Razões para mudar os nomes de domínio

Existem muitas razões diferentes pelas quais você pode querer mudar os nomes de domínio. Aqui estão alguns exemplos comuns:

  • O seu negócio está a rebranding de um nome para outro e você tem um novo nome de domínio para o acompanhar.
  • Talvez você estivesse usando um domínio de primeiro nível (TLD) menos popular (como .net ou .io) e finalmente adquiriu aquele novo e brilhante .com para o seu negócio.
  • Sua fusão de múltiplas propriedades em um domínio.
  • Seu antigo domínio está sofrendo uma penalidade em todo o site e você precisa começar do zero.

Coisas Importantes a Considerar

Quando se trata de mudar o seu domínio, há algumas advertências e coisas importantes a lembrar.

Estrutura URL

Se você estiver mudando apenas nomes de domínio, então é recomendado manter a mesma estrutura URL. Exemplo: olddomain.com/about-us/ para newdomain.com/about-us/. Teoricamente você pode mudar nomes e estruturas ao mesmo tempo, mas geralmente, quando se trata de SEO, quanto menos mudanças, melhor. Uma mudança de domínio já é uma mudança bastante importante. 😉

Se talvez o seu antigo site não esteja usando permalinks bonitos (que são melhores para SEO), então provavelmente seria melhor mudar

Ligações permanentes WordPress

Ligações permanentes WordPress

HTTPS

Se o seu site atual estiver rodando sobre HTTP, nunca há melhor hora para migrar para HTTPS. Isto é ligeiramente diferente de mudar toda a sua estrutura URL e, a longo prazo, você vai colher as recompensas. A partir de julho de 2018, o Google Chrome começou a marcar todos os sites não-HTTPS como “não seguros”. Outros benefícios do HTTPS incluem criptografia, melhores dados de referência, melhorias de desempenho com HTTP/2, e é até mesmo um sinal de classificação SEO.

Você pode migrar facilmente para HTTPS enquanto muda os nomes de domínio.

Além disso, se o seu site já é HTTPS, é importante ter um plano para os seus 301 redirecionamentos antes de prosseguir. Isso se deve ao fato de que o cliente precisa estabelecer uma conexão SSL com o host antes de ver o redirecionamento. Salte para a nossa seção de redirecionamentos 301 onde discutimos isto em detalhe.

Indexação e Rastejamento

Não se assuste quando alterar o seu domínio WordPress se vir um ligeiro declive temporário no tráfego. Isso é normal, pois levará algumas semanas para o Google reindexar e rastrear os seus novos URLs.

Mudar o nome de domínio do seu site pode parecer uma tarefa assustadora! 😳 Mas não tem de ser. Siga o nosso guia detalhado Click to Tweet

Como Alterar o Domínio WordPress

Siga os passos abaixo sobre como alterar o seu domínio WordPress.

  1. Faça o backup do seu site WordPress atual
  2. Criar um novo site, clonar ou atualizar o endereço do site existente
  3. Atualizar todos os links internos e hardcoded
  4. Adicionar 301 redirecionamentos
  5. Atualize o Google e as propriedades da web do Bing
  6. Submeter novos arquivos de mapa do site
  7. Atualizar o Google Analytics e a Consola de Pesquisa Google
  8. Atualizações posteriores a mudanças de domínio

1. Fazer backup do site WordPress atual

A primeira coisa que você deve fazer antes de mudar seu domínio WordPress é fazer um backup do seu site atual. Assim, não importa o que aconteça, você pode sempre reverter, se necessário.

Opção 1 – Backup com um clique para clientes Kinsta

Se você é um cliente Kinsta, você pode simplesmente usar a nossa ferramenta simples de backup no seu painel MyKinsta. Selecione o seu site na seção Sites e clique na guia de backups. Você verá uma lista dos seus backups disponíveis. Basta clicar em “Back up now”, escolher um nome de backup (como antes da mudança de nome), e ele irá criar um ponto de backup/restauração adicional.

Criar backup do WordPress

Criar backup do WordPress

Você pode então restaurar seu backup a qualquer momento com um único clique.

Opção 2 – Faça o backup do seu site com um plugin WordPress

Você também pode fazer o backup do seu site WordPress com um plugin de terceiros. Recomendamos sempre a utilização daqueles que têm opções de backup incrementais. Mesmo que você provavelmente não precise do recurso incremental para este tutorial, estes são os que você deve se familiarizar ou investir em longo prazo, pois o recurso incremental diminui a carga do servidor, o espaço em disco e ajuda a melhorar a confiabilidade. Aqui está uma lista de plugins recomendados:

Ou se você quiser apenas um backup único, você pode usar o plugin Duplicador gratuito e criar um backup de arquivo local.

Criar backup do WordPress com o plugin Duplicador

Criar backup do WordPress com o plugin Duplicador

Opção 3 – Faça o backup manual do seu site WordPress

Sua terceira opção é fazer o backup do seu site WordPress manualmente, exportando seu arquivo MySQL e conectando-se ao seu site via SFTP e baixando seus arquivos. A menos que você tenha uma configuração especial, normalmente você só precisa baixar seu /wp-content/ folder (pois este contém seus plugins, temas e mídia carregada).

Pasta de conteúdos WordPress wp-content

Pasta de conteúdos WordPress wp-content

Se você é um cliente Kinsta, você também pode criar um backup manual de todo o seu site (arquivo MySQL e arquivos) a partir do painel MyKinsta. Clique em “Backups” e depois em “Download”. Clique em “Criar backup agora” e você receberá um e-mail com um link para o seu arquivo .zip.

Criar backup manual do WordPress

Criar backup manual do WordPress

2. Criar um Novo Site, Clonar ou Atualizar Endereço de Site Existente

Uma vez que você tenha um backup do seu site, o próximo passo é atualizar seu URL e endereço de site do WordPress. Há algumas maneiras de abordar isto.

Opção 1 – Criar novo site/conta

A sua primeira opção seria criar uma instalação WordPress totalmente nova com o seu novo domínio e depois migrar os seus dados para lá. Você então mudaria o domínio após o fato. Porquê esta abordagem? Às vezes as pessoas preferem deixar seu antigo site intacto por um tempo como outro backup. Ou talvez você também esteja se mudando para um novo host WordPress no processo.

Neste caso, você simplesmente criaria um segundo site. Se você é um cliente Kinsta, você gostaria de adicionar uma nova instalação e garantir que o seu novo domínio seja definido como o domínio principal. Você pode então migrar uma cópia do seu site WordPress. Confira nosso tutorial detalhado usando o plugin WordPress Duplicator.

Domínio primário Kinsta

Domínio primário Kinsta

Opção 2 – Característica do Clone de Kinsta

Se você é um cliente Kinsta, você poderia ir por um caminho ainda mais fácil e utilizar nosso recurso de clone de um clique. Isto permite que você crie instantaneamente uma cópia do seu site WordPress existente em uma segunda conta.

Clonar site WordPress

Clonar site WordPress

Opção 3 – Atualizar URL e Endereço do Site do WordPress Existente

A terceira e última opção seria simplesmente atualizar a URL e o endereço do site para WordPress do seu site existente. Você ainda precisaria seguir estes passos, mesmo que você criasse ou clonasse um novo site acima.

Tenha cuidado ao editar esses valores, pois você pode derrubar todo o seu site se eles forem inseridos incorretamente. No lado esquerdo, em “Configurações”, clique em “Geral”. Você pode então atualizar o seguinte:

  • Endereço WordPress (URL): O endereço dos seus arquivos principais do WordPress.
  • Endereço do site (URL): O endereço para chegar ao seu blog.

Ambos devem corresponder, a menos que você esteja dando o seu próprio diretório ao WordPress. Lembre-se de que depois de clicar em “Salvar Alterações”, seu painel de controle do WordPress agora só está acessível através do novo domínio.

Atualizar endereço WordPress e URL do site

Atualizar endereço WordPress e URL do site

Confira formas adicionais de atualizar esses valores, como com seu arquivo wp-config.php, diretamente no banco de dados do WordPress, ou com o WP-CLI.

Agora que você tem seu endereço do site WordPress e URL alterados para o novo domínio, é hora de atualizar todos os seus links internos e hardcoded. Geralmente, não é recomendável codificar URLs em código rígido, mas o mais provável é que, com o passar do tempo, todos nós o façamos. Isto inclui interligações entre seu próprio conteúdo, mídia, links para JavaScript e CSS em seu site, etc. Abaixo estão algumas opções que você tem para atualizar seus links.

Opção 1 – Kinsta Search and Replace Tool

Se você é um cliente Kinsta, nós temos uma ferramenta de busca e substituição fácil de usar em nosso painel de controle MyKinsta.

Kinsta ferramenta de busca e substituição

Kinsta ferramenta de busca e substituição

Aqui estão passos simples para atualizar o seu domínio antigo para o seu novo domínio:

  1. Introduza no campo de pesquisa o valor que pretende pesquisar na base de dados, que neste caso é o nosso antigo domínio: https://olddomain.com. (Certifique-se de usar o protocolo certo: HTTP:// ou HTTPS://)
  2. Digite no campo substituir o novo valor que deve ser usado para substituir o valor que você está procurando. Neste caso, é o nosso novo domínio: https://newdomain.com.
  3. Certifique-se de que a opção “Dry Run” está selecionada primeiro, pois isto contará quantas substituições serão feitas sem realmente fazer as substituições. Depois clique em “Substituir”.
  4. Você pode então executar “Replace” novamente sem a opção Dry Run selecionada para fazer as alterações na base de dados.
Pesquisar e substituir no banco de dados do WordPress

Pesquisar e substituir no banco de dados do WordPress

Confira nossa pesquisa e substitua o tutorial para obter detalhes adicionais. Pode sempre contactar a nossa equipa de apoio se precisar de ajuda com isto.

Opção 2 – Atualizar Links com o Plugin do WordPress

Outro método fácil que você pode usar é um plugin gratuito chamado Better Search Replace, da fantástica equipe do WordPress na Delicious Brains. Basta instalá-lo, entrar no seu antigo e novo domínio, e pronto!

Actualizar domínio com Better Search Replace

Atualizar domínio com Better Search Replace

Opção 3 – Pesquisar e Substituir por WP-CLI

Para você, gente mais experiente em tecnologia e desenvolvedores que não gostam de sair da linha de comando, você também pode atualizar seus links usando o WP-CLI. Recomendamos verificar esta pesquisa avançada e substituir o guia WP-CLI.

Atualize o seu CDN

Se você estiver usando um CDN junto com um CNAME, como cdn.domain.com, você provavelmente também vai querer executar os passos que compartilhamos acima novamente, mas desta vez substituindo o seu URL CDN personalizado. Isso se deve ao fato de que as coisas tendem a ser codificadas por acidente, às vezes por cópia e colagem.

Substitua https://cdn.olddomain.com por https://cdn.newdomain.com.

O mais provável é que você também precise adicionar um novo registo CNAME DNS para o seu CDN, uma vez que o seu domínio mudou.

4. Adicionar 301 Redirecionamentos

A seguir, é hora de adicionar 301 redirecionamentos. Esta é, de longe, uma das partes mais importantes de uma mudança de nome de domínio. Isto assegura que todo o tráfego do seu antigo domínio (olddomain.com) é automaticamente encaminhado para o seu novo domínio (newdomain.com). Aqui estão algumas das razões pelas quais 301 redirecionamentos são tão importantes:

  • Com o tempo, as pessoas se conectam ao seu site e ao seu conteúdo. Os backlinks são usados como um sinal de classificação pelo Google. Portanto, não queres perder nada daquilo a que eles chamam o teu “sumo de ligação”. Em outras palavras, os links detêm autoridade, e se você os perder de repente, pode danificar seriamente o SEO do seu site e levar muito tempo para se recuperar. De acordo com muitos SEOs e estudos de caso, 301 redirecionamentos passam entre 90-99% do suco de ligação.
  • Além do SEO em relação aos backlinks, os redirecionamentos também são importantes para a usabilidade. A última coisa que você quer é que alguém clique em um backlink e não chegue mais ao seu site. Links quebrados nunca são bons.
  • Os sinais sociais são outro tipo de fator de classificação, embora alguns possam discordar sobre este ponto. De qualquer forma, nunca é bom ter links para o seu site de sites de mídia social como o Pinterest ou Twitter de repente não funcionam.

Se você não adicionar redirecionamentos, isso irá, sem dúvida, prejudicar o seu site.

Caveat – Você deve deixar o Redirecionamento para sempre

Então é aqui que isto pode ficar um pouco complicado. Se você tem muita história no seu antigo domínio, você provavelmente vai querer deixar o seu 301 redirecionamentos para sempre (ou pelo menos por muito tempo). 😲 Porquê? Porque a menos que você queira voltar e tentar atualizar todos os backlinks manualmente, o que é impossível, pode prejudicá-lo ao removê-los. Isto significa que você provavelmente deveria continuar renovando aquele antigo domínio para sempre também.

Além disso, em relação ao 301 redirecionamentos, se o seu domínio antigo estava a correr sobre HTTPS, isso significa que também terá de manter um certificado SSL instalado nele. Isso se deve ao fato de que o cliente precisa estabelecer uma conexão SSL com o host antes de ver o redirecionamento. Mas não se preocupe, isso não significa necessariamente que você precisa manter o seu antigo site/Hospedagem funcionando.

Abaixo estão as instruções de como adicionar 301 redirecionamentos. Estes redirecionamentos são feitos onde o seu antigo domínio está alojado. Se você quiser se livrar do seu antigo domínio e ou hosting, vamos mergulhar um pouco mais fundo nisso.

Opção 1 – Adicionar Redirecionamentos ao Nível do Servidor

.htaccess no Apache

Se seu site WordPress estiver rodando no Apache, você pode adicionar a seguinte regra ao arquivo .htaccess do seu antigo site, que normalmente é encontrado na raiz do seu site.

#Options +FollowSymLinks
RewriteEngine on
RewriteRule (.*) https://newdomain.com/$1 [R=301,L]

Nginx

Se o seu site WordPress estiver rodando no Nginx, você pode adicionar a seguinte regra ao arquivo de configuração do seu antigo site.

server {
server_name example.com;
return 301 $scheme://newdomain.com$request_uri;
}

Opção 2 – Adicionando Redirecionamentos com o seu Host

Se você é cliente Kinsta, você pode sempre adicionar o seu antigo domínio na Kinsta, instalar um certificado Let’s Encrypt gratuito sobre ele, e depois adicionar um wildcard 301 redirecionamento usando a nossa ferramenta de redirecionamento que aponta para o seu novo domínio. Abaixo está um exemplo da regra que você adicionaria:

olddomain.com - ^(.*)$ - https://newdomain.com$1

Você pode então deixar este redirecionamento no lugar para sempre para garantir que você mantenha todo o seu suco de backlink.

Redirecionamento do WordPress 301

Redirecionamento do WordPress 301

Opção 3 – Adicionar 301 Wildcard Redireciona com o Cloudflare

A terceira forma de contornar a questão do redirecionamento do SSL 301 é através da utilização do Cloudflare. Eles permitirão que você adicione 301 redirecionamentos para o seu site gratuitamente, mesmo que não haja hospedagem conectada a ele. 🤘 Esta pode ser uma forma eficaz de adicionar redirecionamentos sem ter de se preocupar em manter a sua antiga hospedagem no lugar ou precisar de fazer qualquer configuração adicional.

Um wildcard redireciona qualquer tráfego que tente acessar o olddomain.com/blog redireciona para o newdomain.com/blog. Portanto, neste caso, o seguinte 301 redireciona o trabalho:

http://olddomain.com/ 301 redireciona para https://newdomain.com
https://olddomain.com/ 301 redireciona para https://newdomain.com
http://olddomain.com/* 301 redireciona para https://newdomain.com/*
https://olddomain.com/* 301 redireciona para https://newdomain.com/*

Isto assegura que todos os backlinks em ambas as versões HTTP e HTTPS não se quebram para fins de SEO. Para adicionar um wildcard redirecionamento, simplesmente adicione seu domínio antigo ao Cloudflare, e depois crie uma regra de página “Encaminhamento de URL” para ele. Certifique-se que escolhe “301 – Permanent Redirect” e que usa a sintaxe correta, como se mostra abaixo.

Cloudflare 301 redirecionar regra de página

Cloudflare 301 redirecionar regra de página

Opção 4 – Adicionar 301 Wildcard Redireciona com o Registrador de Domínios

Uma quarta forma de adicionar redirecionamentos seria no nível do registrador de domínios. Alguns registradores de domínio, como o NameCheap, suportam o wildcard 301 redireciona. Contudo, esta opção só funcionará se você estiver redirecionando um site HTTP para um site HTTP ou HTTPS. Lembre-se, o domínio original precisa de um certificado SSL para redirecionar de HTTPS para HTTPS para funcionar corretamente.

Verifique duas vezes os seus Redirecionamentos

Depois de ter os redirecionamentos no lugar, você pode usar uma ferramenta gratuita como o Redirect tracker para garantir que seus redirecionamentos estejam funcionando corretamente. Há também uma grande extensão cromada, o Redirect Path, que é bastante útil!

Redirect tracker

Redirect tracker

Depois de adicionar redirecionamentos ao seu site, é muito importante testar diferentes variações de suas URLs. Se algo não estiver a funcionar corretamente, também pode pedir ajuda para a sua hospedagem WordPress. Também é importante verificar se você não tem muitos redirecionamentos encadeados, pois isso pode causar problemas de desempenho. Confira nosso post aprofundado sobre redirecionamentos e melhores práticas do WordPress para um desempenho mais rápido.

5. Atualizar o Google e o Bing

Agora que você tem seus pedidos de roteamento de domínios antigos para o seu novo domínio, é hora de atualizar suas propriedades da web com o Google Search Console e o Bing Webmaster Tools. Se você nunca configurou isto para o seu olddomain.com, vá em frente e crie-os, verifique e repita os passos para o seu newdomain.com. Então siga os passos abaixo. Você deve ter quatro propriedades no total entre o Google Search Console e o Bing Webmaster Tools (duas antigas e duas novas).

Mudança de endereço na Consola de Pesquisa do Google

No Google Search Console você vai querer fazer o que eles chamam de “mudança de endereço”. Isto é muito importante, pois permite ao Google saber imediatamente que tudo está a mudar. Então não pule este passo! Você vai precisar de uma propriedade verificada tanto para o seu domínio antigo como para o novo domínio.

Basta clicar no perfil do seu antigo domínio, clicar no ícone da engrenagem no canto superior direito e selecionar “Mudança de endereço”. Então siga as restantes instruções.

Mudança de endereço com a Consola de Pesquisa Google

Mudança de endereço com a Consola de Pesquisa Google

Importante

A ferramenta “Mudança de endereço” está atualmente disponível apenas na nova Consola de Busca do Google.

Se o seu site está apenas na nova Consola de Pesquisa do Google. Você pode facilmente adicioná-lo novamente usando o método “prefixo URL” e então você pode acessar seu site na antiga Console de Busca do Google. O mais provável é que eles acabem por mudar esta ferramenta para o novo GSC.

Prefixo URL da Consola de Pesquisa do Google

Prefixo URL da Consola de Pesquisa do Google

Site Mover em Bing Webmaster Tools

Tal como o Google Search Console, o Bing Webmaster Tools tem o mesmo tipo de processo chamado “Site Move” (Mover Site). E mais uma vez, você vai precisar de uma propriedade verificada tanto para o seu antigo domínio como para o novo domínio.

Basta clicar no perfil do seu antigo domínio e clicar em “Diagnóstico e Ferramentas > Mover Site”. Depois escolha a opção de “mover URLs deste site para outro site verificado”.

Mudança de site em Bing Webmaster Tools

Mudança de site em Bing Webmaster Tools

6. Submeter Novos Arquivos de Mapa do Site

Agora que você tem novas propriedades web verificadas e as notificou sobre a alteração do seu domínio, é recomendável enviar o seu novo arquivo de mapa do site. Um mapa do site é basicamente apenas uma lista de URLs que você quer que estejam disponíveis ao público. Isto não é necessário, mas muito provavelmente ajudará a acelerar o processo de rastejamento e re-indexação.

Se você estiver usando o plugin Yoast SEO, você pode encontrar um link para o seu arquivo de mapa do site XML em “SEO” → “Geral”. Clique no separador “Características” e depois no ponto de interrogação junto ao cabeçalho do sitemaps XML. O URL deve ser algo parecido com isto: https://newdomain.com/sitemap_index.xml

Arquivo de mapa do site WordPress

Arquivo de mapa do site WordPress

Enviar Mapa do site no Google Search Console

No Google Search Console você pode enviar o seu novo mapa do site em “Index → Sitemaps”. Insira o URL que você pegou do Yoast SEO e clique em “Submeter”.

Submeter ficheiro de mapa do site na Consola de Pesquisa do Google

Submeter ficheiro de mapa do site na Consola de Pesquisa do Google

Enviar mapa do site em Bing Webmaster Tools

No Bing Webmaster Tools pode submeter o seu novo mapa do site em “Crawl > Sitemaps”. Clique em “Adicionar/Testar Mapa do Site” e insira o URL que você pegou do Yoast SEO.

Enviar ficheiro de mapa do site em Bing Webmaster Tools

Enviar ficheiro de mapa do site em Bing Webmaster Tools

7. Atualizar o Google Analytics e a Consola de Pesquisa Google

O próximo passo é atualizar o seu perfil no Google Analytics. Se você não estiver usando o Google Analytics no seu site, você deve ser, pois esta é de longe, a melhor maneira gratuita de analisar o tráfego, padrões e conversões no seu site! A maneira mais fácil de fazer isso é clicar em “Admin,” vá para suas “Configurações de Propriedade” e atualize o URL padrão. A razão pela qual recomendamos simplesmente mudar sua propriedade existente ao invés de criar uma nova é que isso torna muito mais fácil comparar o histórico e o tráfego ao longo da linha (especialmente se você estiver mantendo a mesma estrutura de URL).

Actualizar o perfil do Google Analytics

Atualizar o perfil do Google Analytics

Reconectar a Consola de Pesquisa do Google

Abaixo, nessa mesma página, você também vai querer reconectar o seu perfil do Console de Busca do Google ao Google Analytics. Basta clicar em “Ajustar Consola de Pesquisa” e seguir os passos. Isto permite que dados adicionais fluam para a seção “Aquisição > Consola de Pesquisa” na Analytics, tais como páginas de Aterragem, Países, Dispositivos e Consultas (provavelmente a mais importante).

Reconectar o Google Search Console e Analytics

Reconectar o Google Search Console e Analytics

8. Atualizações e Verificações de Domínios Postados Diversos

Devido ao fato de cada website utilizar software e serviços diferentes, o mais provável é que haja algumas coisas adicionais que você queira verificar. Abaixo está uma lista que compilamos de alguns comuns que experimentamos:

  • Se você migrou ou clonou seu site, normalmente vemos mudanças ou configurações erradas no arquivo robots.txt.
  • Se você estiver executando um plugin de comentários como Disqus, você precisará migrar seus comentários Disqus para um novo domínio.
  • Se você tiver um software de e-mail marketing, você provavelmente precisará atualizar seu domínio, bem como autenticar o seu domínio novamente com novos registros DNS.
  • Atualizar Links de Mídia Social (Página do Facebook, Twitter Bio, Pinterest, Google+, etc.)
  • Atualizar URLs de anúncios PPC: AdWords, Bing Ads, AdRoll, Facebook Ads, etc.
  • Se você estiver envolvido em qualquer programa de afiliados ou redes de anúncios como a Mediavine, talvez seja necessário atualizar seu endereço com eles, bem como passar por um processo de reaprovação.
  • Certifique-se de monitorar 404 erros após a mudança para um novo domínio, para que você possa corrigir quaisquer links quebrados que surjam. Você pode vê-los no Console de Pesquisa do Google em “Crawl > Erros de Crawl” ou utilizar um plugin WordPress de terceiros, como o Redirecionamento, que tem 404 relatórios de erro. Nota: Normalmente recomendamos o Google Search Console para este tipo de coisas porque plugins como estes apenas utilizam recursos adicionais do servidor.

Resumo

Como você pode ver, há bastante coisa que vai mudar o seu domínio WordPress. Mas com um pouco de preparação cuidadosa e a orientação certa, você pode garantir que você mantenha os seus benefícios SEO e não prejudique o seu negócio. Lembre-se, você pode ver um pouco de mergulho, e isto é de se esperar. O mesmo se aplica ao redesign do site. Você pode perder muito do seu tráfego SEO se não tiver cuidado o suficiente. Mas enquanto continuares a avançar, deves estar perfeitamente bem. Afinal, a mudança para um novo domínio também deve ser uma experiência emocionante!

Você tem alguma idéia sobre mudanças no domínio WordPress? Perdemos alguma coisa importante? Informe-nos abaixo nos comentários.


Se você gostou deste artigo, então você vai adorar a plataforma de hospedagem WordPress da Kinsta. Turbine seu site e obtenha suporte 24/7 de nossa experiente equipe de WordPress. Nossa infraestrutura baseada no Google Cloud se concentra em escalabilidade automática, desempenho e segurança. Deixe-nos mostrar-lhe a diferença Kinsta! Confira nossos planos