Você acabou chegando neste artigo clicando em um link que leva a uma URL. Mas o que é uma URL e como ele funciona exatamente?

Uma URL é essencialmente um endereço único que levará a uma página específica em um site quando inserido em um navegador da web. É o que facilita o compartilhamento de páginas da web (ou vídeos do YouTube) que você acha interessante com seus amigos.

Com milhões de servidores conectados na Internet, centenas de milhões de websites e bilhões de páginas, é uma das principais tecnologias que tornam a web fácil de navegar.

Sem ela, você não teria como separar uma página das 64 bilhões de outras páginas da Internet.

Neste artigo, vamos mergulhar profundamente na URL, explicar o que é, quebrar os diferentes componentes de como ela funciona, cobrir como é uma boa URL para fins do SEO, e muito mais.

O que é uma URL (Uniform Resource Locator)

Uma URL, ou localizador uniforme de recursos, é um endereço que ajuda seu navegador a localizar uma página da web, foto, arquivo, ou outro recurso específico.

Seu navegador leva o endereço, traduz o nome do domínio para o endereço IP do servidor e o resto da URL mostra o caminho para o arquivo específico naquele servidor.

Uma URL leva a um arquivo ou página específica, enquanto um nome de domínio é o “endereço” geral para todo o website ou servidor.

URL vs. URI

Um URI (ou um Identificador Uniforme de Recurso) é diferente de uma URL, pois se refere à identificação única de um arquivo ou recurso, mas não necessariamente ao meio pelo qual você pode acessá-lo.

É uma categoria de nível superior de identificadores que também inclui a URL como uma de suas subcategorias.

De acordo com as especificações oficiais do RFC 3986:

“Um Identificador Uniforme de Recursos (URI) é uma seqüência compacta de caracteres que identifica um recurso abstrato ou físico”.

Pode ser um nome de identificação único, o “local” (ou ponto de acesso da rede) do recurso, ou ambos (que é o que é chamado de URL).

  • https://kinsta.com/blog/what-is-a-url é uma URL, pois especifica o protocolo HTTPS e a localização completa da página.
  • mailto:[email protected] também é uma URL devido ao protocolo mailto, mas usado para enviar e-mails, não acessando uma página da web ou outro recurso.
  • urn:isbn:12312341234 é um URN (Uniform Resource Name) que especifica apenas um nome sem nenhuma maneira de acessar o recurso.

Todos esses formatos estão sob o guarda-chuva maior do URI, que abrange tanto URLs quanto URNs.

Para distinguir entre links reais para recursos on-line e os IDs de produtos físicos, os links web são normalmente referidos como URLs em vez de URIs.

Nota: O próprio guia oficial indica que você deve “usar URI ao invés de URLs” para descrever endereços web, mas ele não foi atualizado desde 2005, por isso está um pouco atrasado em relação aos tempos. Em 2020, URL é de longe o termo mais comum usado para se referir a endereços da web.

Você digita URL todos os dias... mas o que é exatamente uma URL e como ela funciona? 🤯Click na URL abaixo para saber mais 😉Click to Tweet

Exemplo de uma URL

Para ver um exemplo de URL, tudo o que você precisa fazer é olhar o campo de endereço web no topo do seu navegador, logo abaixo de suas abas.

Barra de endereço URL no Google Chrome.

Barra de endereço URL no Google Chrome.

O campo mostra a URL para esta página: https://kinsta.com/blog/what-is-a-url. (Seu navegador pode esconder o HTTPS até que você faça duplo clique no campo).

Observe que quando você clica em uma aba diferente, ela mostra uma URL diferente que se refere à página ou arquivo que você está visualizando.

Anatomia de uma URL (6 partes diferentes)

Quando você está apenas visitando uma página web, uma URL pode parecer a coisa mais simples do mundo.

Mas muita coisa pode acontecer em uma única URL.

  • Uma URL pode enviar você para uma página específica.
  • Também pode enviá-lo para um determinado local naquela página.
  • Ele pode se comunicar com seu CMS (Content Management System) para exibir um conteúdo distinto.
  • Ele pode até acompanhar a origem de sua visita usando parâmetros para interagir com seu software analítico.

Vamos examinar as diferentes partes de um URL que fazem todas essas coisas acontecerem.

O Protocolo HTTPS/HTTP

A primeira parte de uma URL identifica qual protocolo o servidor e a página da Web utilizam para transferir dados para seu computador.

O protocolo URL.

O protocolo URL.

Dependendo do seu navegador, você pode ter que clicar duas vezes no lado esquerdo da URL para ver esta parte.

HTTP significa Hypertext Transfer Protocol e é a forma básica e não criptografada de transferir dados pela Internet. HTTPS significa Hypertext Transfer Protocol Secure (Protocolo de Transferência de Hipertexto Seguro) e é um protocolo mais seguro e criptografado para transferir dados. O Google Chrome mostrará que um site usa HTTPS com um símbolo de cadeado, simbolizando um site seguro.

Se um site utiliza HTTP, ele mostra uma marca de atenção que você pode expandir e que o adverte contra o envio de qualquer informação sensível ao site.

Dependendo do navegador, do site e do sistema operacional, ele também pode abrir automaticamente um prompt que avisa os visitantes.

Uma conexão HTTP insegura em Cromo.

Uma conexão HTTP insegura em Cromo.

Imagine a impressão negativa que isto dará aos clientes potenciais. Não é um bom visual.

Não apenas isso, mas o uso de HTTP pode afetar negativamente a classificação do seu site para as palavras-chave do Google. O Google confirmou oficialmente que o utiliza para decidir onde sua página deve ser classificada nos resultados da busca.

Mas mesmo com todas as desvantagens de se ater ao HTTP, em outubro de 2020, 33,2% dos sites ainda não estavam usando HTTPS.

Se você ainda estiver usando HTTP para seu site WordPress, nós temos um guia detalhado para migrar seu site de HTTP para HTTPs.

Dependendo do seu host web atual, pode ser tão fácil quanto clicar em um botão ou não ser possível de todo. Em alguns casos, pode ser mais fácil mudar para um host mais confiável que usa HTTPS para todos os sites, como o Kinsta.

O Nome de Domínio & DNS

O nome de domínio é o que ajuda o navegador a encontrar seu servidor web em primeiro lugar, usando o DNS (Domain Name System).

A seção "domínio" de um URL.

A seção “domínio” de uma URL.

Em termos simples, o DNS ajuda um navegador a traduzir um nome de domínio para o endereço IP real do servidor web conectado a ele.

Sem o DNS, teríamos que navegar na web compartilhando cadeias de números como 241.102.129.209.

Não é exatamente fácil de lembrar, estou certo? Os nomes de domínio não são ótimos apenas para a marca. Eles facilitam o compartilhamento de grandes conteúdos e idéias.

Em vez de uma seqüência aleatória de números, você pode compartilhar ou procurar um nome de domínio que faça sentido. Como Kinsta.com, onde qualquer pessoa pode nos encontrar facilmente após ouvir falar de nossa empresa.

Leia nosso guia para saber mais sobre o que é DNS e como ele conecta exatamente nomes de domínio a servidores web.

O Caminho

O caminho é qualquer parte da URL que vem depois do nome de domínio, antes de um ponto de interrogação ou # que acrescenta informações extras a uma URL (mais sobre isso abaixo).

A parte "caminho" de uma URL.

A parte “caminho” de uma URL.

No início, o URL representava directamente a estrutura de ficheiros e pastas do seu servidor. Assim, se tivesse de chegar a esse ficheiro, poderia seguir esse caminho exacto com o seu cliente FTP para o apagar ou editar. Por exemplo, se o caminho for o seu site.com/folder1/folder2/file1.html, a estrutura seria a mesma no seu servidor. Se utilizasse o FTP ou um gestor de ficheiros para o visualizar, este pareceria idêntico.

Estrutura de pastas em um cliente FTP.

Estrutura de pastas em um cliente FTP.

Mas hoje em dia, a maioria dos sites é construída com um CMS que utiliza um banco de dados para gerar páginas dinamicamente.

Os CMS dependem da arquitetura do servidor para conectar uma URL de aparência normal (como kinsta.com/blog/what-is-a-url) a uma cadeia de consulta que irá gerar a página correta.

É assim que os permalinks do WordPress funcionam, e por isso https://kinsta.com/blog/what-is-a-url leva a esta página, mesmo que não tenhamos uma pasta chamada blog ou arquivo chamado what-is-a-url em nosso servidor.

Se isto parece complicado, e você ainda não entendeu bem, não se preocupe. Temos abaixo uma seção inteira dedicada aos WP permalinks, como eles funcionam, e como você pode mudá-los.

Query Strings e variáveis

A Query Strings é a parte que segue o ponto de interrogação, e pode incluir variáveis que se comunicam com o PHP naquela página para impactar a experiência do visitante.

Consultar variáveis em URLs.

Consultar variáveis em URLs.

Por exemplo, para WordPress, a variável “p” é a abreviação para artigo e indica qual artigo WordPress vai mostrar naquela página.

Sem permalinks para tornar a URL mais atraente, um artigo do WordPress só seria acessível através de URLs como esta: http://yoursite.com/?p=1294. Você precisaria especificar a identificação do artigo para o WordPress diretamente para obter a página desejada.

O YouTube é um dos maiores sites que ainda usam abertamente variáveis nas URLs permanentes do seu conteúdo. Sempre que você compartilhar um link para um vídeo, ele levará a uma URL como https://www.youtube.com/watch?v=YxR85tY46BE.

URL como esta não são mais uma grande preocupação para o compartilhamento social, já que a maioria dos sites de mídia social agora incluem previews e meta títulos para links compartilhados.

Mas esse tipo de URL pode impactar negativamente o SEO do seu website ou blog.

Parâmetros UTM

Os parâmetros UTM são diferentes das cadeias de consulta que fornecem uma variável para o CMS ou aplicativo web do seu site. Em vez de afetar diretamente a experiência do visitante, eles se comunicam com seu software analítico. (Por exemplo, o Google Analytics).

Parâmetros UTM em uma URL.

Parâmetros UTM em uma URL.

Estas etiquetas UTM rastreiam de onde os visitantes vieram para analisar o desempenho da campanha. Você pode usá-las para indicar qual plataforma, campanha e até mesmo anúncio específico enviou um visitante.

Algumas plataformas de publicidade geram automaticamente parâmetros para armazenar dados sobre os visitantes.

Âncoras

A âncora é qualquer coisa que vem atrás de um sinal de # (hashtag). É um link específico de uma página que leva a uma parte específica de uma página.

A porção "âncora" de uma URL.

A porção “âncora” de uma URL.

A URL acima levará você para a parte “A Anatomia de uma URL” desta página porque é um link de âncora ou “link de salto” para a identificação daquele subtítulo específico.

Para usar links de âncora, você precisa adicionar um “ID” à tag HTML para a qual você deseja fazer o link. Neste caso, o código real para a manchete desta seção H2 se parece com isto em HTML simples:

<h2 id=”the-anatomy-of-a-url”>The Anatomy of a URL </h2>

Você também pode adicionar um manualmente aos cabeçalhos no editor Gutenberg no WordPress, expandindo a seção “avançada” de um bloco de cabeçalhos.

Link de âncora de cabeçalho no WordPress.

Link de âncora de cabeçalho no WordPress.

Na Kinsta, não nos preocupamos em adicionar manualmente identificações a todos os subtítulos. Em vez disso, usamos um plugin que gera uma tabela de conteúdo e salta links automaticamente para cada artigo.

O plugin cria um vão em torno de títulos relevantes com o ID, poupando-nos o trabalho de adicioná-lo manualmente.

O blog Kinsta automatiza a criação de links de âncora para cabeçalhos.

O blog Kinsta automatiza a criação de links de âncora para cabeçalhos.

Para saber mais sobre como você pode configurar isto em seu site WordPress, leia nosso guia sobre links de âncoras.

WWW ou não WWW

Incluindo uma www em sua URL costumava ser um padrão para todos os sites na Internet.

Não é mais esse o caso. Você pode até ter notado que nosso website, Kinsta.com, não inclui www na URL.

Os três W são uma parte opcional de uma URL que identifica um site como parte da World Wide Web. Se você o utiliza é em sua maioria por preferência pessoal.

Você pode configurar redirecionamentos para o formulário correto, mesmo que os visitantes não o incluam. Assim, por padrão, o Google Chrome e muitos outros navegadores não o mostram mais. Os redirecionamentos o tornam irrelevante para a experiência do usuário.

E o Google utiliza automaticamente a variação certa nos resultados da busca, portanto não é um fator SEO.

Como no protocolo, você pode precisar clicar duas vezes na URL para ver a URL completa que inclui a www.

Pode haver alguns prós e contras para cada opção, dependendo do tamanho e dos objetivos de sua empresa. Leia mais sobre a escolha entre um domínio www e um domínio não-www para tomar sua decisão.

Cansado de um host lento? Kinsta é construído com velocidade e desempenho em mente. Confira nossos planos

Se você quiser adicionar ou remover a www, já abordamos como alterar sua URL para incluir ou remover a www no WordPress.

WordPress Permalinks

Já falamos brevemente sobre isso, mas com um CMS como o WordPress, o caminho do URL não representa o caminho “real” através das pastas e arquivos existentes em seu servidor.

Em vez disso, o WordPress usa PHP e MySQL para gerar páginas baseadas em strings de consulta incluídas na URL, como https://kinsta.com/?p=1294. Isso é o que era o permalink original do WordPress.

“Prettier permalinks” como o deste artigo, https://kinsta.com/blog/what-is-a-url, confie em uma função de reescrita Apache ou Nginx para ligar uma URL a um permalink WordPress relevante com o ID do artigo.

Felizmente, você não precisa entender seu ecossistema de servidor ou como fazer isso manualmente para fazer qualquer mudança em sua URL.

Você pode lidar com tudo de dentro do WordPress (desde que seu ambiente de servidor esteja configurado corretamente).

Configurações Permalink no WordPress.

Configurações Permalink no WordPress.

Se você defini-lo como simples, seus artigos só serão acessíveis se você usar links com a variável de identificação do artigo: yoursite.com/?p=123.

A maioria dos sites WordPress evita isto por razões de SEO. Uma cadeia de números aleatória não pode incluir uma palavra-chave correspondente, e é menos clicável do que um link que faça sentido.

Em vez disso, a maioria dos sites usa uma estrutura que inclui um título de blog, ou uma variante do mesmo, na URL.

Edição de Permalinks na Criação de Novos Artigos e Páginas

As caracóis e permalinks auto-gerados do WordPress nem sempre são ideais

Se deixássemos o WordPress tratar disso, a ligação permanente para este artigo seria algo como kinsta.com/blog/what-is-url-explained-learn-how-to-get-most-out-y-sites-url.

É simplesmente muito longo, e também não é ideal para compartilhar ou SEO.

Assim, para fins de SEO e compartilhamento, você pode definir um slug personalizado e um permalink para cada artigo e página. (Você costumava precisar de um plugin SEO para isto, mas felizmente, agora está incluído no núcleo do WordPress).

Basta expandir a seção “Permalink” na barra lateral direita ao criar qualquer página ou postagem.

Editar permalinks em Gutenberg.

Editar permalinks em Gutenberg.

Para fins de SEO, você quer manter uma Slug limpa e curta, sem palavras de preenchimento desnecessárias ou adjetivos. É por isso que nossa Slug é what-is-a-url, e não what-is-a-url-in-depth-explanation-learn-how-to-get-the-most-out-of-your-sites-url.

Saiba mais sobre como otimizar essas configurações em nosso guia definitivo de permalinks para WordPress.

URL vs. Slug vs. Permalink

Uma URL é um link que leva a qualquer página, arquivo ou recurso na Internet.

Mas quando se trata de endereços web e WordPress, URL não é o único termo que usamos. Você também pode ter ouvido a palavra permalink ou slug.

Um permalink é uma URL que atua como um link permanente para uma peça específica de conteúdo em seu site WordPress. (Por exemplo, https://kinsta.com/blog/what-is-a-url é o permalink para este artigo).

Uma Slug é a última parte da URL depois do nome de domínio e da pasta WordPress que identifica uma página específica: what-is-a-url. Slug deve ser curta, legível e indicar claramente o conteúdo da página ou artigo.

Leia mais sobre como o slug pode afetar seu SEO.

Uma URL é simplesmente qualquer endereço web que você pode usar para acessar uma página ou arquivo. É uma tecnologia web básica que ajuda você a navegar na Internet.

Redirecionando uma URL antiga

Se você mover uma página ou artigo antigo, você pode se perguntar se ainda há alguma maneira de garantir que você possa obter o tráfego e os links do antigo URL.

Por exemplo, você pode atualizar slug por ano de 2019 a 2020, mudar seu nome de domínio, ou qualquer número de coisas. Felizmente, os redirecionamentos são fáceis de serem feitos.

Você pode configurar redirecionamentos do seu painel de controle de hospedagem, como nosso MyKinsta desenvolvido sob medida, ou um cPanel genérico:

Adicionar redirecionamentos em MyKinsta.

Adicionar redirecionamentos em MyKinsta.

O código de status indica para o navegador e motor de busca o status do redirecionamento. 301 significa que o redirecionamento é permanente, que você mudou o artigo para um novo local.

É ideal para SEO, pois passa a maior parte da autoridade original e “liga o suco” que o artigo antigo tinha com o novo.

Há muitas maneiras de configurar um redirecionamento do WordPress, inclusive usando plugins ou mesmo editando manualmente seu ambiente de servidor.

Encurtadores de URL: Quando você deve usá-los

Se uma URL for extra longa, pode ser tentador usar um encurtador de URL ao compartilhá-la em mensagens de mídia social ou e-mails.

Se você estiver se ligando a uma parte específica de um artigo com uma âncora longa, ou quiser esconder seus parâmetros UTM, é uma boa idéia.

Algumas regras básicas:

  • Usar apenas encurtadores de URLs respeitáveis (como Bitly ou TinyURL) sem pausas publicitárias ou tempos de carregamento lentos. Qualquer anúncio ou tempo adicionado significa que menos usuários ficam por perto para visitar a página.
  • Se uma URL já é curta e faz sentido (como kinsta.com/wordpress-hosting) compartilhar a versão original é melhor.
  • Nunca utilize URLs abreviadas para hiperlinks, pois a URL está escondida atrás do texto do link de qualquer forma.

Um URL ou link curto é mais útil para compartilhamento em mídias sociais, e-mails ou em vídeos.

A maioria dos especialistas em SEO considera que um URL abreviada não terá nenhum impacto negativo em seu SEO ou rankings de busca em 2020.

Pense em uma URL como o endereço residencial único que ajuda você a encontrar a página exata que você está procurando em um mar de 64 bilhões de outros sites 😲 Saiba mais sobre esta peça essencial de tecnologia aqui 👇Click to Tweet

Resumo

Agora você já deve estar familiarizado com o que é uma URL, até seus blocos de construção de nome de domínio, caminho e os protocolos subjacentes.

Para tirar o máximo proveito das URLs do seu site, é importante mantê-las curtas e diretas, e incluir o tópico de cada página.

Não se esqueça de redirecionar URLs antigas quando fizer mudanças, especialmente para aquelas que já atraíram backlinks e estavam gerando tráfego orgânico para seu site.

Quais são suas experiências? Você já mudou uma URL em seu site? Você já notou uma URL estranha ao navegar na web? Informe-nos nos comentários!


Economize tempo, custos e otimize o desempenho do seu site com:

  • Ajuda instantânea de especialistas em hospedagem do WordPress, 24/7.
  • Integração do Cloudflare Enterprise.
  • Alcance global com 28 centros de dados em todo o mundo.
  • Otimização com nosso monitoramento integrado de desempenho de aplicativos.

Tudo isso e muito mais em um plano sem contratos de longo prazo, migrações assistidas e uma garantia de 30 dias de devolução do dinheiro. Confira nossos planos ou entre em contato com as vendas com as vendas para encontrar o plano certo para você.