Como alguém que está na indústria da hospedagem web há anos, especificamente hospedagem WordPress, me peguei pensando: se as pessoas entendessem a economia das empresas de hospedagem web e como elas realmente operam, suas expectativas mudariam? Ou elas ainda iriam atrás dos provedores de hospedagem WordPress muito baratos?

Existem muitos mitos e conceitos errados sobre hospedagem web e é muito difícil encontrar a verdade. A maioria das empresas de hospedagem WordPress baratas nunca ou raramente compartilham com seus clientes informações de bastidores sobre como seu sistema funciona ou o que realmente está incluso no pacote de US$5 mensal. Mas se você reservar um tempo e ler a política e as letras miúdas, saberá que não existe nada de largura de banda ou espaço em disco ilimitados, simplesmente porque isso não é possível.

Hoje, nos aprofundaremos sobre como as empresas de hospedagem web operam, por que algumas delas cobram valores extremamente baixos e como elas realmente ganham dinheiro. Algumas das respostas podem te surpreender.

Se você paga US$5/mês pela hospedagem WordPress (o mesmo preço de uma xícara de café ☕), não se surpreenda se ela te deixar na mão. Click to Tweet

Desmembrando a Indústria da Hospedagem Web

Empresas de hospedagem são, em sua maioria, umas iguais às outras, onde o lucro bruto determina quantas pessoas elas são capazes de contratar para oferecer suporte, entre outros fatores. Abaixo, desmembrarei alguns dos custos e despesas que uma empresa de hospedagem comum tem.

Custo Médio dos Produtos Vendidos (30%)

Para a maioria das empresas de hospedagem, o custo médio dos produtos vendidos (servidores em data centers) é de cerca de 30%. Isso deixa apenas 70% de cada real que elas arrecadam disponível para pagar a equipe e todo o restante das despesas.

Despesas de Marketing (Estimativa de 10%)

Se a empresa ainda está tentando crescer (e esperamos que esteja), outros 10% ou mais serão direcionados para despesas de marketing. Afinal, o custo para adquirir um cliente de hospedagem é um dos maiores do mercado.

Se você seguir pela rota do custo por clique (CPC), descobrirá que entrar em um leilão por uma palavra-chave como “hospedagem web” pode custar até US$20 por clique no Google Ads.😲 Isso pode variar com base em quantas impressões e em quais termos de pesquisa você está disposto a dar o seu lance para aparecer no topo da página e por quanto tempo. Se sua empresa for financiada por capital de risco, talvez você não se importe. Mas se for uma startup ou bootstrap, precisará ser criativo.

CPC da palavra-chave “hospedagem web”

Tentar ranquear organicamente com SEO para o termo “hospedagem web” atualmente poderia levar anos, devido a toda a competição que existe. Com certeza somos fãs da abordagem orgânica com marketing de conteúdo, mas esse é um plano de longo prazo e exige consistência e paciência.

Você também precisaria estar preparado para desembolsar milhares de dólares para criar conteúdo evergreen incrível que competirá neste nicho. Um artigo técnico bem escrito com pelo menos 2.500 palavras custa facilmente US$1.500. Tentar terceirar o serviço para ter conteúdo barato de locais como iWriter simplesmente não funciona. Você precisará investir tempo para encontrar e contratar escritores freelancer que sejam especialistas em sua profissão. E isso pode levar meses, às vezes até anos.

O custo para adquirir um cliente na área de hospedagem é um dos maiores do mercado. 💰 Click to Tweet

Por isso, ter despesas de marketing e custo dos produtos vendidos (servidores e infraestrutura) significa que apenas 60% de cada real que uma empresa de hospedagem arrecada está disponível para pagar salários e demais despesas.

Desmembrando os Números

Digamos que tenha optado por uma hospedagem WordPress barata e esteja pagando US$10 por mês (US$120 por ano). A campanha de marketing te informou que a empresa é incrível, possui suporte 24/7, atendimento por telefone e você espera que sua experiência seja como com qualquer outra empresa. Empresas como GEICO, Anthem, AT&T ou Verizon não são incríveis, mas elas eventualmente corrigem os problemas quando você as confronta.

A diferença é que você não está pagando míseros US$10 por mês a elas e seus agentes de suporte não custam tanto, já que um problema com a conta do seu celular pode ser resolvido por alguém que recebe 40 mil por ano e não exige a presença de um engenheiro de software.

Vejamos os números rapidamente. Se você está pagando US$10 por mês (US$120 por ano) em hospedagem e um bom administrador de sistemas custa US$100 mil por ano, incluindo benefícios, de quantos clientes a empresa precisa apenas para cobrir um único funcionário?

A resposta pode te surpreender. Não são 833, já que 833 x US$120 ≅ US$100 mil. Estaríamos assumindo que a empresa não tem nenhum custo com produtos vendidos ou marketing, mas lembre-se que a hospedagem desse exemplo tem um custo dos produtos vendidos de 30%, orçamento de marketing de 10% e, portanto, apenas 60 centavos de cada dólar arrecadado está disponível para pagar a equipe.

Usando as suposições acima, a resposta real pode ser encontrada com cálculos simples.

$100.000 = X * 120 * 0,6
$100.000 = 72X
1.389 = X

Ao encontrar o X acima, descobrimos que ele é igual a aproximadamente 1.400 clientes. Portanto, para cada 1.400 clientes a US$10 por mês, uma empresa de hospedagem consegue contratar um administrador de sistemas que realmente sabe o que está fazendo. Ou pense dessa forma: se cada um dos 1.389 clientes paga US$10/mês (US$120 por ano), são US$166.680 de receita anual e, após deduções de 30% de custos dos produtos vendidos (servidores) e 10% com marketing, sobram US$100 mil para cobrir um único salário com benefícios inclusos.

Para cada 1.400 clientes que pagam US$10 por mês, uma empresa de hospedagem consegue contratar um administrador de sistemas. 💻 Click to Tweet

Mas como um único administrador de sistemas, do tipo que seja capaz de corrigir qualquer problema maluco de hospedagem que possa surgir, lida com as questões técnicas de quase 1.400 clientes? A resposta é que ele não é consegue.

Isso sem contar que um negócio real tem outros custos nos quais usa seu lucro bruto, descontado das despesas de marketing, para itens como:

  • Pagar seus fundadores ou executivos
  • Aluguel e equipe
  • Custos com largura de banda e infraestrutura de hospedagem (camada de rede premium)
  • Configuração de analytics complexa para atender, receber e processar registros (Elastic)
  • Serviços de e-mail transacional
  • Integrações com CDN
  • Sistemas de suporte e tickets, como Intercom
  • Ferramentas de monitoramento de tempo no ar e desempenho, como New Relic

Estamos usando esse modelo porque o cálculo é mais fácil e simples nessas condições, onde poucas suposições estão sendo feitas.

Ao mudar para US$20 por mês, a matemática se vira um pouco mais ao seu favor, mas ainda não é boa. Levaria cerca de 700 clientes para cobrir o mesmo administrador de sistemas nessa faixa de preço. Mesmo a US$50 por mês ainda não nos deparamos com algo bom, com uma proporção de um administrador de sistemas para cada 278 clientes. Como você pode ver, até que entre na faixa de mais de US$100 por mês, a economia não está nem perto de estar ao seu favor para ter uma proporção sólida. E você nem vai querer ver os cálculos para uma hospedagem de US$5 por mês.😳

Por Que e Como a Hospedagem WordPress Barata Existe

Então, se a economia não está a favor do cliente quando ele paga US$10 por mês, por que tantas empresas de hospedagem fazem isso? A resposta engloba dois fatores.

Primeiro que elas tentam ganhar muito dinheiro com upselling e taxas ocultas. Oferecem produtos como migrações de website, certificados SSL, registros de domínios, privacidade WHOIS, receita de anúncios em domínios estacionados, endereços IP dedicados, auxílio falso com SEO, insígnias para websites, etc. Mas isso nem sempre acontece, já que as pessoas que usam seus serviços geralmente estão tentando economizar dinheiro, afinal foi por isso que optaram por tal hospedagem.

Em segundo lugar, temos o que chamamos na indústria de hospedagem de “agite e queime” (“churn and burn”). Espera, esse não soa nada bem. O que significa? Ele se refere a uma situação quando você tem um modelo que sabe que está cobrando pouco demais com uma estratégia para atrair e substituir. Você sabe que, como resultado, seu atendimento ao cliente será terrível, sabe que as pessoas ficarão nervosas, sabe que perderá X clientes por trimestre e que projetou seu modelo de negócios para tentar substituir esses X clientes.

Se você estiver pensando sobre adquirir uma #hospedagem, pare de pensar em pagar o mínimo absoluto. 🤔 Click to Tweet

E como isso realmente funciona? É muito simples em termos de hospedagem. Você oferece tudo ilimitado (exceto CPU ou algo que as hospedagens chamam de “workers”) e então sufoca aqueles clientes/sites que usam muita largura de banda. Eventualmente, você acaba por suspendê-los em virtude do excesso de utilização dos recursos e o desempenho desses sites de sucesso vai por água abaixo.

Conta temporariamente limitada

Conta temporariamente limitada

Então, o cliente sai insatisfeito e a empresa fica feliz, porque pode substituí-lo com um site que recebe pouco ou nenhum tráfego. São modelos de negócios como esse que dão à indústria de hospedagem uma má reputação.

Pare de Pensar em Pagar o Mínimo Absoluto

Por isso, quando você estiver pensando em adquirir uma hospedagem, pare de pensar em pagar o mínimo absoluto e comece a refletir sobre o que está realmente comprando. Pense no suporte e acesso a pessoas com vasto conhecimento sobre como o WordPress funciona e, ainda mais importante, como solucionar problemas. Você comprará uma equipe que estará lá para te ajudar ao longo de sua jornada.

A Kinsta foi fundada exatamente por esse motivo e é por isso que conseguimos crescer tão rápido. Existem pessoas que chamamos de “host hoppers” e que pularam de um provedor de hospedagem para outro durante anos, tentando encontrar um que acabasse com o terrível “agite e queime” ou práticas de negócios que envolvem “upselling”.

Em 2018, a base de clientes da Kinsta cresceu em mais de 262% e nossa taxa de rotatividade ficou abaixo de 5%. Nossos clientes enxergam o valor enorme que oferecemos e estão dispostos a pagar por isso. Eles podem se focar em desenvolver seus negócios ao invés de se preocupar com tempo fora do ar, erros 500 ou bater suas cabeças contra a parede tentando descobrir qual plugin WordPress está causando problemas de desempenho.

Fui da Hostgator (lixo) para Siteground (não tão ruim) para Kinsta (incrível). Meu site está mais rápido do que nunca e o suporte ao cliente durante a migração foi o melhor que já recebi.

Joe Hanley
Joe Hanley
Proprietário & Desenvolvedor de Software, Audible Genius LLC

Resumo

Com certeza, nem todos podem pagar centenas de dólares por mês em hospedagem, mas por outro lado, você também deve definir suas expectativas de acordo com o que contrata. Se estiver gastando mais dinheiro com café por mês do que investe em hospedagem, vai se deparar com um mundo de dor no meio do caminho.

Se decidir por seguir com hospedagem WordPress barata, você pode esperar que seu site saia do ar de tempos em tempos (já que por US$10 por mês, provavelmente está compartilhando um servidor com centenas de outros usuários). Além disso, não espere que a maioria dos problemas sejam solucionados tão rapidamente. É assim que os números funcionam.

Adoraríamos ouvir sua opinião sobre hospedagem WordPress barata ou uma experiência pela qual você talvez tenha passado. Compartilhe conosco nos comentários abaixo!

13
Shares