Independentemente do dispositivo ou software que você esteja usando, sempre há o risco dos dados serem corrompidos. Quando aplicado a bancos de dados, “corrompido” significa que algumas ou todas as informações dentro das tabelas podem se tornar impossíveis de ler ou acessar. Existem muitas razões pelas quais isso pode acontecer, e é vital saber como corrigi-lo.

Felizmente, é mais fácil do que você imagina reparar uma tabela MySQL. Há várias maneiras de fazer isso, incluindo o uso de ferramentas de reparo do MySQL incorporadas e software de gerenciamento de banco de dados. É muito provável que você consiga recuperar todos os seus dados.

Neste artigo, vamos falar sobre como a corrupção do banco de dados ocorre e explicar como verificar suas tabelas em busca de erros. Em seguida, apresentaremos quatro métodos para reparar bancos de dados MySQL, para que você esteja preparado para qualquer situação. Vamos lá!

O que causa a corrupção de uma tabela do MySQL?

A corrupção de dados refere-se a erros nos dados do computador que podem ocorrer durante a gravação, a leitura, o armazenamento ou o processamento. Nas tabelas MySQL (e nas tabelas MongoDB ou MariaDB), a corrupção pode causar perda de dados, prejudicar o desempenho do banco de dados ou até mesmo tornar as tabelas ilegíveis.

Em outras palavras, uma tabela é corrompida quando há um problema com a integridade dos dados ou quando o software do banco de dados não consegue interpretar esses dados.

Há muitos motivos pelos quais uma tabela MySQL pode ser corrompida, incluindo:

  • Problemas de hardware. Componentes de hardware com defeito, como discos rígidos ou memória, podem introduzir erros em seus dados.
  • Bugs de software. Os erros no MySQL ou no sistema operacional podem levar à corrupção de dados, principalmente se causarem falhas ou comportamento inesperado.
  • Quedas de energia. Falhas repentinas de energia podem interromper os processos de gravação de dados, resultando em dados incompletos ou corrompidos.
  • Desligamentos inadequados. Se o MySQL ou o servidor não for desligado corretamente, os dados podem não ser gravados no disco corretamente, causando corrupção.
  • Erros no sistema de arquivos. Problemas com o sistema de arquivos subjacente podem causar corrupção de dados ou até mesmo perda de dados.
  • Malware ou tentativas de invasão. Software mal-intencionado ou acesso não autorizado podem levar à corrupção de dados, seja intencional ou acidentalmente.

A melhor maneira de evitar muitos desses problemas é usar um ambiente seguro de hospedagem de banco de dados. Se o seu provedor de hospedagem da web oferecer acesso a hardware e desempenho de qualidade, é menos provável que você tenha problemas com corrupção de banco de dados.

Você não precisa ser um especialista em recuperação de dados para reparar tabelas do MySQL. Confira este guia e torne-se um herói em seu escritório (ou pelo menos no departamento de TI) 🤓Clique para Tweetar

Como você pode verificar se há erros em uma tabela MySQL?

Se estiver preocupado com a possibilidade de corrupção, você pode usar o comando “CHECK TABLE” para verificar se há erros em uma tabela de banco de dados. Esse comando examina a estrutura e os dados da tabela em busca de inconsistências ou dados corrompidos.

A maneira manual de fazer isso é usar o terminal para executar o comando CHECK TABLE. Para fazer isso, você precisará abrir a linha de comando do MySQL, conectar-se ao banco de dados que contém a tabela e executar esse comando:

CHECK TABLE table_name;

Substitua “nome_da_tabela” pelo nome da tabela que você deseja verificar. O comando retornará uma mensagem de status indicando se a tabela está correta, se tem avisos ou se contém erros.

No entanto, há maneiras mais fáceis de executar essa tarefa. Se você tiver acesso a uma ferramenta de gerenciamento de banco de dados, como o phpMyAdmin, poderá usá-la para verificar as tabelas por meio de uma interface de usuário. Para fazer isso, acesse o banco de dados do seu site usando o phpMyAdmin, selecione um banco de dados e escolha as tabelas que você deseja verificar:

Choosing database tables in PHPMyadmin to check and repair
Escolhendo tabelas do banco de dados para verificar e reparar

Após selecionar a opção Check Table, clique em Go. O phpMyAdmin retornará uma nova página que oferece visões gerais do status de cada tabela. Se uma tabela não estiver danificada, você verá uma mensagem simples de OK.

Quanto tempo leva para reparar uma tabela do MySQL?

O tempo necessário para reparar uma tabela MySQL depende de vários fatores, incluindo o tamanho da tabela, a extensão da corrupção e o método de reparo que você escolher. Em alguns casos, essa tarefa pode levar apenas alguns minutos, enquanto em outros, pode ser um processo demorado que exige que você tente várias abordagens.

A solução mais eficiente em termos de tempo para reparar uma tabela MySQL corrompida é restaurar o banco de dados a partir de um backup recente. Isso pode poupar a você o tempo e o esforço de reparar manualmente a tabela, principalmente se a corrupção for extensa ou difícil de resolver.

Entretanto, essa abordagem pressupõe que você tenha um backup confiável e recente disponível. Em algumas seções, falaremos sobre como executar uma restauração do banco de dados a partir de um backup.

Como reparar tabelas MySQL (4 métodos comprovados)

Nesta seção, exploraremos quatro maneiras de reparar uma tabela do MySQL. Todas essas técnicas são relativamente simples, embora talvez você precise tentar mais de uma delas até encontrar uma solução que funcione para você.

1. Repare tabelas MySQL no phpMyAdmin

O phpMyAdmin é uma das ferramentas de gerenciamento de banco de dados mais populares do mercado. A maioria dos provedores de hospedagem da web permite que você use o phpMyAdmin para acessar e editar seus bancos de dados, incluindo a Kinsta.

O processo de acesso ao banco de dados varia de acordo com o painel de controle do seu provedor de hospedagem de sites. Se você estiver usando o MyKinsta, selecione o site ao qual o banco de dados pertence. Vá para a aba Informações e role para baixo até a seção Acesso ao banco de dados.

O nome de usuário e a senha do banco de dados estarão acessíveis aqui:

The database username and password in MyKinsta
O nome de usuário e a senha do banco de dados no MyKinsta

Clique em Abrir phpMyAdmin e use suas credenciais para fazer login. Em seguida, escolha o banco de dados corrompido. O phpMyAdmin listará todas as tabelas desse banco de dados. Você pode selecionar todas elas usando as caixas de seleção à esquerda ou apenas as tabelas corrompidas.

Após escolher as tabelas que você deseja reparar, role para baixo e abra o menu suspenso With selected. Escolha a opção With selected:

Selecting database tables and choosing the repair option
Opção para reparar a tabela no phpMyAdmin

Lembre-se de que nem todos os bancos de dados são compatíveis com a função de reparo do phpMyAdmin. Se o seu for compatível, você verá uma mensagem de sucesso ao lado do nome de cada tabela na próxima página.

Se você não tiver certeza de quais tabelas precisam de reparo, volte à seção anterior sobre como verificar se há corrupção nos bancos de dados. Você pode usar o recurso Check no phpMyAdmin para procurar erros nas tabelas e, em seguida, repará-las.

2. Use a linha de comando do MySQL

Se você se sentir à vontade para usar a linha de comando e tiver acesso do Secure Shell (SSH) ao servidor do seu site, essa é outra maneira de reparar uma tabela do MySQL. Primeiro, você precisará acessar o shell do MySQL, que é normalmente instalado junto com o MySQL.

Com o shell do MySQL, você poderá se conectar ao banco de dados pelo terminal. Para fazer isso, use o seguinte comando:

mysql -u -p

O -u e o -p representam o nome de usuário e a senha do banco de dados. Na prática, o comando deve ser parecido com o seguinte:

$ mysql -u username1 -p

Depois que você digitar o nome de usuário, o shell do MySQL solicitará a senha. Se você for bem-sucedido, o prompt de comando do MySQL será exibido.

A partir daí, você pode usar qualquer comando do MySQL que desejar. O que você precisa para reparar o banco de dados é:

REPAIR TABLE table_name;

Você precisará substituir o espaço reservado table_name pelo nome da tabela que deseja reparar. O MySQL tentará corrigir a tabela e o shell exibirá uma mensagem de status indicando os resultados do processo de reparo.

Geralmente, recomendamos que você use uma interface gráfica de usuário ou uma ferramenta de gerenciamento do banco de dados, como o phpMyAdmin. Entretanto, se você se sentir à vontade para usar a linha de comando e souber o nome da tabela que deseja reparar, essa abordagem também funcionará.

3. Restaure o banco de dados a partir de um backup

Se você tiver um backup recente do seu banco de dados, poderá restaurá-lo para se recuperar da tabela corrompida. Esse costuma ser o método mais rápido e confiável para resolver problemas graves de corrupção.

Alguns provedores de hospedagem da web fornecem backups automáticos de todo o site que incluem o banco de dados. Aqui na Kinsta, você obtém backups diários do seu site, que podem ser restaurados a partir do painel MyKinsta a qualquer momento:

Daily backups listed in the MyKinsta dashboard
Backups diários no MyKinsta

Também oferecemos serviços de hospedagem de banco de dados, o que é perfeito se você não precisa hospedar um site completo. Nossos ambientes de hospedagem de banco de dados são projetados para proteger contra a corrupção de dados devido a falhas de hardware. Além disso, os bancos de dados também fazem backup automaticamente. Você pode restaurar seu banco de dados para um backup anterior a qualquer momento.

No entanto, nem todos os provedores de hospedagem da web oferecem backups automáticos. Se o seu não oferecer, você precisará fazer o backup do site e do banco de dados manualmente. Como alternativa, se estiver usando o WordPress, você pode contar com plugins de backup.

4. Use ferramentas de reparo de banco de dados de terceiros

Há várias ferramentas de terceiros que você pode usar para reparar uma tabela do MySQL, como o Stellar Repair for MySQL e o SysTools SQL Recovery. Essas ferramentas podem ajudar você a recuperar dados de tabelas corrompidas e reparar problemas que podem ser difíceis de resolver usando os utilitários integrados do MySQL.

Dependendo da ferramenta que você usar, o processo pode ser tão simples quanto exportar o banco de dados corrompido em um arquivo .xml (o que pode ser feito usando o phpMyAdmin) e analisá-lo usando o software de reparo.

O software deve ser capaz de detectar problemas de corrupção de dados e repará-los automaticamente. Quando o reparo estiver concluído, você poderá usar a função de importação no phpMyAdmin (ou em qualquer ferramenta de gerenciamento do banco de dados que usar) para substituir as informações corrompidas.

Lembre-se de que sua experiência pode variar dependendo da ferramenta que você usar. Alguns softwares de reparo de bancos de dados, como o SysTools SQL Recovery, exigem que você compre uma licença. A compra de um software caro para reparar o banco de dados só vale a pena se as informações forem críticas e todos os outros métodos de reparo já tiverem falhado.

Você sabe que o dia vai ser ruim quando acorda e se depara com uma tabela do MySQL corrompida. Mas, por sorte, este guia existe! Não deixe de conferir! ⬇️Clique para Tweetar

Resumo

Um banco de dados corrompido pode parecer um problema insolúvel, mas geralmente é fácil de resolver. Considerando a popularidade do MySQL, não é de surpreender que existam muitas maneiras de reparar bancos de dados MySQL corrompidos. Geralmente, você nem precisa ter muita familiaridade com o funcionamento dos bancos de dados para repará-los.

Se você tiver acesso ao phpMyAdmin, esse software facilitará a verificação de erros nas tabelas do banco de dados e o reparo delas. Você também pode instruir o MySQL a reparar qualquer tabela a partir da linha de comando se estiver familiarizado com esse sistema. Entretanto, se você tiver acesso a backups do banco de dados, restaurá-los geralmente é a maneira mais fácil de corrigir tabelas corrompidas.

Você tem alguma outra pergunta sobre como usar o MySQL para reparar uma tabela? Vamos falar sobre elas na seção de comentários abaixo!