Você sabia que nós passamos mais de 8 anos de nossa vida apenas olhando para nossos celulares?

Isso mesmo – os celulares se tornaram essenciais em nossas vidas diárias. Quase 4 bilhões de pessoas possuem um smartphone, tornando-os uma refeição saborosa para os hackers, independentemente de ser um Android ou um iPhone.

A cada ano surgem novas técnicas de hacking, colocando mais usuários e empresas em risco de segurança. Por esta razão, nós reunimos uma lista dos sinais de alerta mais comuns e facilmente identificados que você pode procurar para saber se o seu Android ou iPhone está hackeado.

Também vamos falar sobre como os hackers comprometem seu telefone e o que você pode fazer para proteger seu telefone de ameaças nocivas.

Sinais que seu telefone pode estar hackeado

Não é difícil notar se há algo errado com o seu telefone. Embora o problema possa estar relacionado à tecnologia, isso também pode significar que seu telefone está hackeado, o que é um problema sério – especialmente se você usar seu telefone para rodar seu site WordPress, por exemplo.

Telefones e outros dispositivos móveis estão cada vez mais vulneráveis a serem hackeados.
Telefones e outros dispositivos móveis estão cada vez mais vulneráveis para serem hackeados. (Fonte da imagem: Nerds Magazine)

Você sabia que nós passamos mais de 8 anos de nossa vida apenas olhando para nossos telefones? 😲 Saiba como você pode manter seu dispositivo seguro contra hackers com a ajuda deste guia ⬇️Click to Tweet
Então, como você pode saber se o seu telefone está hackeado?

Vamos discutir os sinais de alerta mais comuns que você deve procurar.

Mudanças no desempenho

Uma queda incomum no desempenho do seu telefone – especialmente se ele não for antigo – é um dos sinais mais comuns de que ele esteja hackeado.

1. O telefone fica mais lento

Se você tem espaço suficiente em sua memória e a última atualização do software, mas seu telefone está lento, há uma chance de que tenha sido violado por malware ou outro método de hacking.

O malware funciona em segundo plano, consumindo o poder de processamento e os recursos do seu telefone, o que resulta em um desempenho visivelmente mais lento.

2. Mudanças inusitadas e na carga da bateria

Telefones hackeados tendem a sofrer um rápido esgotamento da bateria. Se um hacker plantou um código ou aplicativo malicioso em seu telefone, isso causará problemas de desempenho, e sua bateria se esgotará mais rápido do que o normal.

É importante notar que o rápido esgotamento da bateria também pode resultar de vários aplicativos ou jogos rodando em segundo plano. (Sim, jogos por um longo tempo drenam sua vida útil da bateria!)

Portanto, você deve primeiro verificar se nenhum aplicativo está sendo executado em segundo plano. Você também precisa restringir o consumo de bateria para os aplicativos em seu telefone antes de assumir imediatamente que ele tenha sido hackeado.

3. Superaquecimento do telefone

Seu telefone tende a esquentar se você estiver usando-o excessivamente, como assistir filmes e vídeos ou jogar jogos por um tempo prolongado.

Entretanto, se você não estiver usando ativamente seu telefone e ele estiver estranhamente quente, isso pode significar que o telefone pode estar comprometido por atividades maliciosas e que outra pessoa está usando-o.

4. Maior consumo de dados

É hora de pagar sua conta telefônica, mas você é atingido com uma conta mais alta do que a que você normalmente paga. Quando você verifica, você nota desconhecido, uso excessivo de dados, ou outras cobranças da conta.

Este é um aviso essencial de que seu telefone pode ser hackeado, geralmente por spyware.

Nesses casos, um hacker usa o telefone da vítima para fazer ligações, coletar e transferir dados, enviar mensagens de texto ou até mesmo fazer compras.

5. Aplicativos que falham de forma aleatória

É normal que um aplicativo trave ou falhe ao carregar corretamente no seu Android ou iPhone. Isso significa que há uma falha no próprio aplicativo.

No entanto, se você encontrar vários aplicativos falhando aleatoriamente ou incapazes de carregar, é um sinal de que há software ou código prejudicial no seu telefone que o está interrompendo de funcionar normalmente.

6. Falhas na entrega de e-mails

Outro sinal de que um hacker hackeou o seu telefone tem atividades incomuns em sua conta de e-mail.

Em tal evento, você receberá notificações informando que seu e-mail não foi entregue. Isto implica que sua conta está sendo usada para atividades de spam.

Outras mudanças misteriosas incluem ter e-mails marcados como lidos (não por você) e receber alertas de entradas suspeitas em sua conta.

7. Baixa qualidade na capturas de tela

Se o seu telefone tem excelente qualidade de câmera, mas você de repente descobre que as capturas de tela que você tira são de qualidade inferior, você pode ser vítima de uma má forma de ataque de keylogger.

Keylogger é um spyware que permite que hackers escutem seu telefone e roubem dados através do registro de suas teclas.

Ações inexplicáveis

Você também pode encontrar comportamentos estranhos ou atividades incomuns em seu iPhone ou Android que você tem certeza que não fez. Se você experimentar mais de um dos seguintes comportamentos, seu telefone provavelmente está hackeado.

1. Aplicativos estranhas em seu telefone

É normal ter aplicativos pré-instalados em seu telefone pelo fabricante ou seu provedor de serviços ou ver novos aplicativos após uma atualização de software.

Por outro lado, quando um telefone é hackeado, você pode encontrar aplicativos que você não reconhece, não importa o quão confiáveis eles possam parecer. Isto inclui softwares como aplicativos antivírus e aplicativos de limpeza de telefones. Hackers instalam tais aplicativos no telefone da vítima para espioná-los e roubar informações.

Se você encontrar um aplicativo que você não se lembra de baixar ou ter em seu telefone, você deve usar um dispositivo diferente e verificar se ele é seguro na internet.

2. Popups estranhos

Se o seu telefone estiver infectado com malware, você começará a ver pop-ups ou anúncios com classificação X ou flashy. Estes pop-ups irão pedir que você execute certas ações através de links infectados. É importante não clicar nesses links suspeitos para evitar vazamentos de dados e mais danos.

3. Atividades não familiar em chamadas ou mensagens texto

Tipos de malware como o phishing podem infectar seu Android ou iPhone através de mensagens de texto SMS. Os hackers geralmente enviam um SMS com um link infectado que lhes permite acessar o seu telefone.

Se você notar SMSs ou ligações que você não fez, ou se algum de seus contatos receber ligações ou mensagens de texto que você não reconhece, é muito provável que seu telefone seja hackeado.

4. Atividades desconhecida nas Mídias Sociais

Mesmo que as plataformas de mídia social façam o seu melhor para proteger as contas de seus usuários de tentativas de hacking, muitas e muitas contas ainda são comprometidas a cada ano.

Quando um hacker se infiltra em seu telefone, você pode notar atividades estranhas com suas contas de mídia social, tais como múltiplas tentativas de login e mudanças em suas credenciais (nome de usuário e senha).

5. O telefone tenta acessar sites não seguros

Estar conectado a uma rede segura tem seus méritos. Se a rede estiver configurada para permitir e bloquear sites específicos, você receberá notificações quando seu telefone tentar acessar sites suspeitos, um sinal de que foi comprometido.

6. Problemas na câmera

Enquanto você está ocupado capturando seus momentos favoritos com a câmera do seu telefone, há um hacker em algum lugar esperando para capturar a oportunidade de invadir seu iPhone ou Android através da câmera.

Alguns sinais podem dizer se o seu telefone está sendo controlado remotamente através de sua câmera. Por exemplo, você pode encontrar fotos ou vídeos em seu telefone que você não se lembra de ter tirado. Você deve sempre prestar atenção ao flash de sua câmera se ela se ligar sem motivo e seu telefone começar a ficar quente.

7. Impossibilidade de desligar seu telefone

Mais um sinal de que seu telefone provavelmente está hackeado está lutando para desligá-lo. Alguns tipos de malware e spyware impedem que seu telefone seja desligado, permitindo que hackers o espiem o tempo todo.

Como o seu telefone pode ser hackeado

Há várias maneiras do seu telefone ser hackeado e múltiplas vulnerabilidades que os criminosos cibernéticos usam para obter acesso ao seu dispositivo. Alguns métodos são mais comuns que outros, então você deve estar sempre atento, pois isso pode acontecer quando menos se espera.

Estar vigilante pode reduzir o risco de que seu telefone seja hackeado.
Estar vigilante pode reduzir o risco de que seu telefone seja hackeado. (Fonte da imagem: Nerds Magazine)

Vamos discutir as formas mais comuns de se invadir o seu telefone.

1. Redes Wi-Fi não seguras

Alguns hackers criam uma rede pública para atrair usuários vulneráveis para se conectarem a eles e acessarem seus telefones. Isso não para por aí. Mesmo a sua rede doméstica pode ser um gateway se você tem uma senha fraca ou muda frequentemente a sua senha de rede.

2. Download de aplicativos maliciosos

Um aplicativo malicioso nunca vai parecer malicioso. Suas capacidades de espionagem são geralmente escondidas dentro de um aplicativo de aparência normal que parece ter um propósito típico (por exemplo, jogos, filtros de câmera, aplicativos de produtividade, etc.). O hacker irá convencê-lo a instalar o aplicativo em seu telefone e terá acesso total ao seu telefone uma vez feito.

Os 2 tipos mais comuns de aplicativos maliciosos usados por hackers são spyware e stalkerware.

Spyware é usado para acessar informações em seu telefone, tais como atividades online e informações pessoais. Por outro lado, o stalkerware é usado para rastrear sua localização, movimentos, chamadas e mensagens.

3. Clicando em links maliciosos

Links maliciosos são uma maneira muito mais fácil do que aplicativos maliciosos para hackear seu telefone, pois tudo o que é necessário do hacker é enviar-lhe um link, e uma vez que você clique nesse link, eles terão acesso total ao seu telefone e a todo o seu conteúdo.

Estes links podem ser enviados através de textos regulares ou quaisquer outros aplicativos de mensagens (ou aplicativos que tenham um serviço de mensagens neles) em seu telefone, tais como WhatsApp, Facebook Messenger, LinkedIn, Twitter, Instagram, etc.

Como computadores, links maliciosos também podem ser escondidos dentro de sites e aparecer como anúncios ou links para sites de outros serviços.

4. SIM Swap

Este método se tornou bastante popular recentemente. O hacker sabe o suficiente sobre você para ligar para seu provedor de serviços, fazendo-se passar por você e convencendo-o de que seu número precisa ser trocado por um cartão SIM diferente.

Com a recente introdução da autenticação de dois fatores (2FA), onde um texto de verificação deve ser enviado para o seu telefone para acessar os serviços, todos esses textos serão agora enviados para o hacker ao invés de para você.

Como recuperar seu telefone

Se qualquer um dos métodos acima tiver hackeado o seu telefone, não o jogue ao mar. Você ainda pode salvá-lo e recuperar o controle.

Você pode descompactar seu telefone com alguns passos.
Você pode recuperar seu telefone com alguns passos. (Fonte da imagem: Flickr)

Aqui estão alguns métodos simples que você pode usar para recuperar seu telefone sem precisar de um especialista.

1. Removendo Malware

Qualquer malware em seu telefone pode ser facilmente removido baixando um aplicativo antimalware confiável. Há inúmeros aplicativos disponíveis para esse fim, alguns dos quais cobrem vários tipos diferentes de ameaças à segurança, e outros são feitos especificamente para malware.

Escolha o aplicativo certo para você e tente evitar nomes desconhecidos, pois eles mesmos podem acabar sendo aplicativos maliciosos. Uma vez instalado o aplicativo, você pode começar a usá-lo para verificar e remover todos os malwares do seu telefone.

2. Excluindo aplicativos suspeitos

No tempo que leva até o momento em que você descobre que seu telefone está hackeado, verifique todos os aplicativos recém instalados em seu telefone. Se você encontrar algum aplicativo que você mesmo não tenha instalado, exclua-o instantaneamente.

Se algum dos aplicativos que você mesmo instalou for não crítico ou for de fontes suspeitas (nomes de empresas que não são bem conhecidos), exclua-os completamente do seu telefone.

3. Alterando senhas

Comece pelo seu próprio telefone e passe por todos os principais aplicativos que requerem uma senha. O hacker pode ter acessado alguns desses aplicativos, mudado suas senhas e os logou fora dos aplicativos.

Não pare por aí. Também é preferível mudar a senha que você usa para acessar o sistema operacional do telefone (por exemplo, credenciais de conta do Google/Apple) se o hacker encontrou uma maneira de obter acesso a essas contas.

4. Resetando o seu telefone

Todos os smartphones têm a opção de reiniciar o telefone de volta ao seu estado padrão de fábrica. Em outras palavras, com um único clique, você pode limpar toda a memória do seu telefone, configurações, aplicativos instalados após a compra do telefone, etc.

Entretanto, antes de fazer isso, certifique-se de que os passos acima falharam para destravar o seu telefone. Em segundo lugar, certifique-se de ter um backup do seu telefone guardado na nuvem para restaurar seu telefone após o reset e não perder nenhum dado valioso.

Como proteger seu telefone de ser hackeado

Você conhece o ditado “mais vale prevenir do que remediar”? É melhor tomar todas as medidas de precaução para proteger seu telefone contra intrusões indesejadas do que tentar corrigir os danos causados por elas.

Proteja seu telefone contra hackers.
Proteja seu telefone contra hackers. (Fonte da imagem: Piqsels)

Essas poucas ações simples podem salvar você de muitos aborrecimentos indesejados se o seu telefone for hackeado.

Todos os planos de hospedagem da Kinsta incluem suporte 24/7 de nossos veteranos desenvolvedores e engenheiros WordPress. Converse com a mesma equipe que apóia nossos clientes da Fortune 500. Confira nossos planos!

1. Mantenha o telefone protegido por senha

À medida que os telefones se tornam mais e mais avançados tecnologicamente, sua segurança melhora. Todos os smartphones hoje em dia podem ser protegidos usando uma senha que você cria e usa para desbloquear sua tela.

Muitos telefones levaram essa segurança um pouco mais longe com a introdução da impressão digital e do reconhecimento facial. É por isso que é sempre melhor proteger seu telefone usando qualquer um destes métodos para mantê-lo protegido contra hackers indesejados, se disponível em seu telefone.

Entretanto, se o seu telefone depende apenas de uma senha, tente criar uma senha forte o suficiente para que qualquer hacker descubra, mas não muito complexa, que você acabe esquecendo-a e ficando bloqueado fora do seu telefone.

2. Use um aplicativo seguro para armazenar informações sensíveis

Informações sensíveis em seu telefone podem ser senhas, fotos, documentos, ou qualquer outro conteúdo privado que você prefira guardar para si mesmo. É por isso que aplicativos seguros, como um gerenciador de senhas, aplicativo de criptografia de telefone e vários outros podem manter seu telefone e todo o seu conteúdo desafiador de acesso.

3. Habilite sempre a autenticação de dois fatores (2FA)

Muitos serviços online importantes, como bancos online, e-mails, compras online e muito mais usam o 2FA para protegê-lo contra qualquer tentativa de login não autorizado feita em suas contas.

Como funciona é que para acessar sua conta, um texto de verificação é enviado para seu número de telefone registrado na conta para confirmar sua identidade. Alguns serviços oferecem esta medida de segurança opcionalmente, mas outros a aplicam obrigatoriamente. Se você for solicitado, vá em busca dela para assegurar ainda mais o seu telefone e todas as contas relacionadas a ela.

4. Evite o Wi-Fi Público

Como mencionado anteriormente, as redes Wi-Fi públicas podem ser uma porta perfeita para os hackers acessarem seu telefone. Se for obrigatório conectar-se à internet enquanto estiver fora, use seus dados móveis. Pode ser um pouco mais caro, mas é muito mais seguro.

Se esta não for uma possibilidade, baixe uma VPN confiável e conecte-se à rede pública. Desta forma, você esconderá sua identidade online e dificultará a visibilidade para os hackers próximos.

5. Desligue o Bluetooth quando não estiver em uso

Com o avanço dos aplicativos de mensagens, o Bluetooth se tornou um método raro para o envio de conteúdo malicioso. Entretanto, ele ainda é usado, e seu telefone ainda pode estar vulnerável.

É por isso que se você não estiver conectado a nenhum outro dispositivo Bluetooth (AirPods, telefone do carro, etc.), então é sempre melhor manter o seu Bluetooth desligado. Além de ser mais seguro, ele evita que a sua bateria se descarregue desnecessariamente.

6. Mantenha o software e aplicativos do telefone em dia

Quanto mais antiga for a versão de software do seu telefone (especialmente se tiver mais de 2 anos), maior o risco de ser hackeado.

As versões antigas do software não recebem as últimas atualizações de segurança. É por isso que é importante ter certeza de atualizar o software do seu telefone regularmente para receber as últimas funxionalidades e correções de segurança.

Certifique-se também de atualizar frequentemente os aplicativos instalados em seu telefone. Além disso, é recomendado remover os aplicativos que você não usa. Isso não apenas liberará algum espaço em seu telefone, mas também ajudará a mantê-lo seguro.

7. Bloqueie aplicativos individuais

Bloquear aplicativos específicos que contenham informações pessoais é uma maneira perfeita de manter seu telefone a salvo de olhares curiosos.

Alguns telefones Android têm um recurso embutido de bloqueio de aplicativos através de uma senha ou impressão digital. Há também aplicativos de terceiros no Google Play, como o AppLock que permite restringir o acesso a certos aplicativos sem senha ou impressão digital.

Ao contrário do Android, o iPhone não dá aos usuários muito espaço para aplicativos de terceiros. Então, você pode ter um pouco de dificuldade para bloquear aplicativos individuais.

Entretanto, alguns aplicativos no iPhone podem ser bloqueados, tais como o aplicativo Notes. Se você quiser manter uma certa nota privada, você pode bloqueá-la com uma senha, impressão digital, ou identificação facial.

8. Verifique os sinais no telefone regularmente

Nós não estamos sugerindo que você fique paranóico em manter seu telefone a salvo de hackers, mas é sábio ficar atento a sinais de hacking como os que discutimos acima de vez em quando.

Assim como nos sites de monitoramento, ao monitorar regularmente o comportamento do seu telefone, você será capaz de descobrir qualquer malware ou violação de segurança mais cedo antes que se torne um desafio para lidar com ele.

9. Ative o recurso Find My Phone

Quase todo mundo tem o hábito de colocar as coisas no lugar errado. Quantas vezes você já esqueceu onde deixou seu telefone? Embora seja mais seguro perder seu telefone em casa se aconchegando entre as almofadas do sofá, é um grande problema se você perder seu telefone em público.

Tanto os telefones iPhones quanto os telefones Android têm um excelente recurso para encontrar seu telefone quando você o perdeu de vista. É chamado de Find My iPhone, e o Google Find My Device para Android. Cada um irá ajudá-lo a localizar seu aparelho perdido, bloqueá-lo ou até mesmo eliminá-lo completamente se ele for perdido ou roubado para proteger seus dados armazenados de serem comprometidos.

Dicas para corrigir um iPhone hackeado

Embora o iPhone opere em um sistema fechado (iOS) e ofereça mais privacidade do que o Android, ainda é possível hackeá-lo.

Prestar atenção às dicas de segurança pode reduzir seu risco.
Prestar atenção às dicas de segurança pode reduzir seu risco. (Fonte da imagem: Pxfuel)

Nós reunimos alguns ajustes que você pode fazer para proteger ainda mais o seu iPhone de tentativas de hacking.

  1. Remova widgets e configurações de notificação da tela de bloqueio: Notificações tais como textos e widgets podem exibir dados sensíveis que estranhos não devem saber.
  2. Escolha “Entrar com a Apple”: Este é um recurso útil para quando você quiser criar uma conta online ao invés de usar seu endereço de e-mail que permitiria que terceiros associassem seus dados a ela.

Entre com a Apple gera um endereço de e-mail aleatório que você pode esconder atrás para encaminhar seu endereço de e-mail para proteger seus dados de serem comprometidos.

  1. Desligue o rastreamento de anúncios: As empresas usam este recurso para mostrar anúncios personalizados com base em suas preferências, permitindo que elas coletem dados sobre você. Você pode desativar este recurso para evitar que tais aplicativos coletem ou vendam seus dados, ou você pode optar por um navegador que priorize o seu anonimato.
  2. Desabilite o rastreamento de e-mails: Isto se aplica se você usar o aplicativo Mail da Apple. Como alguns e-mails podem dar ao remetente uma idéia sobre sua localização, a Apple pode bloquear algumas dessas informações desativando o rastreamento de e-mails.

Dicas para corrigir um telefone Android hackeado

Se você possui um telefone Android, há algumas coisas que você deve saber para proteger seu telefone de ser violado.

Mantenha seu Android atualizado e travado.
Mantenha seu Android atualizado e travado. (Fonte da imagem: pxfuel)

Aqui estão nossas principais dicas:

  1. Habilite o Smart Lock: Este recurso bloqueia seu telefone automaticamente baseado na sua localização. Por exemplo, você tem a opção de manter o telefone desbloqueado se você o estiver carregando. No entanto, ele se bloqueia automaticamente quando você o deixa
  2. Tenha cuidado com o que você baixa: Ao contrário do iOS, o Android é um sistema operacional de código aberto, tornando-o mais vulnerável a atividades maliciosas. Portanto, nós aconselhamos fortemente que você baixe seus aplicativos do Google Play e certifique-se de que eles sejam verificados pelo Google Play Protect.
  3. Android Enterprise Essentials: O Google oferece este serviço para gerenciar seu dispositivo, especialmente se você usa o sistema operacional Android para negócios. O Android Enterprise Essentials vem repleto de recursos de segurança, como proteção sempre ativa contra malware e aplicação de bloqueio de tela.
  4. Use Navegação Segura: O Google Chrome tem um modo de Navegação Segura que o avisa antes de acessar um site suspeito, reduzindo os riscos de ser hackeado por malware. Um dos sinais de que o site que você está prestes a visitar é seguro é que ele é protegido por SSL.
Com novas técnicas de hacking sendo desenvolvidas a cada ano, saber como se proteger (e seu telefone) é essencial. 💪📱 Saiba mais neste guia ⬇️Click to Tweet

Resumo

Não importa o quão cauteloso alguém possa ser, os hackers sempre inventam novas maneiras de conduzir esquemas maliciosos para violar o seu telefone – iPhone ou Android.

No entanto, ao ficar atento a sinais de alerta e usar nossas dicas de segurança sugeridas, você poderá proteger seu telefone contra hackers e proteger seu negócio online o melhor que puder.

Deixe um comentário para que possamos saber se você tem mais dicas para ajudar outros a manter seus telefones a salvo de hackers. E não deixe de conferir nossas dicas sobre como ficar seguro enquanto trabalha em casa.


Economize tempo, custos e otimize o desempenho do seu site com:

  • Ajuda instantânea de especialistas em hospedagem do WordPress, 24/7.
  • Integração do Cloudflare Enterprise.
  • Alcance global com 34 centros de dados em todo o mundo.
  • Otimização com nosso monitoramento integrado de desempenho de aplicativos.

Tudo isso e muito mais em um plano sem contratos de longo prazo, migrações assistidas e uma garantia de 30 dias de devolução do dinheiro. Confira nossos planos ou entre em contato com as vendas com as vendas para encontrar o plano certo para você.