Você conhece o ditado que diz que o melhor momento para plantar uma árvore foi 20 anos atrás e o segundo melhor é agora?

O mesmo vale para e-mail marketing. O melhor momento para começar a construir sua lista foi quando você teve a ideia para seus negócios. O segundo melhor momento é agora. Na verdade, em 2017 a DMA descobriu que o retorno médio de cada £1 (aproximadamente US$1,28) investido em e-mail marketing foi de £32,28 (ou US$41,28), o que representa um retorno sobre o investimento incrível.

Mas é sempre mais fácil falar do que fazer. O número de opções de softwares de e-mails marketing que existem podem confundir sua cabeça. Qual você deveria escolher?

Hoje, falaremos sobre como usar o Mailchimp, uma das ferramentas de e-mail marketing mais populares que existem, e mostraremos como você pode utilizá-lo para começar a construir sua lista de e-mails ainda hoje.

Ferramenta de e-mail marketing Mailchimp

Ferramenta de e-mail marketing Mailchimp

O Que é Mailchimp?

Mailchimp é uma empresa de e-mail marketing fundada por Ben Chestnut e Dan Kurzius em 2001.

Inicialmente, era um projeto paralelo voltado a auxiliar os clientes da agência de web design de Ben e Dan a construir listas de e-mails e permaneceu dessa forma durante os primeiros seis anos de sua existência, gerando apenas alguns milhares de dólares por mês.

Mailchimp original

Mailchimp original (Fonte da imagem:  Sumo)

No entanto, em 2007, Ben e Dan perceberam que seus corações não batiam mais com tanto entusiasmo pelos negócios da agência de web design e decidiram se concentrar integralmente no Mailchimp.

(sugestão de leitura: O seu Guia para Iniciar e Executar uma Agência WordPress Bem Sucedida).

Eles não receberam nenhum investimento externo e financiaram o crescimento dos negócios ao reinvestir os lucros obtidos.

Desde então, o Mailchimp se tornou um dos mais populares e reconhecidos softwares de e-mail marketing que existem, com mudanças recentes que o estão transformando em uma plataforma de marketing totalmente desenvolvida.

De acordo com a Forbes, em 2018 a empresa teve mais de 20 milhões de clientes e gerou mais de US$600 milhões em receita, sendo avaliada em mais de US$4,2 bilhões.

Os cofundadores continuam comprometidos com os negócios e não têm intenção de vender a companhia:

“Uma oferta pública? Não vale a dor de cabeça!”, disse Chestnut. Vender? Os fundadores pareceram incrédulos.
“Até hoje é um sentimento engraçado de saber que podemos ajudar”, explicou Kurzius. Chestnut complementou: “Quero que as pessoas vejam que os últimos 17 anos foram apenas um aquecimento”.

Prós e Contras do Mailchimp

Qual é o melhor software de e-mail marketing no mercado atualmente?

É impossível responder a essa pergunta. Tudo depende das necessidades dos seus negócios. Portanto, o que você realmente deve perguntar é: “Qual software de e-mail marketing é o melhor para mim?”.

Mailchimp, assim como qualquer outra ferramenta, apresenta prós e contras e funciona melhor para algumas pessoas do que para outras. Se estiver curioso, nós usamos e adoramos o Mailchimp aqui na Kinsta.

Prós do Mailchimp

Negócio Estabelecido e Fundadores Comprometidos

Optar por uma startup inexperiente é sempre um risco, porque ela pode qeubrar a qualquer momento.

Existe algo chamado de Efeito Lindy. Essa é uma teoria que diz que a expectativa de vida futura de um produto não perecível é proporcional à sua idade atual. Portanto, por exemplo, se uma empresa está no mercado há um ano, você pode esperar que ela continue por mais um ano, mas se uma companhia está nos negócios há mais de 18 anos, como é o caso do Mailchimp, pode-se esperar que ela continue atuando por mais 18 anos. 

Essa é uma consideração importante, porque um provedor de software de e-mail marketing que vai à falência causaria a disrupção de seus esforços de e-mail marketing, o que poderia custar muito dinheiro em perda de receitas.

Fácil de Usar, Possui Todos os Recursos Necessários, Confiável

18 anos nos negócios também significa que o Mailchimp é um produto aprimorado.

É claro que um software sempre será um produto em desenvolvimento contínuo, mas a empresa teve tempo para trabalhar na interface de usuário (embora muita gente ainda diga que há espaço para melhorias, uma vez que aprender a usar o Mailchimp pode exigir um pouco de esforço), adicionar recursos e assegurar as taxas de entrega.

Gratuito para começar

Se você estiver apenas começando, as chances são de que seu orçamento seja apertado e pagar mais de US$30 por mês por uma taxa de assinatura para enviar e-mails para seus três inscritos talvez seja algo absurdo.

No entanto, com Mailchimp, você não precisa pagar nada até atingir a marca de 2.000 assinantes de e-mail, momento esse em que provavelmente já estará recebendo dinheiro o suficiente de sua lista de e-mails para justificar o upgrade para um plano premium.

Preços do Mailchimp

Preços do Mailchimp

Contras do Mailchimp

É um Software Genérico de E-mail Marketing

O público-alvo do Mailchimp parece ser voltado para todos aqueles que desejam construir uma lista de e-mails.

E estão desenvolvendo esse modelo de uma grande rede muito bem. Não importa se você tem um hobby, é um criador de conteúdo on-line ou um empreendedor de e-commerce, Mailchimp te oferece cobertura.

No entanto, atender a um público-alvo tão amplo significa que, embora seja uma boa solução, não necessariamente é a melhor para seu nicho.

Por exemplo, se você tem um hobby que precisa apenas da funcionalidade mais básica de e-mail marketing, então o MoonMail talvez seja uma opção melhor.

MoonMail

MoonMail

Ao mesmo tempo, se você for um criador on-line, então o ConvertKit foi desenvolvido com seu perfil em mente, já que sua missão é ajudar criadores a ganharem suas vidas on-line.

ConvertKit

ConvertKit

E se você tem uma empresa de e-commerce, talvez queria dar uma olhada no SmartrMail ou no Drip:

SmartrMail

SmartrMail

Por isso, você deve verificar se faz sentido optar pelo Mailchimp quando outras opções de nicho estiverem disponíveis.

Embora Você Possa Começar Gratuitamente com o Mailchimp, Ele Pode se Tornar Caro Conforme a Lista Cresce

Mailchimp é gratuito até ter 2.000 assinantes, mas quanto ele custa após atingirmos essa marca?

Você pode usar a calculadora de custos apresentada na página de preços para descobrir quanto teria que pagar quando atingir um número específico de assinantes.

Calculadora de preços do Mailchimp

Calculadora de preços do Mailchimp

Mailchimp gerou críticas sobre seu preço, que é considerado por alguns como injusto.

Por exemplo, a estrela de bootstrapping, Pieter Levels, migrou do Mailchimp para o SendGrid em 2017:

O motivo principal para ele fazer essa mudança foi que o Mailchimp estava cobrando US$250/mês, o que considerou ser “predatório”:

No entanto, para ser justo com o Mailchimp, o preço oferecido não é tão escandaloso quando comparado a alguns dos seus concorrentes, mas ainda assim é algo para se ter em mente se os valores forem um problema para você.

Pergunta Quente: Eu Devo Usar o Mailchimp?

Depende.

Se você tiver uma empresa estabelecida e dispõe de dinheiro para investir em e-mail marketing, então provavelmente faz mais sentido optar por uma das opções de nicho que o mercado oferece.

Entretanto, se você estiver apenas começando, o Mailchimp é a opção mais acessível (pelo menos no curto prazo) e uma ótima forma de aprender os caminhos do e-mail marketing.

Além disso, a realidade é que você deveria ter começado uma lista de e-mails no momento em que teve a ideia para seus negócios e agora já está atrasado.

Por isso, se estiver preso em uma análise sem fim, comparando diversas opções sem nunca escolher uma de fato, então talvez o melhor seja mesmo optar pelo Mailchimp.

É sempre possível mudar para outro provedor de software de e-mail marketing no futuro (a migração dá uma dor de cabeça, mas é suportável).

O que mais importa agora é começar a construir sua lista de e-mails.

O melhor momento para começar a construir sua lista de e-mails foi quando você lançou seus negócios. O segundo melhor é agora. 😉Click to Tweet

Comece com o Mailchimp

Conforme você verá neste tutorial do Mailchimp, começar a usar a ferramenta é fácil.

Passo 1

Vá até o website do Mailchimp e clique no botão “Registrar de graça” (“Sign Up for Free”) no canto direito superior.

Você será direcionado para um formulário de registro que solicitará seu e-mail, nome de usuário e senha.

Registro no Mailchimp

Registro no Mailchimp

Passo 2

Após submeter as informações necessárias, você receberá um e-mail do Mailchimp solicitando que ative sua conta ao clicar no botão “Ativar conta” (“Activate Account”).

Passo 3

Em seguida, você terá que confirmar que é um ser humano, clicando no botão “Eu não sou um robô” (“I’m Not a Robot”).

Passo 4

Na sequência, você será conduzido por uma série de telas de configuração que solicitarão informações adicionais (nome, detalhes da empresa, endereço físico, etc.).

Informações de registro no Mailchimp

Informações de registro no Mailchimp

Há até mesmo um quiz para “Encontrar seu caminho de marketing” que oferece ao Mailchimp as informações que eles precisam para fazer sugestões de marketing no futuro.

Quando tiver concluído todo esse registro, você continuará com o processo de embarque na ferramenta, desenvolvendo seu primeiro e-mail.

Design do primeiro e-mail no Mailchimp

Design do primeiro e-mail no Mailchimp

Na sequência, poderá adicionar contatos, seja importando-os através de um arquivo ou usando um formulário pop-up para coletar assinantes.

Por fim, você poderá enviar seu primeiro e-mail para as pessoas que tiver adicionado.

Em seguida, serão apresentadas sugestões sobre o que fazer na sequência, incluindo a criação de uma landing page, crescimento do seu público com o Facebook e configuração de um e-mail automático de boas-vindas.

Processo de apresentação finalizado no Mailchimp

Processo de apresentação finalizado no Mailchimp

Como você pode observar, os registros de processo e embarque são muito diretos, portanto não há desculpa para postergar seu cadastro. Faça-o ainda hoje!

Aprenda a Usar Merge Tags

Mailchimp é uma ferramenta fácil de usar com uma interface de usuário muito intuitiva. Quando mais você a utiliza, mais familiarizado com ela fica.

No entanto, há um fator-chave que você precisa aprender a usar desde o início, porque é muito importante: as Merge Tags.

Merge tags são símbolos dinâmicos que você pode inserir e usar quando estiver criando seus e-mails, para fazer com que pareçam e soem mais pessoais. Esses símbolos extraem os dados do seu público e de sua conta (audience merge tags e system merge tags).

Deixe-me mostrar alguns exemplos rápidos:

*|FNAME|* é uma merge tag que representa o primeiro nome do seu destinatário. Então, considerando que você coletou os nomes dos seus assinantes, se iniciar seus e-mails com “Olá *|FNAME|*”,  todos receberão um belo e-mail personalizado com seus nomes. É um toque legal, não é mesmo?

Aqui está outro exemplo: digamos que você precise enviar uma confirmação por e-mail para alguém. Mas, antes disso, precisa que a pessoa verifique se o endereço de e-mail em seus registros está correto (btw, siga estas dicas se você precisar encontrar o endereço de e-mail de alguém). Nesse caso, você poderia usar *|EMAIL|* para apresentar o endereço de e-mail do destinatário em sua própria mensagem. Ficaria mais ou menos assim:

Exemplo de merge tags no Mailchimp

Exemplo de merge tags no Mailchimp

Existem muitas Merge Tags das quais você pode tirar vantagem, sendo que a maioria mostra seu potencial completo quando se trata de construir sequências de automação e segmentação do seu público.

Configure Sua Série de Respostas Automáticas por E-mail

Uma série de respostas automáticas por e-mail é uma sequência de e-mails que é ativada automaticamente com base num conjunto de regras e critérios que você define.

Alguns dos usos mais comuns de sequências automáticas são:

A lista poderia se estender durante dias. O aspecto importante a ser entendido aqui é que implementar uma automação de e-mails sólida pode realmente te ajudar a gerenciar e melhorar os resultados dos seus negócios.

Você pode fazer isso no Mailchimp ao acessar a aba “Configurar um e-mail de boas-vindas automático” (“Set up an automated welcome email”).

Serão apresentadas três opções: “Mensagem de boas-vindas” (“Welcome message”), “Série de embarque” (“Onboarding series”) e “Série educacional” (“Education series”).

Resposta automática por e-mail com Mailchimp

Resposta automática por e-mail com Mailchimp

Você pode começar com a mensagem de boas-vindas. Ao clicar no botão “Começar” (“Begin”), você será levado para uma página onde poderá editar seu e-mail de boas-vindas (incluindo o que é exibido no campo de “remetente”, a linha de assunto e o conteúdo e design do e-mail). Você também poderá enviar uma mensagem de teste para si mesmo, para se certificar de que ela estará exatamente da forma que deseja.

O especialista em marketing online, Derek Halpern, recomenda que faça uma pergunta nos moldes de “Qual a sua dificuldade neste momento?” no e-mail de boas-vindas.

Exemplo de e-mail de boas-vindas no Mailchimp

Exemplo de e-mail de boas-vindas no Mailchimp (Fonte da imagem: Social Triggers)

“Por que eu faria essa pergunta? Bem, quando as pessoas me dizem com o que têm dificuldade, me ajudam a entender qual conteúdo posso criar para elas (frequentemente, transformo esse conteúdo em brindes para construir minha lista de e-mails)”, explica Derek. “Isso também me ajuda a entender quem é meu cliente um pouco mais rapidamente”.

Considere fazer o mesmo em seu e-mail de boas-vindas. Não custa nada, mas te ajuda com a pesquisa de mercado.

Quando tiver finalizado o e-mail de boas-vindas, será hora de configurar um e-mail de embarque (caso o novo assinante também seja um novo cliente) ou uma série de e-mails educacionais (caso o novo assinante queira apenas saber mais sobre o assunto).

É possível fazer isso clicando no botão “Criar” (“Create”) no canto superior direito da tela, depois nas abas “Email”, “Automatizado” (“Automated”), “Bem-vindos novos assinantes” (“Welcome new subscribers”) e, finalmente, “Série de embarque” (“Onboarding series”) ou “Série educacional” (“Educational series”).

O Mailchimp oferece um modelo para as séries caso você esteja sem ideias de como estruturá-las.

Tudo o que precisa fazer é preencher os modelos de e-mail com seu próprio conteúdo, adicionar mais e-mails à série e configurar seus gatilhos com base em:

Modelos de e-mail no Mailchimp

Modelos de e-mail no Mailchimp

Séries de e-mails automáticos são um elemento essencial do e-mail marketing, porque permitem que você se engaje com seus assinantes, usuários e leads e construa uma relação com eles de forma automática.

Não se esqueça que você será julgado com base nesses e-mails. Portanto, se esforce para deixar uma boa impressão, oferecendo o máximo de valor possível para eles.

Leve Sua Automação ao Próximo Nível com Segmentos e Gatilhos

Segmentos são como subconjuntos de seus contatos que satisfazem a um ou mais critérios, como dados similares do público, atividade de compras, status das assinaturas, interesses, atividades, entre outros. Pense nesse exemplo simples baseado no histórico de compras de um cliente:

Você pode usar até cinco condições no plano gratuito do Mailchimp.

Agora, com a combinação certa de séries, gatilhos e segmentos automatizados pronta, chegou a hora de começar a pensar sobre como coletar mais endereços de e-mail!

Crie um Formulário de Opt-In no Mailchimp

Um formulário de opt-in é um formulário que solicita um nome e endereço de e-mail (é possível solicitar mais detalhes, mas não recomendamos que faça isso) e adiciona a pessoa em uma lista de e-mails após ela submeter as informações (sugeriu a leitura: Como incorporar um formulário do Google no seu site WordPress).

Você pode criar um com o construtor de formulários do Mailchimp.

Clique na aba “Público” (“Audience”) e escolha a opção “Formulários de registro” (“Signup Forms”) no menu suspenso no lado esquerdo da tela. 

Construtor de formulários do Mailchimp

Construtor de formulários do Mailchimp

Mailchimp form builder

Saiba que o formulário padrão não é tão bom e existem três coisas que você deveria fazer imediatamente:

Exemplo de formulário no Mailchimp

Exemplo de formulário no Mailchimp

Em seguida, você pode usar um link que o Mailchimp oferece para direcionar as pessoas para seu formulário de registro (como esse).

Se quiser um formulário incorporado ao seu website, você precisará clicar na aba “Público” (“Audience”), escolher “Formulários de registro” (“Signup Forms”) no menu suspenso no canto esquerdo e clicar em “Formulários incorporados” (“Embedded Forms”).

Formulário incorporado do Mailchimp

Formulário incorporado do Mailchimp

Ele é um pouco mais técnico, porque depois que você terminar de editar o formulário será necessário copiar e colar o código em seu website.

Por fim, você também pode criar um formulário pop-up clicando em “Público” (“Audience”), selecionando “Formulários de registro” (“Signup forms”) no menu suspenso e escolhendo “Pop-up de assinante” (“Subscriber pop-up”).

Na sequência, você será capaz de projetar seu formulário e gerar um código que poderá copiar e colar em seu website.

Design de formulário no Mailchimp

Design de formulário no Mailchimp

O que você realmente precisa saber quando se trata de formulários de opt-in: não tenha vergonha de usá-los.

Crie um formulário de opt-in simples para o qual você poderá direcionar seu tráfego imediatamente e comece a compartilhá-lo com as pessoas que acredita que se interessem pelo seu conteúdo, para coletar endereços de e-mail no piloto automático e começar a construir sua lista de e-mails.

Envie E-mails de Broadcast com Mailchimp

Um e-mail de broadcast é um e-mail que você envia uma vez (digamos, um anúncio sobre o lançamento de um recurso).

É possível fazer isso no Mailchimp ao clicar no botão “Criar” (“Create”) no canto superior direito da tela, depois na aba “Email”, selecionar a aba “Regular” e clicar no botão “Começar” (“Begin”).

E-mail de broadcast no Mailchimp

E-mail de broadcast no Mailchimp

Em seguida, simplesmente escolha o público para o qual deseja enviar esse e-mail, edite a linha do “Remetente” (“From”), a linha “Assunto” (“Subject”) e o corpo do e-mail. Depois, pressione “Enviar” (“Send”) (ou “Agendar” (“Schedule”) se quiser que seja enviado mais tarde).

Quando estiver na parte do “Conteúdo” (“Content”), você será solicitado a escolher um layout e um design dentre os disponíveis ou terá que fazer o upload de um personalizado.

O layout definirá a estrutura básica do seu e-mail, assim você será capaz de apresentar seu conteúdo da maneira que quiser:

Layouts de e-mail no Mailchimp

Layouts de e-mail no Mailchimp

Todos os layouts são completamente personalizáveis, com uma interface de arrastar e soltar que permite que você mova os elementos e os posicione onde preferir:

Construtor de e-mails no Mailchimp

Para aqueles que precisarem começar do zero com um tema predefinido, é possível navegar por eles clicando na aba “Temas” (“Themes”) no topo da página:

Temas no Mailchimp

Temas no Mailchimp

A newsletter da Kinsta foi desenvolvida facilmente com a interface de arrastar e soltar do Mailchimp. Não teve nenhum código envolvido. Veja algumas de nossas newsletters.

Tired of users abandoning your site? Make your Marketing campaigns convert more with faster pages! Check out our plans

Modelo de newsletter da Kinsta

Modelo de newsletter da Kinsta

Agora você está pronto para entrar no jogo do e-mail marketing. Chegou a hora de verificar como acompanhará o desempenho dos seus e-mails e aprender a ter melhores resultados!

Melhore Seu E-mail Marketing com Dados

Mailchimp permite que você observe o desempenho de seus e-mails e suas sequências de e-mails através de dados relacionados ao crescimento do seu público. Essa funcionalidade é fundamental, pois você realmente precisa entender que tipos de e-mails são melhores que os outros, qual é um bom dia/horário para enviar seus comunicados, quais usuários são os mais engajados com sua empresa, entre outros.

Para fazer isso, após ter enviado seu último e-mail aos seus assinantes, você deve olhar para a seção “Relatórios” (“Reports”) do Mailchimp, localizada no topo da página:

Relatórios de campanhas no Mailchimp

Relatórios de campanhas no Mailchimp

Aqui, você encontrará um gráfico da visão geral que exibe a taxa de abertura e a taxa de cliques dos seus e-mails em relação às médias da indústria:

Visão geral do painel do Mailchimp

Visão geral do painel do Mailchimp

Mas para ser bem honesto, esses dados exibidos não são muito úteis. Se você quiser realmente se aprofundar e ter dados específicos de e-mails, é necessário rolar a página um pouco para baixo, onde poderá observar todas as campanhas de e-mails que enviou e clicar no botão “Ver relatório” (“View Report”) no lado direito:

Relatórios de campanhas de e-mail no Mailchimp

Relatórios de campanhas de e-mail no Mailchimp

Fazer isso trará informações específicas das campanhas e oferecerá um olhar mais aprofundado sobre seu desempenho.

E as suas sequências de e-mails automáticos?

Se precisar verificar o desempenho delas, você terá que se dirigir até o menu superior do Mailchimp e clicar na aba “Campanha” (“Campaign”):

Relatórios de campanhas de e-mail automático

Relatórios de campanhas de e-mail automático

Quando chegar lá, precisará clicar em “Em andamento” (“Ongoing”) na barra lateral esquerda, para visualizar suas campanhas atuais e posicionar o cursor sobre aquela que deseja inspecionar para que o botão “Relatório” (“Report”) seja exibido e você possa clicar nele.

Eu sei, esse não é o caminho mais prático para uma boa experiência de usuário, mas você se acostuma rápido.

Agora que você sabe como criar, configurar e verificar o desempenho de suas campanhas de e-mail no Mailchimp, temos algumas dicas adicionais para te ajudar a alcançar os melhores resultados!

Bônus: Como Fazer as Pessoas Lerem Seus E-mails?

É importante compreender que a maioria das pessoas se sentem sobrecarregadas pelo número de e-mails que recebem, o que significa que você precisará ganhar seu espaço na caixa de entrada delas.

Veja só, não é suficiente fazer com que alguém assine sua lista de e-mail, você também precisa construir um relacionamento com a pessoa de forma que a faça querer ler suas mensagens.

Do contrário, acabará com um monte de “fantasmas” em sua lista de e-mails, o que significa que os assinantes nunca abrem os e-mails que você envia.

O mais importante em e-mail marketing é oferecer valor, porque não há uma forma de construir uma lista de e-mails engajada sem ele.

Todos os e-mails que você envia devem, de alguma maneira, melhorar a vida do assinante. Caso contrário, por que ele deveria abri-los?

Pense bastante sobre com quais problemas as pessoas em sua lista têm dificuldades e como você pode ajudá-las a resolvê-los. Em seguida, ofereça soluções em seus e-mails.

(Perguntar “Com o que você tem problemas nesse momento?” em seu e-mail de boas-vindas, conforme Derek Halpern sugeriu, torna isso muito mais fácil).

No entanto, embora o conteúdo seja o rei, a forma como você o apresenta também é importante.

Além disso, também é necessário prestar atenção às linhas de assunto, copy e formatação.

Linhas de Assunto

Você sabe o quanto os copywriters são obcecados com títulos? Isso porque é através do título que você chama a atenção de alguém. Estrague-o e ninguém vai ler o conteúdo de verdade.

Bem, o mesmo vale para as linhas de assunto. Se você falhar em chamar a atenção do assinante, seu e-mail simplesmente ficará perdido entre vários outros na caixa de entrada.

O que você deve fazer é se esforçar muito em suas linhas de assunto e pensar como pode ter certeza que seu e-mail se destacará entre dezenas de outros em uma caixa de entrada entupida.

Copy

No mundo do copywriting, “copy” se refere a um texto que tem o intuito de vender, seja ele um anúncio, um e-mail, a descrição de um produto, entre outros.

O que você precisa ter em mente ao escrever seu e-mail é que ele não é apenas um texto, ele é um copy, porque está tentando fazer com que seus assinantes realizem uma ação (mesmo que seja somente ler seu próximo e-mail).

Por isso, estude copywriting. Aprenda como atrair as pessoas, contar uma história e atrelar uma mensagem a ela sobre o que deseja transmitir. Você não chegará a lugar nenhum se seus e-mails forem chatos.

Formatação

Sejamos sinceros: ficar lendo em frente a uma tela é algo doloroso.

Por isso, não torne essa ação ainda mais frustrante enviando aos seus assinantes paredes de texto (dica: ninguém irá lê-los).

Deixe seus e-mails fáceis de serem lidos, usando espaço em branco, negrito e marcadores para quebrar o texto em partes.

Não precisa ser extravagante. Deve apenas ser legível.

Por exemplo, veja esse e-mail do “5-Bullet Friday” de Tim Ferriss:

Exemplo de formatação de e-mail “5-Bullet Friday”

Exemplo de formatação de e-mail “5-Bullet Friday” (Fonte da imagem: Tim Ferriss)

Você viu como o espaço em branco, o texto em negrito e os links facilitam a leitura do e-mail (embora aquele parágrafo monstruoso sobre acetyl-L-carnitine pudesse ficar melhor se dividido em partes menores)?

Você deveria buscar um visual semelhante em seus e-mails.

Por fim, certifique-se de que cada e-mail tenha um call-to-action claro, o que significa dizer às pessoas o que deseja que elas façam. Responder a uma pergunta? Clicar em um link? Participar de uma pesquisa? O que quer que seja, deixe claro e peça para que realizem a ação.

Mantenha Sua Lista Limpa

Não importa o que faça, mesmo que você seja o melhor copywriter do mundo acabará tendo alguns “fantasmas” em sua lista.

Novamente, com “fantasma” eu me refiro às pessoas que assinaram sua lista de e-mails, mas que nunca os abrem.

Pense em sua própria caixa de entrada. Você já recebeu um e-mail de alguém de quem fosse assinante, decidiu que não estava interessado o suficiente para ler e apenas o arquivou sem sequer abri-lo? Bem, então parabéns. Você também é um fantasma. Todos nós somos.

Racionalmente, esse comportamento não faz muito sentido, porque cancelar sua inscrição naquela lista leva menos de um minuto. Então, por que continuamos nela e arquivamos os e-mails? Porque, de alguma forma, parece mais fácil fazer isso do que passar por todo o “trabalho” que dá cancelar sua inscrição.

No entanto, quando você é o proprietário de uma lista de e-mails, rapidamente fica claro que existem três problemas com fantasmas:

Por exemplo, Noah Kagan, o fundador da AppSumo e da Sumo, não estava feliz com sua conta de mais de US$700 do Mailchimp e começou a buscar formas de reduzi-la.

Conta do Mailchimp

Conta do Mailchimp (Fonte da imagem:  Noah Kagan)

Ele conseguiu reduzi-la em 47% (para US$375 por mês) simplesmente removendo assinantes inativos (que definiu como pessoas que não se engajaram com nenhum de seus e-mails nos últimos três meses).

“Assim como muitos empreendedores, gostamos da vaidade de poder nos gabar sobre o tamanho da nossa lista de e-mails”, admitiu Noah.

No entanto, ele ainda assim tomou a decisão de limpar sua principal lista de e-mails e, como resultado, ela foi de mais de 105 mil assinantes para cerca de 72 mil.

“Seu ego ficará ferido (…)”, afirmou Noah. “Mas no final das contas, preocupe-se com os resultados, não com a vaidade”.

Portanto, não hesite em fazer o mesmo. Você pode enviar uma sequência de três e-mails para seus assinantes inativos, informando-os que cancelará suas inscrições se não confirmarem que desejam continuar recebendo seus e-mails (forneça um link para que cliquem). Em seguida, cancele a inscrição de todos que não realizarem essa ação.

Outra alternativa é simplesmente “puxar a tomada” sem nenhum aviso, porque é pouco provável que alguém que não abriu seus e-mails nos últimos três meses ficará bravo (ou sequer perceberá) se fizer isso.

Você pode fazer isso clicando na aba “Público” (“Audience”), “Ver contatos” (“View Contacts”), “Novo segmento” (“New Segment”), selecionando “Atividade da campanha” (“Campaign activity”), “Não aberto” (“Did not open”) e “Todas as campanhas nos últimos 3 meses” (“All campaigns within the last 3 months”) no menu suspenso.

Mailchimp

Segmento “não aberto” no Mailchimp

Na sequência, clique em “Adicionar” (“Add”) para criar uma nova condição e selecione “Atividade da campanha” (“Campaign Activity”), “Enviado” (“Was sent”) e “Qualquer campanha nos últimos 3 meses” (“Any campaigns within the last 3 months”).

Clique em “Visualizar segmento” (“Preview Segment”), marque a caixa ao lado de cada contato que deseja remover, clique em “Ações” (“Actions”) e selecione “Cancelar inscrição” (“Unsubscribe”) no menu suspenso.

Cancelar inscrição do público para limpar a lista no Mailchimp

Cancelar inscrição do público para limpar a lista no Mailchimp

Você também pode cancelar a inscrição de assinantes em massa ao visualizar o segmento, clicar em “Exportar segmento” (“Export Segment”) e “Exportar como CVS” (“Export as CVS”).

Depois, clique na aba “Público” (“Audience”), selecione “Gerenciar contatos” (“Manage contacts”) no menu suspenso, clique em “Cancelar inscrição de pessoas” (“Unsubscribe people”), abra o arquivo CVS em seu computador, copie e cole os endereços de e-mail para o campo de texto “Cancelar inscrição de pessoas” (“Unsubscribe people”) e clique em “Cancelar inscrição” (“Unsubscribe”).

O ideal é que faça isso a cada três meses, para manter sua lista limpa e sua conta do Mailchimp administrável.

Além disso, se você limpar sua lista regularmente, a remoção de assinantes inativos não doerá tanto quanto foi o caso de Noah, em que ele removeu mais de 30 mil inscritos de sua lista principal de uma só vez.

E, ainda mais importante, lembre-se que é a qualidade da lista que importa, não o número de assinantes dos e-mails. Não permita que a vaidade entre em seu caminho!

Resumo

Lembra de como comparei a construção de uma lista de e-mails com o ato de plantar uma árvore no começo desse artigo?

Bem, a comparação funciona, porque assim como uma árvore, uma lista de e-mails demanda tempo, atenção e cuidado para crescer, ficar maior e mais poderosa.

Por isso, defina suas expectativas de acordo com isso. Todo mundo quer ter uma lista de e-mails com 100 mil assinantes. No entanto, apenas algumas pessoas têm a paciência para trabalhar duro para conseguir os primeiros 10 ou 100 assinantes.

Entretanto, da mesma forma que uma semente não se tornará um poderoso carvalho da noite para o dia, sua lista de e-mails não irá do zero aos 100 mil em um mês, um ano ou até mesmo em vários anos.

Mas você chegará lá se trabalhar duro para oferecer valor genuíno para seus assinantes e permanecer comprometido com o crescimento da sua lista de e-mails.

Por isso, comece ainda hoje.


Se você gostou deste artigo, então você vai adorar a plataforma de hospedagem WordPress da Kinsta. Turbine seu site e obtenha suporte 24/7 de nossa experiente equipe de WordPress. Nossa infraestrutura baseada no Google Cloud se concentra em escalabilidade automática, desempenho e segurança. Deixe-nos mostrar-lhe a diferença Kinsta! Confira nossos planos