Nada é pior do que ir para o seu site WordPress em ser recebido com a tela branca da morte, o que o deixa inacessível para administradores e visitantes. Hoje vamos falar sobre seis problemas comuns que surgem com a tela branca da morte do WordPress, as causas mais frequentes e a mais importante é as soluções para você fazer o seu site voltar a funcionar o mais rápido possível.

#Tela branca da mortedo WordPress? 😱 Não precisa entrar em pânico, veja como corrigi-lo rapidamente. Click to Tweet

Tela branca da morte do WordPress 

A tela branca da morte do WordPress (TBDM) é quase sempre causada por erros de código PHP ou pelo esgotamento do limite de memória. A primeira coisa que você deve fazer é determinar se o administrador no seu site está funcionando ou não. Se a front-end do website estiver inativa, mas o administrador ainda está funcionando, é provável que você tenha um tema ou um plugin com defeito. Você pode verificar seu administrador simplesmente indo para yourdomain.com/wp-admin.

A tela branca da morte também pode variar, dependendo do navegador. Aqui temos um exemplo no Google Chrome. Na verdade, nada mais é do que um aviso dizendo “”Esta página da Web não está disponível” erro HTTP 500.

Tela branca da morte do WordPress no Google Chrome

Tela branca da morte do WordPress no Google Chrome

No Mozilla Firefox, é apenas uma tela completamente branca, sem erros nem avisos.

Tela branca da morte do WordPress no Mozilla Firefox

Tela branca da morte do WordPress no Mozilla Firefox

Como resolver a TBDM

Se você estiver vendo uma tela como as de cima, veja algumas etapas comuns para resolver o problema:

  1. Desativee Plugins e Temas
  2. Resolva erros de sintaxe
  3. Ative a depuração
  4. Incremente Memory Limits
  5. Verifique problemas de permissões de arquivo
  6. Verifique se houve falha na atualização automática

1. Desative Plugins e Temas

Uma das maneiras mais fáceis e mais comuns de corrigir a tela branca da morte do WordPress é simplesmente desativar todos os seus plugins. Muitas vezes, o site fica inativo devido à uma atualização incorreta do plugin. Se você ainda puder acessar seu administrador, uma maneira rápida de fazer isso é procurar “Plugins” e escolher a opção “Desativar” no menu de ações. Isso desativará todos os seus plugins. Se isso corrigir o problema, você precisará encontrar o culpado. Comece a ativá-los um por um, recarregando o site após cada ativação. Quando seu front-end cair, você encontrou o plugin baderneiro. Você pode, então, entrar em contato com o desenvolvedor do plugin para obter ajuda ou fazer um pedido de suporte no repositório do WordPress.

Desative todos os plugins do WordPress

Desative todos os plugins do WordPress

Se você não conseguir acessar seu administrador, poderá fazer o FTP em seu servidor e renomear a pasta de plugins para algo como plugins_velhos. Em seguida, verifique seu site novamente. Se isso funcionar, você precisará testar cada plugin um por um. Renomeie sua pasta de plugins para “plugins” novamente e renomeie cada pasta de plugins dentro dela uma por uma, até encontrá-la.

Renomeie a pasta de plugins do WordPress

Renomeie a pasta de plugins do WordPress

O mesmo acontece com o temas do WordPress. Você pode substituir seu tema temporariamente por um tema padrão do WordPress, o Twenty Nineteen é uma boa escolha. Se você puder acessar seu administrador, vá para “Temas” no menu Aparência, você poderá ativar o tema Twenty Seventeen e depois testar seu site novamente. Se o seu site reaparecer, o problema está dentro do seu tema.

Troque de tema no WordPress temporariamente

Troque de tema no WordPress temporariamente

Se você não conseguir acessar seu administrador, o processo é exatamente o mesmo dos plugins. Renomeie sua pasta conteúdo-wp/temas com outro nome, como por exemplo temas_velhos. O WordPress irá voltar para o tema padrão mais recente, provavelmente o Twenty Nineteen(se você não tiver outros temas, pode baixar o Twenty Nineteen do repositório do WordPress e fazer o upload para a sua pasta de temas. Em seguida, verifique seu site novamente. Se ele funcionar, talvez o seu tema tenha tido algum problema ou tenha passado por alguma atualização incorreta. Nesse caso, talvez seja necessário entrar em contato com o desenvolvedor do seu tema.

Renomeie a pasta de temas do WordPress

Renomeie a pasta de temas do WordPress

2. Resolva erros de sintaxe

Outro motivo comum para a tela branca da morte aparecer é caso você tenha editado o código do seu site WordPress e tenha acidentalmente digitado algo errado ou com a sintaxe errada. Um caractere errado no lugar errado pode derrubar todo o seu site. Sim, isso é assustador! Essa é uma das razões pelas quais você nunca deve editar o código em seu site ao vivo.

No entanto, não se preocupe. Você sempre pode conectar-se ao seu site via SFTP e reverter a mudança feita manualmente. Se você não sabe que mudança causou isso, você deve ter backups do WordPress em mãos. Aqui na Kinsta, você pode restaurar seu site com apenas um clique nas suas versões anteriores.

Restaurar o site WordPress do backup

Restaurar o site WordPress do backup

3. Ative a depuração

Se você ainda estiver vendo a tela branca da morte do WordPress, ou caso o administrador ainda não esteja funcionando (ou se você encontrar o culpado, mas quiser se aprofundar nisso), você pode ativar a depuração, o que vai expor todos os erros. A questão é que, quando ocorre um erro fatal, o script simplesmente encerra a execução do mesmo. Se isso acontecer antes que qualquer conteúdo seja exibido, tudo o que você verá é uma tela branca com nenhum texto.

Para habilitar a depuração você vai precisar abrir o arquivo wp-config.php  da sua instalação do WordPress. Dentro dela você deve encontrar a seguinte linha:

define( 'WP_DEBUG', false )

Você precisará substituir false por true e recarregar seu site. Se você não encontrar essa frase, você poderá adicioná-lo ao topo.

Exemplo de WP_DEBUG

Exemplo de WP_DEBUG

Ao invés da tela branca, você verá uma tela em branco e mensagens de erro. Não é uma grande melhoria, mas teremos um ponto de partida! Se você não desativou plugins e temas, ainda é possível descobrir qual deles é o culpado, observando a mensagem de erro. Isso deve indicar a origem do erro, algo assim:

Cannot redeclare get_posts() (previously declared in /var/www/html/wordpress/wp-includes/post.php:1874) in /var/www/html/wordpress/wp-content/plugins/my-test-plugin/my-test-plugin.php on line 38

Você pode ver no final da mensagem que o problema está na linha 38 de um plugin chamado “my-test-plugin”. Desativar esse plugin deve funcionar.

Se você estiver satisfeito com a modificação do código, você também poderá corrigi-lo. Se este for um plugin do repositório, recomendo escrever para o criador do mesmo ao invés de fazer isso sozinho. Se você modificar o plugin, precisará manter todas as alterações, o que é uma dor de cabeça, é mais fácil desativá-lo até que ele seja corrigido pelo 

4. Augmente os limites de memória

Se você ainda ver uma página vazia ou um erro sobre os limites de memória ou de memória esgotada, você precisará atribuir mais memória ao aplicativo. Isso pode ser feito através do arquivo wp-config.php nas instalações, basta adicionar o seguinte código ao arquivo:

define('WP_MEMORY_LIMIT', '64M');

Se isso não funcionar, você ainda tem algumas opções. Em um ambiente regular, você pode usar seu arquivo .htaccess – no diretório raiz do WordPress – para aumentar o limite de memória, basta adicionar a seguinte linha:

Lutando com tempo de inatividade e problemas no WordPress? Kinsta é a solução de hospedagem projetada para economizar seu tempo! Confira nossos recursos
php_value memory_limit 64M

Se você possui um host incrível como a Kinsta e o seu site é rápido graças a arquitetura que usa a NGINX, .htaccess não está disponível. Você pode usar seu arquivo php.ini para aumentar o limite de memória. Em qualquer lugar dentro do arquivo, adicione a seguinte linha:

memory_limit = 64M

Se você ainda estiver sem memória e precisar atribuir mais e mais, pode haver um problema no seu aplicativo. Talvez o seu tema ou um de seus plugins esteja consumindo uma quantidade excessiva de recursos. Peça a um desenvolvedor que dê uma olhada, até mesmo o seu host pode ajudar mostrando os logs do SQL e outras estatísticas de recursos.

5. Verifique problemas de permissão de arquivo

Ainda não vimos uma tela branca da morte por conta disso, mas os problemas de permissão e propriedade ainda podem causar problemas. Quem sabe, em algumas circunstâncias, isso possa levar à tela branca da morte! É possível corrigir isso sozinho, mas, a menos que você realmente saiba o que está fazendo, desaconselhamos que o faça sozinho. Para o WordPress, existem três regras simples:

  • os arquivos devem ser 664 ou 644,
  • as pastas devem ser 775 ou 755
  • e o arquivo wp-config.php deve ser 660, 600, ou 644

Se você tiver o acesso SSH ao seu servidor você pode aplicar as regras apropriadas com o seguinte comando, executando-o a partir do diretório raiz do WordPress.

sudo find . -type f -exec chmod 664 {} +

sudo find . -type d -exec chmod 775 {} +
sudo chmod 660 wp-config.php

Se você não tem certeza de como fazer isso ou se está com um pouco de medo, vá em frente e pergunte ao seu host. Alguns hosts específicos do WordPress ainda possuem a verificação de permissão automática, que pode descobrir tudo isso para você.

6. Verifique se houve falha na atualização automática

Às vezes, o WordPress pode ter um problema com as atualizações, como o tempo limite do servidor. Mais frequentemente do que não, isso resolve-se automaticamente, mas em alguns casos esporádicos, isso pode levar à tela branca da morte.

A primeira coisa que você deve fazer é entrar no seu diretório raiz do WordPress e ver se há um arquivo .maintenance lá. Sinta-se à vontade para excluir esse arquivo e carregar seu site novamente. Se a atualização foi bem sucedida mas o WordPress não conseguiu remover este arquivo automaticamente, tudo voltará ao normal.

Se a atualização não foi concluída, ela pode ser feita automaticamente, caso em que as coisas devem voltar ao normal da mesma forma. Se tudo mais falhar, siga o procedimento de atualização manual que deve resolver o problema de uma vez por todas.

Resumo

Há uma série de coisas que podem dar errado, mas felizmente a situação geralmente não é tão terrível quanto parece. Uma simples verificação do plugin/tema deve corrigir o problema e habilitar a depuração irá lançar uma luz sobre o problema. Se você encontrar qualquer outra tela branca da morte no WordPress, informe-nos para que possamos aprender com ela e compartilhar a experiência!

498
Shares