Para alcançar tempos de carregamentos rápidos em seu site WordPress, diminuir o tamanho da sua página é fundamental. Isso pode significar a diferença entre um site que carrega em menos de 1 segundo e um que parece estar engatinhando. Permitir a compactação GZIP pode ajudar a reduzir o tamanho da sua página podendo reduzir significantemente a quantidade de tempo para baixar os recursos, utilização dos dados para o cliente e melhorar o tempo para renderizar suas páginas.

Todos os navegadores modernos suportam e automaticamente negociam a compactação GZIP em todas as solicitações HTTP. Hoje, vamos compartilhar com vocês como verificar e ativar a compactação GZIP em seu servidor da web.

O que É Compressão GZIP?

GZIP é um formato de arquivo e uma aplicação de software usado para compactação e descompactação de arquivo. A compactação GZIP é ativada pelo servidor, permitindo reduzir o tamanho do seu HTML, folhas de estilos e arquivos JavaScript. Isso não funciona com imagens, já que estão compactadas de uma maneira diferente. Alguns viram 70% de redução devido à compactação. É provavelmente uma das otimizações mais fáceis que você pode fazer quando se trata do WordPress.

A compactação é o processo de codificação da informação usando menos bits — Ilya Grigorik, Google

Quando um navegador da internet visita um site ele verifica se o servidor tem o GZIP ativo para ver se o “content-encoding: gzip” responde ao cabeçalho existente. Se o cabeçalho é detectado, serve para os arquivos comprimidos e menores. Do contrário, ele serve para arquivos não comprimido. Se você não tem o GZIP ativo, você provavelmente verá avisos e erros em ferramentas de teste de velocidade como Google PageSpeed Insights e GTmetrix.

Aviso do GZIP no Google PageSpeed Insights

Como você pode ver, o Google diz que os recursos de compactação com o GZIP podem reduzir o número de bytes enviados na rede.

Ativar aviso de compressão no Google PageSpeed Insights

Ativar aviso de compressão no Google PageSpeed Insights

Aviso do GZIP no GTmetrix

GTmetrix também tem uma recomendação para ativar a compactação do GZIP para reduzir o tamanho da transferência dos recursos estáticos.

Ativar aviso de compressão GZIP no GTmetrix

Ativar aviso de compressão GZIP no GTmetrix

Como Verificar se a Compressão do GZIP está Ativa

O GZIP é muito comum nos dias de hoje e está ativo por padrão em todos os servidores da Kinsta. Você não tem que se preocupar com o suporte do navegador GZIP, como muitos têm feito há mais de 17 anos. Aqui está uma lista de navegadores que podem lidar com o cabeçalho de resposta HTTP “content-encoding: gzip”:

  • Internet Explorer 5.5+ (Julho de 2000)
  • Opera 5+ (Junho de 2000)
  • Firefox 0.9.5+ (Outubro de 2001)
  • Chrome (logo após o lançamento em 2008)
  • Safari (logo após o lançamento em 2003)

Se você está rodando seu site em outra hospedagem WordPress, você deve sempre verificar para garantir que ela está ativa, pois os administradores dos servidores geralmente deixam passar esta otimização. Existem muitas maneiras rápidas de verificar a compressão GZIP:

1. Verificando a Ferramenta de Compressão GZIP

A primeira e mais rápida maneira de verificar se a compressão GZIP está ativa em seu site é simplesmente ir até o Check GZIP compression tool. Basta inserir seu site e clicar em pesquisar. Em seguida, mostrará a quantidade que foi salva pela compressão da página com o GZIP ou retornará com um erro informando que o GZIP não está ativado. Como você pode ver em nosso teste abaixo, salvamos 66,9%.

check gzip compression wordpress

Check GZIP compression tool

E lembre-se também que o GZIP se aplica também aos seus sites ativos estáticos. Isso significa que se você está servindo ativos de um CDN, você vai querer garantir que eles também tenham compactação ativa do GZIP. Todo CDN moderno tem suporte a compactação GZIP, como o Cloudflare, KeyCDN e o CloudFront. Você também pode facilmente testar isso simplesmente executando um dos seus CSS ou arquivos JavaScript no seu CDN através da ferramenta.

2. Conteúdo de Codificação GZIP e Cabeçalho de Resposta HTTP

A segunda maneira de saber é verificar se o cabeçalho de resposta HTTP “content-encoding: gzip” está ativo em seu site. Isto é o que o navegador procura quando envia um pedido para o servidor. Você pode abrir o Chrome Devtools e procurar pelo seu primeiro cabeçalho de resposta sobre a seção da rede.

Cabeçalho de resposta HTTP content-encoding: gzip

Cabeçalho de resposta HTTP content-encoding: gzip

Você também pode clicar na opção “ver solicitações maiores” e mostrará a você o tamanho original e compactado da página. Como você pode ver abaixo, a página original era 51,6 KB e a versão compactada do GZIP é 17,7 KB.

Lutando com tempo de inatividade e problemas no WordPress? Kinsta é a solução de hospedagem projetada para economizar seu tempo! Confira nossos recursos
Visão do tamanho da página compactada no Chrome Devtools

Visão do tamanho da página compactada no Chrome Devtools

Como Ativar a Compressão GZIP

Se você não tem a compressão GZIP ativada, existem muitas maneiras que você pode continuar ativando em seu servidor.

Ativar o GZIP com Plugin WordPress

O primeiro e o mais fácil é usando um plugin de cache que suporte a ativação GZIP. O WP Rocket, por exemplo, acrescenta as regras de compressão GZIP em seu arquivo .htacces automaticamente usando o módulo mod_deflate. W3 Total Cache também tem uma maneira de habilitar isso para você em sua seção de desempenho. Mesmo que estes sejam plugins, isso ainda depende de permissões para modificar arquivos em seu servidor web. Se o seu plugin de cache não tiver permissão, você precisará perguntar ao seu serviço hosting ou usar um fragmento de código abaixo.

Ativar o GZIP no Apache

A segunda maneira de ativar a compressão Gzip é editando seu arquivo .htaccess. A maioria das hospedagens compartilhadas usam Apache, onde você pode simplesmente acrescentar o código abaixo para seu arquivo .htaccess. Você pode encontrar seu arquivo .htaccess na base do seu site WordPress via FTP.

Importante: certifique-se mod_filter é carregado no seu servidor, caso contrário, o AddOutputFilterByType diretiva não funcionará e pode causar um erro 500. Recomendamos verificar seus registros de erros se você tiver algum problema com o código abaixo.


  # Compress HTML, CSS, JavaScript, Text, XML and fonts
  AddOutputFilterByType DEFLATE application/javascript
  AddOutputFilterByType DEFLATE application/rss+xml
  AddOutputFilterByType DEFLATE application/vnd.ms-fontobject
  AddOutputFilterByType DEFLATE application/x-font
  AddOutputFilterByType DEFLATE application/x-font-opentype
  AddOutputFilterByType DEFLATE application/x-font-otf
  AddOutputFilterByType DEFLATE application/x-font-truetype
  AddOutputFilterByType DEFLATE application/x-font-ttf
  AddOutputFilterByType DEFLATE application/x-javascript
  AddOutputFilterByType DEFLATE application/xhtml+xml
  AddOutputFilterByType DEFLATE application/xml
  AddOutputFilterByType DEFLATE font/opentype
  AddOutputFilterByType DEFLATE font/otf
  AddOutputFilterByType DEFLATE font/ttf
  AddOutputFilterByType DEFLATE image/svg+xml
  AddOutputFilterByType DEFLATE image/x-icon
  AddOutputFilterByType DEFLATE text/css
  AddOutputFilterByType DEFLATE text/html
  AddOutputFilterByType DEFLATE text/javascript
  AddOutputFilterByType DEFLATE text/plain
  AddOutputFilterByType DEFLATE text/xml

  # Remove browser bugs (only needed for really old browsers)
  BrowserMatch ^Mozilla/4 gzip-only-text/html
  BrowserMatch ^Mozilla/4\.0[678] no-gzip
  BrowserMatch \bMSIE !no-gzip !gzip-only-text/html
  Header append Vary User-Agent

Certifique-se de acrescentá-lo abaixo do conteúdo atual do seu arquivo .htaccess. Exemplo abaixo:

Exemplo do GZIP no código .htaccess no Apache

Exemplo do GZIP no código .htaccess no Apache

Ativar GZIP no NGINX

Se você está rodando NGINX, simplesmente acrescente o seguinte ao seu arquivo nginx.conf

gzip on;
gzip_disable "MSIE [1-6]\.(?!.*SV1)";
gzip_vary on;
gzip_types text/plain text/css text/javascript image/svg+xml image/x-icon application/javascript application/x-javascript;

Ativa GZIP no IIS

Se você está rodando IIS, existem dois tipos diferentes de compactação, estática e dinâmica. Recomendamos verificar o guia da Microsoft sobre como ativar a compressão.

110
Shares