Primeiro, vamos começar avisando que configurar um site WordPress multilíngue pode ser muito confuso! Até mesmo desenvolvedores e usuários WordPress experientes têm muitas dúvidas quando tentam entender, pela primeira vez, como oferecer seu site em diversos idiomas. Perguntas do tipo “como isso impactará o SEO?” e “quais obstáculos técnicos preciso superar?” são comuns.

Em outubro de 2018, nosso website da Kinsta passou a ser disponibilizado em 12 idiomas diferentes. Assim, pensamos em compartilhar nossa experiência em primeira mão com uma configuração multilíngue completa. Esperamos conseguir responder algumas das perguntas ou abordar algumas dúvidas que você possa ter. Existem muitas vantagens em ter um site multilíngue, por isso não deixe que aspectos técnicos ou preocupações com SEO te assustem.

Existem algumas formas que você pode criar um site multilíngue no WordPress, por isso vamos compartilhar algumas soluções alternativas.

Índice WordPress Multilíngue

Vantagens do Multilíngue

Existem muitas vantagens em possuir um site WordPress multilíngue e, dependendo do tipo de negócio que você tem, essa pode ser uma excelente forma de alcançar um mercado adicional.

1. Vantagens SEO

Uma das maiores vantagens de ter idiomas adicionais em seu site é o SEO. Digamos que você tenha o conteúdo do seu site WordPress traduzido para Espanhol e Alemão. O Google fará o rastreamento das suas páginas e começará a indexar seus idiomas adicionais como conteúdo separado. Isso significa que você terá, instantaneamente, muito mais conteúdo sendo apresentado nas páginas de resultados do mecanismo de pesquisa (SERPs). E não só isso, mas também será capaz de entregar seu conteúdo no idioma nativo que estiver configurado no navegador do visitante.

Em Kinsta, observamos um crescimento de 18% em tráfego orgânico geral após traduzir nosso blog para 12 idiomas diferentes. A parte boa é que todo o trabalho duro para criar o conteúdo em Inglês já estava pronto. E, além do aumento de tráfego, ganhamos novos clientes ao redor do mundo que não teriam nos encontrado de outra forma. Tire vantagem dessa estratégia incrível para ganhar mais tráfego e clientes!

Você pode até incluir mais idiomas se desejar. Neil Patel, um especialista em SEO bastante conhecido, realizou um experimento em seu website ao traduzir seu blog em incríveis 82 idiomas diferentes. O resultado? Em três semanas ele viu um crescimento de 47% no tráfego geral!

Entretanto, lembre-se que a qualidade da tradução também é importante. É fácil falar, mas não é nada simples lançar diversos idiomas de uma só vez. Falaremos sobre isso mais adiante.

A Kinsta viu um aumento de 18% no tráfego orgânico após implementar uma estratégia multilíngue. 📈 Click to Tweet

O motivo pelo qual você deverá observar mais tráfego se deve ao fato que a concorrência costuma ser muito menor em outros idiomas. O mercado em Inglês está muito saturado quando se trata de marketing de conteúdo e SERPs. Aqui está um exemplo uma breve pesquisa por palavras-chave. Em Inglês, procuramos pelo termo “marketing strategies” (“estratégias de marketing”). Foi possível observar que o volume era de cerca de 40 mil pesquisas por mês. E esse é uma palavra-chave difícil de ranquear. Se você olhar nos SERPs, perceberá que terá que enfrentar grandes domínios com altas autoridades. Se for esperto, não tentará abordar essa palavra-chave.

Volume de palavras-chave em inglês

Volume de palavras-chave em Inglês

Mas se você procurasse pelo mesmo termo em Espanhol (“estrategias de marketing”), perceberia que o volume de pesquisas não é tão alto, mas ainda assim se destaca, com 15 mil buscas por mês. E adivinha só? Não é tão difícil de ranquear. Os domínios contra os quais você concorrerá possuem uma autoridade abaixo de 40. E isso é algo que podemos enfrentar. Quando se trata de outros idiomas, você descobrirá que muitos termos de pesquisa são simplesmente mais fáceis de ranquear.

Volume de palavras-chave em espanhol

Volume de palavras-chave em Espanhol

Não podemos enfatizar o suficiente o quão importante é fazer uma pesquisa de palavras-chave antes de decidir os idiomas nos quais você deverá investir tempo e dinheiro. Jamais assuma que existe um volume de pesquisas em um idioma simplesmente porque há em outro.

Jamais assuma que existe um volume de pesquisas em um idioma simplesmente porque ele funcionou com outro. 🇺🇸🇪🇸🇩🇪 Click to Tweet

2. Vantagens na Experiência de Usuário

Além das vantagens de SEO, ter um site em seu idioma nativo automaticamente resultará em uma experiência de usuário muito melhor. E uma experiência de usuário melhor pode afetar tudo, desde suas taxas de conversão até tempo no site e taxa de rejeição.

O aumento de conversões é um dos argumentos de ROI mais fortes para oferecer uma melhor experiência de usuário e mais pesquisas realizadas por eles. Monitore ao longo do tempo, porque se trata de uma métrica relativa. – Nielsen Norman Group

A última coisa que alguém deseja é ter que clicar com o botão direito no Chrome e usar o recurso de “traduza para…”. O Google faz as melhores traduções que consegue, mas a qualidade não chega nem perto do que alguém que fala o idioma diariamente é capaz de fazer. Se você está buscando uma experiência de usuário melhorada, reserve um tempo e invista em traduções de alta qualidade, algo em que nos aprofundaremos mais abaixo.

3. Confiança e Credibilidade

É importante que as empresas se comuniquem no mesmo idioma de seus clientes. Não apenas quando se trata de expressões e terminologias de marketing em seu nicho, mas simplesmente falar na mesma língua nativa. Por quê? Porque isso constrói confiança e credibilidade. Naturalmente, como seres humanos, nos sentimos mais confortáveis ao conversar em nosso próprio idioma, já que essa é a cultura na qual crescemos.

Dica multilíngue: fale o mesmo idioma dos seus clientes. 🤘 Click to Tweet

A maior parte da população ao redor no mundo não fala Inglês. Ou então o utiliza apenas como sua segunda língua. De acordo com uma pesquisa da Universidade de Düsseldorf, o Inglês na verdade fica em terceiro lugar na lista de idiomas que as pessoas usam como língua nativa.

Idiomas nativos

Idiomas nativos – Fonte da imagem: The Washington Post

Idiomas são uma das barreiras mais comuns de comunicação e, por sua vez, podem causar desentendimentos e interpretações erradas entre as pessoas. Se você não estiver falando o mesmo idioma e dialetos que o outro seja capaz de entender, a comunicação se torna ineficiente e impede que a mensagem real seja transmitida. E isso pode se refletir diretamente em suas vendas.

Perguntas Respondidas Sobre WordPress Multilíngue

Quando você investiga pela primeira vez um site WordPress multilíngue, surgem instantaneamente diversas questões sobre como tudo funciona. Esperamos ter respondido algumas delas abaixo.

Você precisa de um site multilíngue?

Você pode estar se perguntando se realmente precisa de um site multilíngue. Bem, a primeira ação que pode ser feita é verificar se você já está recebendo algum tráfego internacional. Recomendamos acessar o Google Analytics e os dados acumulados ao longo dos anos, se você os possuir. O primeiro lugar a visitar é “Público→ Geográfico→ Idioma”. O Google Analytics extrai esses valores dos navegadores usados pelos visitantes.

Idioma no Google Analytics

Idioma no Google Analytics

O segundo local é em “Público→ Geográfico→ Local”. Lembre-se, no entanto, que tanto esses quanto os dados anteriores seriam muito mais altos se você já tivesse conteúdo ranqueado para essas regiões. Mas essas informações oferecem uma base sobre onde começar.

Local no Google Analytics

Local no Google Analytics

Além disso, como um grande site ou empresa, você deve já deve ter uma ideia após ter interagido com clientes e visitantes. Seu site recebe muitos tickets de suporte de clientes em Espanhol? De onde vem a maioria das suas vendas? Aproveite-se do histórico que possui para descobrir se existe potencial para traduzir seu site WordPress.

Qual estrutura de URL você deve usar?

Existem basicamente três cenários distintos que você pode optar ao configurar um site WordPress multilíngue.

1. Domínios de Nível Superior

https://domain.com/
https://domain.es/
https://domain.de/

Esse método pode ser bom para mirar países específicos. No entanto, também é o mais complexo, porque cada um precisará de suas próprias estratégias SEO, autoridade de domínio, etc. Você provavelmente terá muito mais trabalho. Eles podem ser configurados como instalações individuais ou como um multisite (com mapeamento de domínios).

2. Subdomínios

https://domain.com/
https://es.domain.com/
https://de.domain.com/

Este é um método relativamente comum. Pode ser configurado como instalações individuais ou como um multisite.

3. Subdiretórios

https://domain.com/
https://domain.com/es/
https://domain.com/de/

Esse é um dos métodos mais comuns e é a rota que adotamos em nosso site da Kinsta. Pode ser configurado como instalações individuais, um multisite ou um site único com o uso de plugins. Se você deseja ler mais sobre as vantagens e desvantagens de cada cenário descrito, o WPLANG tem um ótimo artigo que explica as diferentes escolhas que você tem ao selecionar uma estrutura de URL para seu site multilíngue.

O que são tags hreflang?

Em um website WordPress multilíngue, você deve usar tags hreflang e seguir as recomendações que o Google disponibiliza para idiomas e URLs regionais. Elas se fazem presentes em cada página de seu site para identificar qual idioma está sendo usado.

Por exemplo, se seu site oferece conteúdo em Inglês e Espanhol, a versão Espanhola deve incluir um link rel="alternate" hreflang="x" para si mesma, além de links para a versão em Inglês. De forma similar, a versão em Inglês deve incluir as mesmas referências que a Espanhola. Observação: O mecanismo de pesquisa russo Yandex também usa tags hreflang.

tags hreflang

Aqui estão alguns exemplos. Há dois cenários diferentes que você pode ter, um deles é simplesmente visar diferentes idiomas. O segundo é mirar o mesmo idioma, mas regiões diferentes.

Cenário 1: Tags hreflang Visando Idiomas

Esse geralmente é o cenário mais comum, no qual você simplesmente tem dois idiomas diferentes e deseja informar isso ao Google. Por exemplo, existem versões em Inglês e Espanhol, mas você não deseja fazer uma separação por regiões porque há uma grande população que fala Espanhol nos EUA. É nesse momento que os códigos ISO para idiomas (ISSO 639-1) se tornam convenientes.

Site em Inglês:

<link rel="alternate" href="https://domain.com/" hreflang="en" />
<link rel="alternate" href="https://domain.com/es/" hreflang="es" />

Site em Espanhol:

<link rel="alternate" href="https://domain.com/" hreflang="en" />
<link rel="alternate" href="https://domain.com/es/" hreflang="es" />

Cenário 2: Tags hreflang Visando Idiomas e Regiões

Nesse cenário, você tem o mesmo idioma e deseja especificar regiões diferentes. Por exemplo, Inglês nos Estados Unidos e Inglês no Reino Unido. É nesse momento que os códigos ISO para países (ISO 3166-1 Alpha 2) se tornam convenientes.

hreflang regiões

Site Americano:

<link rel="alternate" href="https://domain.com/" hreflang="en-us" />
<link rel="alternate" href="https://domain.com/en-gb/" hreflang="en-gb" />

Site Britânico:

<link rel="alternate" href="https://domain.com/" hreflang="en-us" />
<link rel="alternate" href="https://domain.com/en-gb/" hreflang="en-gb" />

Você também pode alterar o código ISO. Por exemplo, de-ES informaria ao Google que você tem conteúdo em Alemão, mas deseja visar usuários na Espanha. Certifique-se também de verificar a ferramenta de geração de tags hreflang, que permite que você crie padrões de tags hreflang para seu website usando valores e sintaxe corretos que seguem as especificações do Google.

O que é a tag hreflang x-default?

A tag hreflang x-default é usada quando o navegador do usuário não consegue se adequar a nenhuma das suas tags hreflang. Por exemplo, se você tem um site em Inglês e Espanhol e alguém com o navegador configurado em Alemão acessa sua página, ele simplesmente será direcionado para o local que você definiu a tag  x-default. Pense nela como sua tag padrão de reserva.

<link rel="alternate" href="https://domain.com/" hreflang="x-default" />

E combinado com um site em Inglês e Espanhol, a aparência seria essa.

Site em Inglês:

<link rel="alternate" href="https://domain.com/" hreflang="x-default" />
<link rel="alternate" href="https://domain.com/" hreflang="en" />
<link rel="alternate" href="https://domain.com/es/" hreflang="es" />

Site em Espanhol:

<link rel="alternate" href="https://domain.com/" hreflang="x-default" />
<link rel="alternate" href="https://domain.com/" hreflang="en" />
<link rel="alternate" href="https://domain.com/es/" hreflang="es" />

Se você deseja aprender mais sobre tags hreflang, recomendamos verificar hreflang: o guia definitivo, da incrível equipe Yoast.

E o Bing?

Estamos sempre falando sobre o Google, mas é importante não esquecer do Bing. Na verdade, o Bing não suporta as tags hreflang mencionadas acima, mas utiliza uma tag <html> de atributo de idioma, cabeçalho de resposta HTTP ou um elemento meta HTML.
bing

tag <html> de atributo de idioma

Só nos importamos com a tag <html> de atributo de idioma porque ela é usada por padrão pelo WordPress. Aqui está um exemplo de um site em Inglês e Espanhol.

Site em Inglês:

<html lang="en-US">
...
</html>

Site em Espanhol:

<html lang="es-ES">
...
</html>

Para que isso funcione, você precisará alterar programaticamente o idioma HTML no WordPress. Os tutoriais e plugins mencionados abaixo farão isso por você automaticamente.

Incluir idiomas adicionais afetará negativamente seu SEO?

Não. Se configurados corretamente, os idiomas adicionais não prejudicarão seu SEO e, na verdade, compartilhamos acima que eles podem até ajudá-lo. Você não precisa se preocupar com problemas de conteúdo duplicado.

O que você deve traduzir?

Quando se trata de selecionar o que será traduzido em seu site, a melhor prática costuma ser simplesmente traduzir tudo. Isso é válido tanto pela perspectiva da experiência de usuário quanto de SEO.

O que você deveria traduzir em uma instalação WordPress multilíngue? Uma palavra: tudo. 👍 Click to Tweet

URLs (slugs)

Quando se fala de SEO, é recomendado por muitos especialistas incluir sua palavra-chave na URL. Por isso, se possível, o melhor a fazer é traduzir suas URLs nos idiomas nativos. Por exemplo, aqui está como nossa página “Sobre nós” está configurada:

Site em Inglês:

https://kinsta.com/about-us/

Site em Espanhol:

https://kinsta.com/es/sobre-nosotros/

Você pode observar que a URL da página “Sobre nós” foi traduzida para Espanhol. Isso também poderia aumentar seu CTR em SERPs, uma vez que as pessoas são mais propensas a clicar em uma URL que esteja em seu idioma nativo.

A exceção para essa regra são os caracteres especiais, como é o caso do idioma japonês. Embora o Google e o WordPress suportem esses caracteres, você poderia ter problemas com plugins de terceiros. Portanto, o melhor a fazer é agir com cautela. Por exemplo, no site da Kinsta em japonês, a página “Contate-nos” continua usando a URL em Inglês.

https://kinsta.com/jp/contact-us/

No entanto, dito isso, tudo depende do idioma. Por exemplo, o mandarim possui algo chamado Pinyin, o sistema oficial de romanização para o chinês padrão usado na China, que pode ser usado nos permalinks. Você pode usar um plugin como Pinyin Slugs que automaticamente altera a URL (slug) de novos conteúdos em mandarim para caracteres mais amigáveis aos mecanismos de pesquisa.

Quando se trata de caracteres especiais, nosso conselho é que você realize uma pesquisa adicional sobre o idioma e converse com um falante nativo ou alguém que visite com frequência sites nessa língua.

Nomes dos Arquivos de Imagem

Como compartilhamos em nossa lista de verificação SEO, é importante usar nomes de arquivos de imagens de forma inteligente. Isso inclui traduzir o nome do arquivo para os idiomas nativos. Por exemplo:

Site em Inglês:

https://kinsta.com/wp-content/security.png

Site em Espanhol:

https://kinsta.com/es/wp-content/seguridad.png

SEO Meta

Não se esqueça de traduzir informações meta SEO, incluindo o título e as descrições meta. O plugin Yoast SEO é compatível com basicamente todas as instalações e plugins WordPress multilíngues no mercado.

Conteúdo

E, é claro, traduza o máximo de conteúdo que puder. Isso inclui os itens do seu menu, categorias, tags, widgets, conteúdo do rodapé, entre outros. Muitos plugins multilíngues possuem o que eles chamam de “strings de tradução”, que permitem que você atualize seus widgets e recursos.

Terceirização de Serviços de Tradução para WordPress

Agora que você entende um pouco mais sobre as tags que são necessárias para uma configuração multilíngue no WordPress, também é importante conhecer onde é possível conseguir traduções de alta qualidade para seu conteúdo. Se for capaz de fazer as traduções internamente, terá um pouco mais de controle sobre a qualidade delas.

No entanto, devido a questões de tempo ou falta de conhecimento do idioma, muitas empresas optam por terceirizar suas traduções. Existem dezenas de locais onde você pode traduzir seu conteúdo e aqui estão algumas para começar:

Fiverr

Você precisa ser muito cuidadoso ao usar os serviços do Fiverr, mas descobrimos que há bons tradutores por lá. As traduções podem variar entre US$5 e US$20, dependendo da extensão do seu conteúdo. Busque aqueles que possuem as melhores classificações e boas avaliações. Muitos tradutores no Fiverr também possuem certificações para os idiomas com os quais trabalham.

Se você estiver com restrições de orçamento, o Fiverr pode ser uma boa opção. É possível encontrar mais detalhes em nosso post dedicado ao assunto: Como Usar o Fiverr Para Reduzir a Carga de Trabalho nos Negócios.

 

Tradutores no Fiverr

Tradutores no Fiverr

Gengo

Gengo oferece traduções rápidas, acessíveis e de qualidade com uma comunidade de mais de 20 mil falantes nativos ao redor do mundo. Os valores começam a partir de U$0,05/palavra e 95% dos pedidos são finalizados em algumas horas.

Traduções no Gengo

Traduções no Gengo

One Hour Translation

One Hour Translation oferece serviços profissionais de tradução para 75 idiomas 24/7. Eles possuem uma rede de mais de 15 mil tradutores humanos certificados. Os valores gerais de tradução começam em US$0,079/palavra.

one hour translation

One Hour Translation

TextMaster

TextMaster oferece serviços de tradução e copywriting rápidos e acessíveis de tradutores nativos. O tempo médio de retorno é de 12 horas e os preços gerais de tradução começam em US$0,066/palavra.

Serviços de tradução TextMaster

Serviços de tradução TextMaster

Outras opções que vale a pena verificar incluem ICanLocalizecloudwordstranslations.come2fLingotek.

Opção 1 – WordPress Multilíngue Gratuito com Polylang

Se você estiver procurando uma forma simples e gratuita de configurar diversos idiomas em seu site WordPress, então o plugin Polylang funciona perfeitamente! Ele permite a criação de sites WordPress bilíngues ou multilíngues. Você escreve posts e páginas, cria categorias e tags normalmente e em seguida, define o idioma para cada uma delas. A tradução de um post, seja em um idioma padrão ou não, é opcional. Isso funciona bem para instalações individuais do WordPress quando você deseja manter a simplicidade.

Plugin Polylang para WordPress multilíngue

Plugin Polylang para WordPress multilíngue

O plugin apresenta mais de 400 mil instalações ativas com uma avaliação de 4,5 estrelas em 5 possíveis e é atualizado regularmente pelo desenvolvedor. Você pode fazer o download do Polylang no repositório do WordPress ou pesquisá-lo em seu painel WordPress, na opção “Adicionar novo” da aba Plugins. Aqui está uma lista do que o plugin é capaz de fazer:

  • Suporte para um número ilimitado de idiomas
  • É possível traduzir quase tudo, incluindo posts, páginas, categorias, menus, widgets, entre outros.
  • Suporte para tipos personalizados de posts e taxonomias 
  • O idioma pode ser definido por conteúdo, pelo código de idioma na URL ou é possível usar um subdomínio ou domínio diferente por idioma
  • Categorias, tags de posts e mais informações meta são copiadas automaticamente ao adicionar uma nova tradução de post ou página
  • Um botão personalizado para alterar o idioma é disponibilizado através de um widget ou menu de navegação
  • A interface de administração é multilíngue e cada usuário pode definir o idioma de administrador WordPress em seu perfil

Polylang segue as melhores práticas recomendadas pelo Google, usa tags hreflang e altera a tag <html> de atributo de idioma automaticamente para você. Há também uma versão premium do plugin Polylang, que permite que você:

  • Compartilhe a mesma URL slug para diferentes idiomas em posts e termos.
  • Traduza tipos de posts personalizados e taxonomias de slugs nas URLs.

Siga os passos abaixo sobre como configurar o plugin gratuito Polylang em seu site WordPress. Em nosso exemplo, configuramos um site com versões em Inglês e Espanhol.

Passo 1

Após instalar e ativar o plugin, você precisa adicionar os idiomas. Para isso, clique em “Idiomas”, na opção “Configurações” em seu painel WordPress e adicione English – en_US. Mantenha as definições padrão. Clique em “Adicionar novo idioma”.

Adicionando o idioma inglês

Adicionando o idioma Inglês

Passo 2

Você observará uma mensagem na parte superior dos seus posts, páginas e categorias que estiverem sem uma definição de idioma. Clique no link “Você pode definir todos eles para o idioma padrão” e ele fará a definição de tudo para Inglês, que é o idioma que você acabou de adicionar.

Definindo o idioma padrão

Definindo o idioma padrão

Passo 3

Em seguida, é necessário adicionar o outro idioma que deseja usar. Adicionamos o Espanhol, por isso selecionamos a opção Español – es_ES. Em seguida, você deve alterar a ordem para um número acima do anterior, que nesse caso é 1, já que o Inglês foi definido como 0. Clique em “Adicionar novo idioma”.

Adicionando o idioma espanhol

Adicionando o idioma Espanhol

Passo 4

Em seguida, clique na aba de “Configurações” do Polylang e na seção de modificações da URL, habilite a opção “Ocultar informações de idioma da URL para idioma padrão”. Isso retira /en/ de suas slugs em Inglês e você terá a seguinte configuração:

English Version: https://kinsta.com/about-us/
Spanish Version: https://kinsta.com/es/sobre-nosotros/
Ocultar informações de idioma da URL para idioma padrão

Ocultar informações de idioma da URL para idioma padrão

Passo 5

Na sequência, será hora de adicionar a tradução em Espanhol. Por padrão, cada idioma terá uma nova coluna (com uma bandeira) que aparece na seção “Todos os posts” em seu painel WordPress. Clique no símbolo + para adicionar a versão Espanhola. (Você também pode fazer isso dentro de cada post em si).

Adicionando tradução espanhola

Adicionando tradução Espanhola

Passo 6

Você pode criar seu post e traduzir a slug (URL) se desejar. Para propósitos de SEO, o melhor a ser feito é usar a slug no idioma nativo. E o plugin Yoast SEO é completamente compatível com Polylang, por isso certifique-se que sua tag de título e descrição meta também sejam traduzidas. Em seguida, clique em “Publicar”.

URL de post em espanhol

URL de post em Espanhol

E é isso! Agora você tem posts separados em seu painel WordPress, sendo que cada um é acessível em sua própria URL no idioma nativo. Polylang adiciona automaticamente as tags hreflang apropriadas para que você não tenha que se preocupar com nada disso.

Posts separados por idiomas

Posts separados por idiomas

Também será necessário navegar através de categorias e menus para criar versões em Espanhol. Na seção “Traduções de strings” você pode traduzir os itens adicionais.

Traduções de strings no Polylang

Traduções de strings no Polylang

Se desejar, você também pode usar o widget de mudança de idioma do Polylang.

Widget de idiomas do Polylang

Widget de idiomas do Polylang

Também é importante observar que, caso alguém acesse seu site a partir de um post indexado em Espanhol e chegue até dominio.com/es/*, na próxima vez que essa pessoa fizer outra visita, ela será automaticamente direcionada à versão em Espanhol do seu site. E vice-versa.

Opção 2 – Configuração de WordPress Multilíngue com Weglot

Se você estiver procurando uma forma rápida de traduzir seu site WordPress inteiro, vale a pena olhar o Weglot! Literalmente, tudo pode ficar pronto em cinco minutos. Esse é um novo plugin no mercado e funciona como um serviço de tradução, em que você paga uma taxa de assinatura mensal. Eles estão crescendo rapidamente e se tornaram muito populares, ultrapassando recentemente a receita mensal de US$10 mil.

Weglot traduz seu site de imediato. E embora isso possa soar de forma negativa inicialmente, ficamos impressionados com a qualidade das traduções oferecidas. Claro que não são perfeitas, mas eles oferecem a capacidade de fazer edições caso queira melhorá-las. Você não tem essa opção com qualquer alternativa de tradução do Google.

Plugin WordPress multilíngue Weglot

Plugin WordPress multilíngue Weglot

Atualmente, o plugin possui mais de 20 mil instalações ativas, uma incrível avaliação de 5 estrelas e é atualizado regularmente pelo desenvolvedor. Você pode fazer o download do Weglot no repositório do WordPress ou fazer pesquisar por ele em seu painel WordPress, na opção “Adicionar novo” na aba Plugins. Há um plano básico gratuito e as demais opções estão disponíveis a partir de US$10/mês. Aqui está uma lista do que o plugin oferece:

  • Tradução de cada string da página (widgets, itens do rodapé, itens do menu, você define e ele traduz).
  • Nenhuma codificação ou instalação complexa é necessária. Ele fica pronto e em funcionamento em questão de minutos.
  • O conteúdo é detectado e traduzido automaticamente.
  • Um painel para gerenciar todas as suas traduções, editar e melhorar todas as traduções feitas pela máquina.
  • Pronto para SEO e otimizado em novos idiomas: páginas traduzidas terão URLs dedicadas e seguirão as orientações de melhores práticas do Google para sites multilíngues (tags hreflang são criadas automaticamente).
  • Acesso a tradutores profissionais para adquirir traduções profissionais (em desenvolvimento).
  • Botão personalizado de alteração de idioma.
  • Opções para excluir com facilidade strings e páginas de serem traduzidas.
  • Mais de 60 idiomas de tradução disponíveis.

Weglot segue as melhores práticas recomendadas do Google e usa tags hreflang e altera a tag <html> de atributo de idioma automaticamente para você. Observação: A única desvantagem que encontramos nesse plugin é que ele não permite que você traduza suas URLs (slugs). No entanto, o ideal é levar em conta os prós e contras. Ter seu site inteiro traduzido e começar a ser indexado em apenas alguns dias pode ser muito mais benéfico.

Siga os passos abaixo sobre como configurar o plugin Weglot em seu site WordPress. Em nosso exemplo, estamos configurando um site para traduções em inglês e Espanhol.

Passo 1

Crie uma conta gratuita em weglot.com.

Passo 2

Após instalar e ativar o plugin, você precisa fazer a configuração principal em “Weglot” no seu painel WordPress. É possível encontrar sua chave API na página de sua conta Weglot. Neste exemplo, nosso site padrão está em inglês e desejamos ter uma tradução em Espanhol. Assim, inserimos “es” como um idioma de destino. Basta deixar todo o restante com as configurações padrão e clicar em “Salvar alterações”.

Configurações no Weglot

Configurações no Weglot

Acredite ou não: é só isso! Se você navegar até sua página inicial verá um botão para alterar o idioma no canto inferior direito.

Botão de alteração de idioma

Botão de alteração de idioma

E aqui está o visual após alterarmos para a versão Espanhola. Como você pode ver, ele traduziu o slogan do site, o conteúdo do post, o conteúdo do widget, a caixa de pesquisa, os títulos dos menus, etc. A tradução também é feita em todo seu SEO e informações meta.

Versão Espanhola no Weglot

Versão Espanhola no Weglot

Se você estiver insatisfeito com as strings traduzidas, é possível editá-las no painel Weglot. Isso inclui a capacidade de alterar os nomes de arquivos de URLs de imagem para espanhol.

Painel de tradução Weglot

Painel de tradução Weglot

E assim como o Polylang, ele acompanha um widget para alterar o idioma que pode ser utilizado.

Opção 3 – Instalação WordPress Multilíngue Personalizada

Outra opção, que é a que adotamos na Kinsta, é fazer por conta própria. 😄 Mas vale o aviso: Exige um pouco de desenvolvimento personalizado. Mas sempre é possível contratar um desenvolvedor WordPress para fazer isso por você. No longo prazo, uma instalação personalizada pode ter vantagens, pois é possível desenvolver um fluxo de trabalho que atenda exatamente suas necessidades.

Sabíamos que lançaríamos muitos idiomas, por isso para manter a administração e gerenciamento de forma mais fácil, adotamos uma abordagem multisite no WordPress. Se você já possui um site WordPress, o que era nosso caso, é possível convertê-lo para um multisite. Algumas vantagens de adotar um multisite para o propósito multilíngue incluem:

  • Não há necessidade de credenciais de login separadas. Os perfis de usuários em multisites são compartilhados por todos os subsites. Isso facilita o processo de trafegar entre os 12 idiomas diferentes.

    Múltiplos idiomas no WordPress

    Múltiplos idiomas no WordPress

  • Em termos gerais, configurações multisite são consideradas somente uma instalação. Por exemplo, você pode ter um multisite com 10 subsites e ele ainda será considerado uma só instalação, porque todos os subsites na rede compartilham a mesma instalação e banco de dados. Assim, tecnicamente são necessários menos recursos e há menos fatores a serem gerenciados.

Vinculação personalizada de traduções e tags hreflang

Se você estiver rodando uma solução personalizada, sua primeira necessidade é encontrar uma forma de vincular traduções no painel WordPress. Nosso desenvolvedor interno criou uma solução fácil, que permite que seja possível vincular traduções para posts e páginas existentes, assim como copiar o post inteiro para um novo subsite para que seja traduzido.

Vinculando traduções no WordPress

Vinculando traduções no WordPress

Quando o post é vinculado no back-end, as tags hreflang são geradas automaticamente para propósitos de SEO e para permitir que o Google saiba qual o idioma de cada versão.

Tags hreflang no multisite

Tags hreflang no multisite

Também há uma vinculação com a opção de alterar o idioma que desenvolvemos no rodapé de nosso website. Ela permite que os visitantes façam a mudança com facilidade para seu próprio idioma, se preferirem.

Opção para alterar idiomas

Opção para alterar idiomas

Tradução de Conteúdo

Em termos de tradução, tivemos facilidade quando se tratava da versão em espanhol em nosso website, pois nossa equipe interna espanhola traduziu todo o nosso conteúdo. Para os demais sites, trabalhamos individualmente com falantes nativos dos idiomas. Nunca fazemos nada abaixo da média e é por isso que investimos pesado em traduções de alta qualidade.

Algumas partes do nosso website Kinsta, como nossa página inicial, página “Sobre nós”, entre outras, têm sua base no WordPress, mas são compiladas completamente a partir de código personalizado. Usamos uma ferramenta chamada Crowdin para garantir que todas as atualizações e alterações de conteúdo sejam traduzidas.

No que se refere ao conteúdo no editor WordPress, como posts do nosso blog, nosso desenvolvedor criou uma incrível integração entre WordPress e Trello. Ela foi baseada do histórico de revisões do WordPress. Essencialmente, sempre que uma alteração é feita na versão em inglês do site, a enviamos para o respectivo idioma no mural do Trello e o tradutor pode verificar o histórico de revisões para conferir o que foi alterado.

Solução multilíngue de WordPress e Trello

Solução multilíngue de WordPress e Trello

Se sua empresa tem acesso a desenvolvedores WordPress e pessoas que falam um segundo idioma, provavelmente esse é o melhor caminho a seguir, pois você terá controle total sobre todos os aspectos de cada site. Com os plugins WordPress, sempre há limitações ou problemas que será preciso contornar. Para a maioria das empresas, no entanto, essa abordagem talvez não seja uma opção real, portanto a rota com os plugins se torna a melhor alternativa.

Pegue seu conteúdo em português e estenda seu alcance ao redor do mundo! 🌎 Click to Tweet

Plugins Alternativos Para WordPress Multilíngue

Não podemos cobrir cada um dos plugins neste guia, mas além do Polylang e do Weglot mencionados acima, existem outros plugins para WordPress multilíngue que merecem uma citação:

Como Testar Suas Tags hreflang

Após configurar seu site WordPress em múltiplos idiomas, é sempre recomendável testá-lo. Você pode fazer isso através da verificação de seu código-fonte. Mas também existem ferramentas ótimas capazes de ajudar. A primeira delas é flang, que é recomendada pela equipe Yoast. Basta inserir seu domínio e ela fará a validação de suas tags.

flang - Ferramenta de testes hreflang

flang – Ferramenta de testes hreflang

E se você deseja ir mais a fundo, a Ferramenta de Testes de Tags hreflang da TechnicalSEO.com também é muito útil.

Ferramenta de testes de tags hreflang

Ferramenta de testes de tags hreflang

O Google Search Console também relatará se houver qualquer erro com suas tags hreflang em “Tráfego de pesquisa→ Segmentação internacional”. Lembre-se, após adicionar idiomas, pode levar alguns dias e até mesmo um mês para que os dados sejam refletidos no Search Console. Seja paciente.

Segmentação internacional no Google Search Console

Segmentação internacional no Google Search Console

Google Analytics Com Múltiplos Idiomas

Agora que você possui um site WordPress multilíngue, é necessário descobrir como configurar o Google Analytics para que tudo não vire uma grande bagunça. Isso pode ser feito de muitas formas diferentes e algumas delas dependem das preferências do proprietário do website. Alguns até mesmo fazem a divisão em contas diferentes do Google Analytics. Mas aqui está uma opção que usa uma segunda visão para os novos idiomas e filtros para incluir e excluir tráfego.

Passo 1

Crie uma nova visão no Google Analytics em seu perfil principal. É possível nomeá-lo como “Tráfego Espanhol” ou qualquer outro idioma que você esteja incluindo.

Passo 2

De volta à visão geral, crie um filtro que exclua o tráfego de subdiretórios que contenham seu novo idioma, como por exemplo /es/.

Excluindo tráfego em Espanhol

Excluindo tráfego em Espanhol

Passo 3

Em sua nova visão, crie um filtro que inclua apenas o tráfego de subdiretórios que contenham seu novo idioma, como por exemplo /es/.

Incluir apenas tráfego em espanhol

Incluir apenas tráfego em espanhol

Em seguida, é possível criar metas e eventos diferentes para cada visão. Se você estiver usando subdomínios do WordPress ao invés de subdiretórios, basta aplicar “tráfego para nome de host” em seu filtro.

Resumo

Uma instalação WordPress multilíngue pode ser um pouco confusa quando você lida com ela pela primeira vez. Especialmente porque existem muitas direções diferentes que podem ser adotadas e não há uma escolha certa ou errada. Mas não se assuste, pois os prós são muito maiores que os contras. Enquanto seguir as recomendações do Google, como utilizar tags hreflang e melhores práticas de SEO, terá mais chances de conseguir um pico de tráfego multilíngue, ao invés de uma redução no número de visitantes.

Deixamos passar algum detalhe importante? Ou você tem uma experiência própria que gostaria de compartilhar sobre uma instalação multilíngue? Em caso positivo, adoraríamos saber o que você tem a dizer nos comentários abaixo.

22
Shares