Seu tema do WordPress é um dos aspectos mais importantes do seu site WordPress. Ele governa a aparência de suas páginas, como seu conteúdo é exibido e faz seu site parecer moderno, profissional e adequado para sua marca.

E é por isso que é tão importante manter seu tema atualizado e garantir que ele sempre funcionará como deve.

Mas, às vezes, esse não é um processo tão direto. Se você personalizou um tema, atualizá-lo significa arriscar perder seu trabalho. Se os plugins em seu site não são compatíveis com a nova versão de um tema, será necessário decidir qual código deverá ou não ser atualizado. E se estiver rodando uma loja WooCommerce com um tema que você personalizou, precisará se certificar de que ele funcionará após a atualização.

Neste post, conduzirei você ao longo do processo de como atualizar um tema do WordPress. Cobrirei os seguintes tópicos:

Está pronto? Vamos começar!

Por Que Você Deve Manter Seus Temas do WordPress Atualizados

Manter o código em seu site WordPress atualizado é muito importante. Novas versões de plugins, temas e do próprio WordPress são lançadas por uma boa razão. Não se beneficiar de uma atualização poderia colocar seu site em risco. Falaremos sobre três motivos pelos quais você sempre deve manter seu site atualizado: segurança, compatibilidade e recursos.

Quem já viu suas personalizações irem por água abaixo por causa de uma atualização errada? 🚽😭 Aprenda a realizá-la de forma segura com nosso guia! Click to Tweet

#1 Segurança

O motivo mais importante para assegurar que o código em seu site esteja sempre atualizado é a segurança.

Uma proporção significativa de atualizações de temas, plugins e do núcleo do WordPress são de patches de segurança: pequenos lançamentos projetados para reverter qualquer vulnerabilidade de segurança.

Pelo fato de o WordPress ser um sistema de código aberto com uma comunidade ativa que monitora o software para encontrar questões de segurança e outros problemas, quaisquer fraquezas são discutidas publicamente e uma correção é disponibilizada o mais rápido possível.

Esse é um dos benefícios do WordPress: a comunidade ativa assegura que as vulnerabilidades sejam identificadas e corrigidas muito rapidamente.

Mas há um ponto negativo: a natureza pública de tudo isso significa que alguém que queira atacar seu site ficará ciente do problema de determinada versão de um tema, por exemplo. E essa pessoa poderia visar sites que estejam usando essa versão específica do tema em questão.

Portanto, você precisa atualizar temas, plugins e o núcleo do WordPress assim que as atualizações são lançadas, para evitar se tornar um alvo.

Se você instalar um bom plugin de segurança, será alertado quando houver uma nova versão do tema disponível. Assim, não terá desculpa para não realizar sua atualização. Abaixo, você verá como fazer isso de forma segura, para que seu site continue rodando normalmente durante e após a realização da atualização.

Mas, por enquanto, você já deve estar convencido: manter seu site atualizado aumentará sua segurança.

#2 Compatibilidade

Temas também são atualizados para assegurar que sejam compatíveis com a última versão do WordPress. Isso ocorre assim que um novo lançamento do WordPress é disponibilizado ou um curto período de tempo após o lançamento. Um bom desenvolvedor de temas testará suas criações com novas versões do WordPress (e com a versão de desenvolvimento enquanto ela é criada) e fará quaisquer alterações necessárias para garantir sua compatibilidade.

Com o tempo, novas versões do WordPress serão lançadas e seu tema poderá apresentar problemas de compatibilidade. Em minhas experiências, é muito menos comum que temas se tornem incompatíveis quando comparados aos plugins, mas ainda assim é algo de que se deve estar ciente.

Ao atualizar seu tema, você sempre deve se assegurar de que esteja rodando a versão mais recente do WordPress.

#3 Recursos

O terceiro motivo para manter seu tema atualizado é ser capaz de aproveitar quaisquer novos recursos que o desenvolvedor possa adicionar a ele.

De tempos em tempos, os temas são atualizados com novos recursos, seja porque os usuários solicitaram ou porque o tema poderia apresentar vantagens com os novos aspectos do próprio WordPress (estou falando de você, Gutenberg). Assim, adicionar novos recursos fará com que eles sejam aproveitados.

Se seu tema tem novos recursos que poderiam aprimorar seu site, por que não se aproveitar deles?

Como Atualizar um Tema do WordPress com Segurança

Atualizar seu tema no WordPress é algo muito simples de ser feito. Apenas vá até Painel > Atualizações e selecione seu tema, depois clique no botão Atualizar temas.

Atualizando um tema

Atualizando um tema

Mas espere! Talvez você acredite que tudo o que precisa fazer é clicar no botão Atualizar e está tudo pronto, certo? Claro, isso fará com que seu tema seja atualizado. Mas não é a forma segura de fazê-lo.

Sempre que você atualiza qualquer elemento de um website WordPress (temas, plugins ou o núcleo do WordPress), deve fazer um backup do seu site e testar o software atualizado para verificar se tudo está funcionando. Para fazer isso sem encostar em seu site WordPress de produção, você deve realizar a atualização em uma versão de testes do seu site primeiro.

Vejamos como fazer isso em maiores detalhes.

Backup Antes de Tudo

Pare! Antes de realizar uma atualização em seu site, você sempre deve fazer um backup. Assim terá como restaurar seu site se a atualização acabar dando errado.

Se você seguir as orientações abaixo e sempre usar seu ambiente de testes primeiro, será muito improvável que enfrentará qualquer problema. Afinal, já terá testado tudo. É melhor prevenir do que remediar.

Backups diários automáticos da Kinsta

Backups diários automáticos da Kinsta

Com a hospedagem Kinsta, você tem acesso a backups diários automáticos de seu site. Mas também é possível fazer backups manuais imediatamente antes de iniciar uma atualização. Isso é algo que eu recomendo que faça, já que podem ter ocorrido alterações em seu site após a criação do último backup.

Para realizar um backup manual, vá até seu site no painel da Kinsta, selecione a opção Backups no menu e selecione a aba Manual. Nela, você poderá criar até cinco backups manuais, sendo que cada um deles será mantido por 14 dias.

Backups manuais na Kinsta

Backups manuais na Kinsta

Se algo der errado durante a atualização e você precisar restaurar seu site, poderá fazer isso em seus backups com apenas um clique.

Visite a tela de Backups em seu painel da Kinsta, selecione o backup que deseja e clique no botão Restaurar para (Restore to). Você tem a opção de restaurar seu backup para o site de testes ou de produção. Certifique-se de fazer isso rapidamente, para evitar perder qualquer alteração que seja feita em seu site após rodar o backup (como por exemplo, conteúdo adicionado por outro usuário).

Se você não estiver na Kinsta e seu provedor de hospedagem não oferece uma forma fácil de criar backups do seu site, será necessário usar um plugin. O plugin gratuito Updraft Plus permite que você faça backups automáticos e manuais e torna o processo de restauração relativamente simples. Mas se estiver hospedado com a Kinsta, não precisará de um plugin de backups, pois todos os nossos planos incluem backups automáticos.

Quando Fazer Atualizações

Primeiramente, é importante identificar o melhor momento para fazer uma atualização. Você deve minimizar qualquer tempo fora do ar ou disrupção para os visitantes do seu site, o que significa que faz sentido rodar atualizações em um determinado período do dia (ou em um determinado dia da semana) em que os números de visitantes são menores.

Não suponha que se trata de um período do dia em que você é menos propenso a usar seu site: se tiver uma quantidade significativa de visitantes internacionais, esses números podem ser maiores enquanto você está dormindo.

Use uma ferramenta como o Google Analytics para identificar quando seu site recebe menos visitas e agende suas atualizações de acordo.

Com essa informação em mente, você poderá agendar as atualizações do site para esse período do dia ou dia da semana. Não é necessário realizar testes desta vez: você pode fazer o que for mais conveniente. Mas a atualização para o site de produção causará algum tempo fora do ar, portanto faça o agendamento para um período que seja menos disruptivo.

A versão premium do plugin Easy Updates Manager permite que você automatize as atualizações ou as agende manualmente.

Plugin Easy Updates Manager

Plugin Easy Updates Manager

Usando um Site de Testes para Atualizações

Antes de fazer uma atualização em seu tema, você sempre deve testá-la para ver se funciona como deveria, não quebra nenhum outro código em seu site e se ele continua funcionando normalmente após a atualização.

Para fazer isso, você precisará de uma cópia do seu site que seja invisível ao público geral e que pode parar de funcionar em segurança sem causar nenhuma consequência indevida.

O melhor local para fazer isso é um site de testes. Isso ocorre porque um site de testes fica no mesmo servidor que seu site de produção e é uma cópia exata dele. O que significa que tudo o que funciona em seu site de testes também funcionará no site real.

Ambiente de testes da Kinsta

Ambiente de testes da Kinsta

A Kinsta oferece ambiente de testes a um clique para cada um dos seus sites. Antes de testar a atualização do seu tema, será necessário atualizar seu site de testes. É possível fazer isso ao excluir o que já existe e criar um novo. Outra alternativa é usar o backup que acabou de criar do seu site de produção e restaurá-lo em seu site de testes.

Site de testes criado no MyKinsta

Site de testes criado no MyKinsta

Once you have a copy of your live site in staging, you’ll need to use the url https://staging-sitename.kinsta.cloud, where sitename is the name of your site. This will take you to the staging site, which you can log into, update, and test.

Uma vez que tiver uma cópia do seu site de produção no ambiente de testes, será necessário usar a url https://staging-sitename.kinsta.cloud, em que sitename é o nome do seu site. Ela te levará para o site de testes, no qual poderá fazer login, atualizações e testes.

Após testar a atualização no site de testes (falaremos mais sobre isso em breve), você poderá retornar ao ambiente de testes em seu painel MyKinsta e clicar no botão Colocar Teste no Ar (Push Staging to Live). Isso fará com que todas as alterações que você fez sejam copiadas para seu site de produção. Não se esqueça de fazer verificações finais em seu site para ter 100% de certeza que tudo está funcionando.

Testando a Atualização

Então, você criou seu site de testes, está pronto para instalar a atualização do tema e deseja testá-la. O que vem depois?

Siga esses passos.

  1. Verifique se o tema é compatível com sua versão do WordPress. Se não for, você precisará atualizar o WordPress (o que sempre é uma prioridade). Dê prosseguimento a esse processo de teste para essa atualização, usando seu site de testes para experimentar a atualização e, então, colocando-a no ar.
  2. Atualize o tema na tela Temas no painel de administração do WordPress, clicando no link Atualizar abaixo do nome do tema ou carregando sua nova versão para a pasta de temas, se você o adquiriu junto a um provedor de terceiros.
  3. Veja se a versão de testes do site funciona. Teste diferentes tipos de conteúdo (página inicial, posts e páginas individuais, páginas de arquivos, tipos personalizados de posts ou taxonomias). Verifique se não há nenhum problema com widgets ou menus. Teste os processos, como envio de formulários ou confirmações de compras. O que exatamente deve ser testado depende do seu tipo de site, mas é importante ser detalhista. Se apenas observasse seu site rapidamente e não testasse todos os tipos de conteúdo e processos, poderia acabar descobrindo que os usuários encontraram problemas antes de você enquanto preenchiam um formulário ou realizavam uma compra.
  4. Se a atualização do tema quebrou o site, visite fóruns de suporte para verificar se é um erro conhecido. Você pode acessá-los ao abrir a tela de Temas em seu painel de administração e clicar sobre o tema em questão para visualizar informações sobre ele. Clique no link de detalhes da versão e, na barra lateral direita, você encontrará o botão Ver fórum de suporte. Acesse-o para ver se mais alguém já teve esse problema.
  5. Se você tem um problema e mais ninguém o relatou antes, reporte-o ao desenvolvedor do tema. Isso ajudará a corrigi-lo. Depois, você precisará repetir esse processo quando lançarem uma nova versão do tema, de preferência com a correção.
  6. Se tudo funcionar como esperado, você pode colocar o site de testes no ar com segurança, sabendo que o testou minuciosamente.

Como Atualizar um Tema Personalizado do WordPress

Mas e se você já editou o tema e deseja atualizá-lo sem perder suas alterações?

Isso é um pouco mais complicado de fazer, mas não é impossível, desde que você se lembre de quais mudanças foram feitas ou, mais especificamente, quais arquivos editou.

Use um Tema Filho para Evitar Problemas ao Atualizar seu Tema Personalizado do WordPress

A forma mais segura de atualizar um tema personalizado do WordPress é criar um tema filho e adicionar suas alterações nele.

Para fazer isso, você precisará criar um tema filho com os arquivos do tema que foram editados. Siga esses passos em seu site de testes (se não fizer tudo 100% corretamente, poderia acabar quebrando seu site de produção).

  1. Faça um backup do tema pai e o copie para sua máquina local. Isso significa que você tem uma cópia de segurança da sua versão alterada do tema, caso perca algo e tenha que refazer as edições após atualizar o tema.
  2. Crie um tema filho do seu tema existente. Adicione a folha de estilos com os detalhes do tema pai (veja acima) e um arquivo de funções que consulte o estilo do tema pai.
  3. Identifique quaisquer alterações que você fez no arquivo de funções do tema pai. Copie-as para o arquivo de funções do tema filho.
  4. Identifique quaisquer alterações que você fez na folha de estilos do tema pai. Copie este código para a folha de estilos do tema filho. Isso fará com que os estilos sobreponham os mesmos elementos, classes ou IDs do tema pai.
  5. Identifique quaisquer arquivos de template ou arquivos de inclusão que você editou. Copie-os para o tema filho, certificando-se de usar a mesma estrutura se estiverem em subdiretórios.
  6. Ative o tema filho ao invés do tema pai.
  7. Teste seu site. Veja as personalizações que você fez no tema e, em particular, verifique as páginas que são exibidas usando os arquivos de template que foram editados e copiados.
  8. Verifique novamente seus arquivos para ter certeza que não deixou passar nenhum arquivo que havia sido editado.
  9. Atualize o tema pai em seu site de testes, através da tela Temas ou carregando a pasta com seu conteúdo, caso não o tenha adquirido o no diretório de temas.
  10. 10.Teste o site novamente. Certifique-se de que qualquer arquivo de template que você editou esteja funcionando como deve. Se estiver faltando algo, revisite seu backup da versão editada do tema pai e copie o que for necessário para o tema filho.
  11. 11.Teste novamente. Quando estiver satisfeito com a forma como seu site de testes funciona, poderá colocar suas alterações no ar (certifique-se de fazer um backup do seu site de produção primeiro). Teste seu site no ar e pronto.

Ao fazer isso, você não precisará repetir todo o processo da próxima vez que atualizar o tema pai. Mas lembre-se: se for necessário fazer mais alterações no futuro, faça-as no tema filho, não no tema pai. Crie backups do seu tema filho antes de fazer qualquer alteração, teste tudo o que for preciso no ambiente de testes e, para ser completamente detalhista, use um sistema de controle de versão como o Github.

Website GitHub

Website GitHub

Atualizando um Tema Pai: Fazendo as Alterações no Tema Filho

Por vezes, você descobre que atualizar um tema pai pode quebrar seu site, por causa das alterações feitas no tema filho.

Talvez você tenha anexado uma função a um gancho no tema pai que foi alterado ou até mesmo removido. Ou talvez seu arquivo de template do tema filho não seja mais consistente com o arquivo de template do tema pai, o que significa que as páginas geradas pelo seu tema filho não são compatíveis com o resto do site.

Se isso acontecer, você precisará realizar uma das seguintes ações:

  • Pare de usar arquivos relevantes do tema filho, removendo-os. Às vezes, uma atualização no tema pai significará que ele funcionará da forma que você prefere ao invés do que foi feito no tema filho, portanto não precisa mais daquele arquivo. Após removê-lo do tema filho, o WordPress usará o correspondente do tema pai.
  • Edite os arquivos em seu tema filho para que sejam consistentes com o tema pai.

Se você seguir com a primeira opção, certifique-se de usar o ambiente de testes e manter um backup do tema filho antes de editá-lo. Novamente, usar o Github te ajudará a se manter a par das suas alterações.

Cansado de problemas WordPress e um host lento? Oferecemos suporte de classe mundial de especialistas do WordPress disponíveis 24 horas por dia, 7 dias por semana e servidores rápidos. Confira nossos planos

Se precisar usar o segundo método e editar os arquivos do tema filho, será necessário identificar exatamente quais alterações foram feitas, o que mudou no tema pai e como elas interagem entre si. Vale a pena comparar o código da versão anterior e da nova no tema pai, além de verificar também o tema filho. Dessa forma, você pode observar onde os problemas apareceram e como corrigi-los.

Leia a documentação para o lançamento do tema pai, como notas de lançamento no repositório de temas ou documentos mais detalhados no website do desenvolvedor. Isso ajudará você a identificar quaisquer mudanças no tema que impactam o seu tema filho.

E novamente, certifique-se de ter backups e realizar testes detalhados.

Como Personalizar um Tema do WordPress Para que Possa Atualizá-lo com Segurança no Futuro

Se ainda não personalizou um tema, mas planeja fazer isso, você pode facilitar as coisas para si mesmo, adicionando suas personalizações ao tema filho desde o começo.

Se editar diretamente um tema do diretório de temas ou de um provedor, quaisquer alterações feitas serão perdidas quando fizer sua atualização. Os novos arquivos do tema serão sobrepostos aos seus arquivos editados e todo o seu trabalho será desperdiçado.

É por isso que você nunca deve editar um tema de terceiros. A forma certa de fazer uma alteração é criar um tema filho do tema em questão e adicionar suas edições a ele.

Veremos mais detalhes sobre temas filhos: como eles funcionam e como você pode usá-los para atualizar (e editar) com segurança seu tema personalizado do WordPress.

Usando um Tema Filho para Evitar Problemas ao Atualizar seu Tema

Um tema filho é um tema que funciona em conjunto com o tema pai para rodar seu site. Ele adiciona recursos extras ao tema pai, como elementos de design e funcionalidade, sem alterar o mesmo. Ao invés disso, você cria arquivos específicos no tema filho que se sobrepõem aos arquivos com o mesmo nome no tema pai. Ele se adequa à hierarquia de template do WordPress para informar à plataforma qual arquivo de template do tema deve ser usado para exibir uma determinada página em seu site.

Se você não sabe nada sobre arquivos de template de temas e está confuso, deixe-me ilustrar a situação com um exemplo.

Seu tema existente tem três arquivos para exibir páginas de arquivos:

  • category.php, que exibirá páginas de arquivo de categorias.
  • archive.php, que exibirá todos os tipos de arquivos, a menos que um arquivo mais específico exista (como category.php). Isso significa que ele será usado por arquivos de tag (por exemplo), mas não por arquivos de categorias.
  • O arquivo index.php, que é um arquivo de apoio para tipos de conteúdo que não possuem um arquivo mais específico. Neste caso, por existir um arquivo archive.php, nenhuma página de arquivos usará o arquivo index.php.

Ao exibir um arquivo em seu site, o WordPress roda por essa hierarquia e seleciona o arquivo que aparece primeiro nela. No caso de arquivos de categorias, será o category.php. No caso de arquivos de tags, será o archive.php, porque o tema não possui um arquivo tag.php.

Mas se você cria um tema filho, o WordPress sempre escolherá o arquivo mais alto na hierarquia que está presente nele, ao invés de um que esteja no tema pai.

Isso significa que se você criou um tema filho com o arquivo archive.php, o seguinte aconteceria:

  • Para categorias, o WordPress usaria o category.php do tema pai, pois fica numa posição mais alta na hierarquia.
  • Para tags, usaria o archive.php do tema filho, porque o arquivo com o mesmo nome presente neste tema se sobrepõe ao arquivo correspondente do tema pai.

Isso significa que se você deseja editar um arquivo em seu tema, deve criar um tema filho, copiar o arquivo do tema pai para ele e editá-lo. Os arquivos originais do tema pai permanecem intocados. Assim, quando você o atualiza, não perde seu trabalho. E isso também significa que mesmo após uma atualização, o arquivo archive.php do seu tema filho será usado pelo WordPress, ao invés do arquivo archive.php atualizado do tema pai.

Isso tem duas implicações na atualização de temas:

  • Criar um tema filho significa que você pode atualizar seu tema pai sem perder suas edições.
  • Quando você atualiza o tema pai, precisa verificar se quaisquer alterações no código entrarão em conflito com seu tema filho.

Falaremos do segundo ponto em breve. Mas como você usa um tema filho para realizar quaisquer edições que deseje em seu tema? Vamos ver.

  1. Crie seu tema filho, que precisará conter uma folha de estilos e um arquivo de funções do qual serão feitas consultas a partir do tema pai.
  2. Identifique quais arquivos no tema pai você deseja editar.
  3. Se os arquivos que deseja editar são a folha de estilos ou o arquivo de funções, não os copie. Ao invés disso, adicione seu novo código à folha de estilos e ao arquivo de funções que já criou no tema filho.
  4. Se os temas que você deseja editar são arquivos de template ou arquivos de inclusão, duplique-os para o tema filho, copiando-os exatamente como são no tema pai. Copie-os usando a mesma estrutura dos arquivos, por exemplo, se o arquivo de loop está em pasta-do-tema-pai/includes/loop.php, copie-o para pasta-do-tema-filho/includes/loop.php.
  5. Edite os arquivos no tema filho.
  6. Ative o tema filho em suas telas de administração do WordPress, ao invés do tema pai.

E pronto! O único trabalho extra é criar um tema filho, o que é um processo rápido e fácil. Agora, sempre que precisar fazer alterações no tema, você simplesmente editará o tema filho. Dessa forma, ao atualizar o tema pai, não perderá seu trabalho.

Como Atualizar um Tema do WordPress em um Site WooCommerce

Se estiver usando WooCommerce, talvez tenha editado seu tema para torná-lo compatível com o plugin WooCommerce.

Isso só é necessário se estiver usando uma versão do WooCommerce anterior à 3.3. A orientação da equipe do WooCommerce é fazer o upgrade do plugin e, assim, você descobrirá que não precisa mais de nenhum código extra em seu tema para assegurar sua compatibilidade.

Mas se por alguma razão você for incapaz de atualizar a versão atual do WooCommerce (algo que não recomendo), precisará copiar as alterações feitas em seu tema para um tema filho antes de atualizá-lo.

Você precisará adotar uma das duas abordagens:

  • Se você adicionou a função woocommerce_content() ao arquivo woocommerce.php que criou em seu tema, apenas copie o arquivo para um tema filho, usando o tema atual como tema pai.
  • Se você usou ganchos do WooCommerce, copie o código do arquivo de funções do seu tema para o arquivo de funções do tema filho. Não copie o arquivo inteiro, apenas aquele código.

Um cenário mais comum ocorre se você adicionou arquivos de template extras ao seu tema para que se sobreponham aos arquivos de template do WooCommerce. Isso é algo relevante para qualquer versão do WooCommerce.

Se você fez isso, precisará criar um tema filho e, então, copiar os arquivos de template para ele. Certifique-se de usar a mesma estrutura do arquivo do tema original. Em seguida, ative o tema filho conforme as instruções acima, teste e atualize o tema pai.

Após fazer isso, você precisará se engajar em testes mais detalhados do que para um site sem loja. Além de testar seu site de forma mais geral (como fizemos acima), também deverá testar o funcionamento da sua loja. Verifique a página principal, as páginas de categorias de produtos, páginas individuais de produtos e o processo de checkout. Certifique-se de que tudo esteja funcionando como deveria antes de colocar suas alterações no site de produção.

Resumo

Agora você sabe por que é importante manter seu tema do WordPress atualizado e, ainda mais importante, como atualizá-lo com base em diferentes cenários. Um tema atualizado será mais seguro, compatível com o núcleo do WordPress e se beneficiará dos novos recursos.

Mas é importante fazer a atualização de forma adequada. Sempre faça um backup antes de realizar uma atualização (você não precisa se preocupar com isso se estiver hospedado na Kinsta), faça testes no ambiente de testes primeiro e só então coloque as alterações no ar.

Se você fez quaisquer alterações em seu tema anteriormente, terá trabalho extra. Crie um tema filho primeiro e adicione as alterações que fez ou que precisará fazer nele. Dessa forma, suas personalizações não serão perdidas quando atualizar o tema pai.


Se você gostou deste artigo, então você vai adorar a plataforma de hospedagem WordPress da Kinsta. Turbine seu site e obtenha suporte 24/7 de nossa experiente equipe de WordPress. Nossa infraestrutura baseada no Google Cloud se concentra em escalabilidade automática, desempenho e segurança. Deixe-nos mostrar-lhe a diferença Kinsta! Confira nossos planos