O Redis é um armazenamento de estrutura de dados em memória de perfil open-source. No contexto do WordPress, o Redis pode ser utilizado para armazenar os valores gerados pelo cache de objetos nativos do WordPress de forma persistente, para que os objetos armazenados em cache possam ser reutilizados entre carregamentos de páginas.

A utilização de um cache de objetos persistentes, como o Redis, permite a reutilização de objetos em cache em vez de exigir que a base de dados MySQL seja consultada uma segunda vez para o mesmo objeto. Isso permite ao Redis reduzir a carga colocada na base de dados MySQL de um site, diminuindo simultaneamente o tempo de resposta do site e aumentando a capacidade do site de dimensionar e gerenciar tráfego adicional.

Sites Que Beneficiarão Mais Com o Redis

Na Kinsta, o cache de páginas já vem incorporado para todos os sites na nossa plataforma. Contudo, existem alguns sites que não utilizam muito o cache de páginas: alguns sites de e-Commerce, sites de filiação, fóruns e sites de discussão, blogs com seções de comentários muitos ativas e outros tipos de sites altamente dinâmicos.

Os sites muito dinâmicos, que não conseguem fazer uma boa utilização do cache de páginas, são os potenciais candidatos para utilizarem o cache de objeto persistentes, como o Redis.

O Redis por norma não ajuda no tempo de carregamento de blogs estáticos, sites empresariais informativos e sites de notícias, a menos que os sites utilizem pessimamente o nosso cache de páginas.

Adicionando o Redis a um Site na Kinsta

Se quiser adicionar o Redis ao seu site hospedado na Kinsta, siga esses passos:

  1. Entre em contato com a equipe de suporte da Kinsta e peça que o Redis seja adicionado ao seu site.
  2. A equipe de suporte da Kinsta instalará o Redis no container do seu site e nossa equipe de faturamento irá adicionar a subscrição do add-on Redis à sua conta.
  3. Quando o Redis tiver sido instalado no container do site, você precisará instalar um plugin no seu site para integrar o Redis com o cache de objetos WordPress. Existem vários plugins que pode usar para essa finalidade. As duas opções mais populares entre os nossos usuários são o WP Redis e o Redis Object Cache.

Atenção se o seu site tiver um ambiente de TESTE e outro AO VIVO: Se o seu site de TESTE não for mais necessário, então delete-o. Ele pode ser recriado após a instalação do Redis no site AO VIVO. Se o seu site de TESTE não puder ser excluído, será necessário adicionar o Redis (e o plugin Redis) ao container do site de TESTE. Se isso não for feito, na próxima vez que o site de TESTE for colocado no modo AO VIVO, a instalação do Redis no ambiente de TESTE será ignorada e removida.

Se optar por interromper a utilização do Redis, saiba que poderá solicitar que o Redis seja removido do container do seu site e deverá solicitar o cancelamento da assinatura do add-on Redis. Irá receber um reembolso de quaisquer taxas adicionais não utilizadas da subscrição Redis emitidas de acordo com a nossa política de reembolso.

Usando o Redis Em um Site WordPress

Quando o Redis tiver sido instalado e integrado no seu site com um plugin, ele será executado silenciosamente em segundo plano.

Para limpar o cache do objeto Redis, pode usar a opção Limpar Cache que está na área de administrador do seu site no plugin Kinsta MU. Esse botão irá limpar o cache da nossa página e qualquer cache de objetos ativo no site.

Limpar cache na barra de ferramentas WordPress

Limpar cache na barra de ferramentas WordPress

É essencial que você teste seu site de forma integral após ativar o cache de objetos, revisando todos os processos críticos no seu site com vários perfis de usuário, para garantir que os objetos em cache não são reutilizados incorretamente.

Se achar que objetos em cache estão sendo usados ​​incorretamente, é possível excluir grupos específicos de objetos do cache de objetos com a função wp_cache_add_non_persistent_groups. O gerenciamento do desempenho do cache de objetos não faz parte do âmbito de suporte da Kinsta para o Redis e exigirá o envolvimento de um desenvolvedor qualificado em WordPress.

Limites do suporte da Kinsta para o Redis

O suporte da Kinsta para o Redis é limitado à instalação do Redis e de quaisquer dependências necessárias no container do site, garantindo de que o Redis está disponível para ser usado no WordPress. Integrar o Redis no seu site e excluir grupos específicos de objetos do cache é algo da responsabilidade de cada proprietário do site e, se você achar que necessita de ajuda para fazer uma integração adequada do Redis no seu site, terá de contratar os serviços de um desenvolvedor WordPress.

18
Shares