O desempenho de seus sites WordPress sempre foi uma das principais prioridades para nós. Por isso, fizemos uma parceria com a KeyCDN, uma rede de entrega de conteúdo HTTP/2 e habilitado para IPv6 com mais de 34 locais, para turbinar seus ativos e mídia em todo o mundo. Em nossas experiências, uma CDN normalmente pode ajudar a descarregar 70% das solicitações de largura de banda de seu host e, em alguns casos, reduzir os tempos de carregamento em até 50%!

Como Habilitar o CDN da Kinsta

Siga as etapas abaixo sobre como habilitar o CDN da Kinsta em seu site WordPress.

Importante: A integração do CDN está vinculada diretamente ao domínio de seu site. Por esse motivo, se você espera fazer alterações no domínio de seu site em breve, espere para habilitar o CDN depois de fazer essas alterações.

Após o CDN ser ativado, se você alterar o domínio do seu site de alguma forma, como mudar para um novo domínio ou migrar de HTTP para HTTPS, será necessário selecionar a opção para remover a integração do CDN. Depois que a integração do CDN tiver sido completamente removida, você poderá adicioná-la novamente.

Passo 1

Entre no seu painel MyKinsta e clique em “Sites”. Em seguida, clique em “Gerenciar” ao lado do site do WordPress no qual você deseja ativar o CDN da Kinsta.

Gerenciar site WordPress

Gerenciar site WordPress

Passo 2

Clique na aba “CDN” e depois em “Adicionar Zona”. Isso adicionará uma zona de cache CDN para seu site. O processo pode levar até 15 minutos. Um domínio CDN aleatório será atribuído ao seu site e será algo como: abcd1234.kinstacdn.com.

Adicionar zone CDN

Adicionar zone CDN

Observação: também estamos trabalhando para adicionar a capacidade de utilizar uma URL de CDN personalizada em seu site, como cdn.yourdomain.com.

Você verá uma tela de progresso da instalação, na qual acontece o seguinte:

  • Zona CDN da Kinsta é criada
  • Propagação do domínio CDN
  • Certificado SSL é emitido para o domínio CDN

Se por algum motivo este processo falhar, entre em contato com o suporte. Depois que a zona for criada, MyKinsta ativará automaticamente o CDN de seu site. Todo o conteúdo estático, como imagens, CSS e arquivos JavaScript, serão carregados a partir do cache no CDN da Kinsta.

Instalação CDN na Kinsta

Instalação CDN na Kinsta

Você pode “Atualizar” no canto superior direito se, por algum motivo, não encontrar informações atualizadas. Quando o CDN estiver habilitado, você terá as seguintes opções:

  • Desabilitar o CDN da Kinsta
  • Limpar Zona: Esse recurso limpará o cache de sua zona CDN.
  • Remover Integração CDN
Configurações CDN – limpar, desabilitar

Configurações CDN – limpar, desabilitar

Testando o CDN da Kinsta

Depois que o CDN for implantado, você poderá testá-lo com uma ferramenta de teste de velocidade do site. Você verá seus ativos e mídias carregando a partir de sua URL do CDN.

Solicitações HTTP de CDN da Kinsta

Solicitações HTTP de CDN da Kinsta

Certifique-se de que, quando estiver testando a velocidade do seu CDN, execute-o algumas vezes para que a mídia seja armazenada em cache. O cabeçalho HTTP do x-cachemostrará um “HIT” quando estiver em cache. Se não for armazenado em cache, ele mostrará um “MISS”. Se você não fizer isso corretamente, poderá parecer que o CDN não está ajudando a acelerar seu site, quando na verdade você simplesmente não criou o cache primeiro. Leia mais sobre como funciona uma CDN.

HIT no cache do CDN da Kinsta

HIT no cache do CDN da Kinsta

Cada ativo carregado do CDN também terá um x-edge-location Cabeçalho HTTP com sua abreviação de localização correspondente. Dessa forma, você pode determinar de qual POP e / ou local seu recurso está sendo carregado. Por exemplo, abaixo podemos ver que a localização éussf o que significa que o recurso está sendo carregado de São Francisco, EUA.

Cabeçalho HTTP da localização CDN

Cabeçalho HTTP da localização CDN

Abaixo está um gráfico completo de POPs e suas abreviações de localização para referência.

Localização POP
Atlanta, EUA (usat) Oslo, Noruega (noos)
Chicago, EUA (usch) Paris, França (frpa)
Dallas, EUA (usda) Estocolmo, Suécia (sest)
Miami, EUA (usmi) Viena, Áustria (atvi)
New York, EUA (usny) Varsóvia, Polónia (plwa)
Los Angeles, EUA (usla) Zurique, Suíça (chzh)
San Francisco, EUA (ussf) Bangalore, Índia (inba)
São Paulo, Brasil (brsp) Hong Kong, China (cnhk)
Seattle, EUA (usse) Istambul, Turquia (tris)
Frankfurt, Alemanha (defr) Moscou, Rússia (rumo)
London, Reino Unido (uklo) Cingapura (sgsg)
Madrid, Espanha (esma) Tóquio, Japão (jptk)
Milano, Itália (itmi) Joanesburgo, África do Sul (zajo)
Auckland, Nova Zelândia (nzau) Perth, Austrália (aupe)
Melbourne, Austrália (aume) Montreal, Canadá (camo)
Sydney, Austrália (ausy) Helsinki [fihe]
Amsterdão, Países Baixos (nlam) Bucharest (robu)

Observações Importantes

Aqui estão algumas observações importantes sobre a integração CDN da Kinsta.

  • Se você já utiliza o Cloudflare ou outra CDN de terceiros, não ative o CDN da Kinsta, pois isso pode prejudicar a aparência do seu site WordPress.
  • O plugin Kinsta MU deve ser instalado para que o CDN seja implementado corretamente. O plugin é instalado automaticamente em todos os sites instalados a partir do MyKinsta ou migrados por nossa equipe de suporte. Se você tiver migrado manualmente por um site, entre em contato com nossa equipe de suporte e eles instruirão você sobre como instalar o plugin Kinsta MU.
  • O CDN da Kinsta fica desativado em ambientes de testes e não pode ser habilitado.
  • Todo o conteúdo estático carregado pelo CDN será entregue por HTTPS.
  • O CDN da Kinsta só entregará conteúdo estático de suas pastas wp-content e wp-includes.
  • O CDN da Kinsta armazenará somente arquivos menores que 100 MB. Se o seu site entrega ativos maiores que 100 MB, recomendamos o uso de um serviço de streaming ou armazenamento adequado, como YouTube ou Vimeo para vídeos, Soundcloud para arquivos de áudio e AWS S3 ou Dropbox para grandes arquivos PDF disponibilizados para download.

Compatibilidade com Multisite

Os sites de subdiretórios e subdomínios funcionam com o CDN da Kinsta. Isso inclui o mapeamento de domínio, bem como o mapeamento de domínios para um subsite. Esse recurso foi testado com o plugin WordPress MU Domain Mapping e o plugin de mapeamento de domínio da WPMUDEV.

No entanto, há algumas informações importantes que você deve saber ao executar multisite:

  • A configuração atual só é capaz de lidar com uma zona CDN por instalação e quando o CDN é habilitado, ele é usado em cada subsite. Por isso, não é possível desativar o CDN em apenas um de seus subsites.
  • Algumas subpastas antigas de multisites armazenam os recursos do subsite em blogs.dir, portanto, podem não hospedar corretamente os uploads no CDN. Multisites criados com o WordPress 3.5 ou posterior apresenta os uploads de arquivos na pasta de uploads e são carregados a partir do CDN da Kinsta. Para multisites mais recentes, não deve haver nenhum problema com uploads ou conflitos entre dois subsites, pois as imagens, por exemplo, são mantidas em uploads/sites/site#/year/month/image.jpeg.

Lembre-se de que cada tema e plugin pode adicionar mais complexidade ao site ou fazer com que as coisas funcionem de uma maneira diferente, por isso pode ser que eles não funcionem com o CDN como esperado. Se você tiver alguma dúvida sobre isso, entre em contato com nossa equipe de suporte antes de habilitar o CDN da Kinsta.

Largura de Banda CDN

Cada um dos nossos planos de hospedagem vem com uma quantidade generosa de largura de banda CDN gratuita para clientes novos e antigos. Veja abaixo a largura de banda incluída em cada um deles:

Lutando com tempo de inatividade e problemas no WordPress? Kinsta é a solução de hospedagem projetada para economizar seu tempo! Confira nossos recursos
  • Plano Starter inclui 50GB
  • Plano Pro inclui 100 GB
  • Plano Business 1 inclui 200 GB
  • Plano Business 2 inclui 300 GB
  • Plano Business 3 inclui 500 GB
  • Plano Business 4 inclui 500 GB
  • Plano Enterprise 1 inclui 1 TB
  • Plano Enterprise 2 inclui 1 TB
  • Plano Enterprise 3 inclui 1 TB
  • Plano Enterprise 4 inclui 1 TB

Se você atingir seu limite de CDN, manteremos seu site em funcionamento e cobraremos US$0,10 por cada GB de largura de banda CDN adicional. Você pode visualizar seu uso de largura de banda em MyKinsta Analytics na aba CDN.

Uso de CDN em analítica

Uso de CDN em analítica

Você também pode monitorar os excedentes de CDN em “Uso de Recursos” na página principal do painel MyKinsta.

CDN excedente

CDN excedente

Resolução de Problemas CDN

Redirecionamos todo o tráfego para HTTPS por padrão, mas se você estiver executando o plugin Autoptimize WordPress, verifique se está utilizando HTTPS nas configurações da URL base do CDN. Se você digitar HTTP por engano, isso poderá resultar em avisos de conteúdo misto em seu site. URLs relativas a protocolos também devem funcionar corretamente. Certifique-se também de limpar o cache de do Autoptimize após salvar.

Configurações de CDN da Kinsta no Autoptimize

Configurações de CDN da Kinsta no Autoptimize

Verificar o CDN com o Google Search Console

Ao usar o CDN do Kinsta, suas imagens provavelmente serão rastreadas pelo Google diretamente do CDN. Portanto, se você quiser ver dados adicionais sobre suas imagens (como se eles estão indexados), talvez seja necessário verificar com o Google Search Console. Ou você pode adicionar uma função especial ao seu site WordPress, conforme descrito aqui, para manter os dados de imagem em seu domínio principal.

Siga os passos abaixo.

Passo 1

Vá para o Google Search Console e clique em “Adicionar uma propriedade”.

Adicione uma propriedade no Google Search Console

Adicione uma propriedade no Google Search Console

Passo 2

Entre com seu domínio completo do Kinsta CDN e clique em “Adicionar”.

Adicionar Kinsta CDN para o Google Search Console

Adicionar Kinsta CDN para o Google Search Console

Passo 3

Porque você não tem controle sobre o DNS para *.kinstacdn.com, você precisará escolher o método de verificação de upload de arquivo HTML.

Arquivo de verificação HTML

Arquivo de verificação HTML

Passo 4

Baixe o arquivo que eles fornecem e faça o upload para a raiz do seu site WordPress via SFTP.

Arquivo de verificação do GSC

Arquivo de verificação do GSC

Passo 5

Clique em “Verificar”. Você deve então ver uma confirmação confirmada com sucesso.

CDN confirmada com o Google Search Console

CDN confirmada com o Google Search Console

93
Shares