Sim, nós oferecemos acesso direto ao banco de dados bem como a capacidade de manipular bancos de dados com ferramentas como phpMyAdmin, HeidiSQL, Sequel Pro e MySQL Workbench. Suportamos tunelamento SSH seguro em bancos de dados armazenados em nossos servidores Google Cloud Platform. Veja abaixo as diferentes formas que você pode estabelecer uma conexão.

Conectar ao Banco de Dados

Algumas dessas opções exigem acesso SSH. A Kinsta inclui acesso SSH em todos os nossos planos de hospedagem. Alternativamente, você pode utilizar a opção do phpMyAdmin abaixo.

Conectar ao Banco de Dados com phpMyAdmin

Você pode se conectar ao seu banco de dados usando phpMyAdmin, que é acessível em seu painel MyKinsta.

Acesso ao phpMyAdmin para WordPress

Acesso ao phpMyAdmin para WordPresss

Conectar ao Banco de Dados com HeidiSQL

Abaixo está um exemplo de como se conectar diretamente ao seu banco de dados usando HeidiSQL.

Passo 1

Faça o download do HeidiSQL e o instale. Quando você abri-lo pela primeira vez, precisará criar um novo arquivo de sessão com as seguintes informações:

  • Tipo de Rede (Network Type):MySQL (SSH Tunnel)
  • Hostname/IP:localhost (ou 127.0.0.1)
  • Usuário (Username):Usuário do MySQL
  • Senha (Password):Senha do MySQL
  • Porta (Port):3306
  • Banco de Dados (Database):Nome do Banco de Dados
Novo arquivo de sessão no HeidiSQL

Novo arquivo de sessão no HeidiSQL

Você pode encontrar o usuário, a senha e p nome do banco de dados MySQL em seu painel MyKinsta, na aba de informações do site.

Acesso SSH ao banco de dados

Acesso SSH ao banco de dados

Passo 2

Em seguida, você precisará fazer download do Plink.exe e especificar o local na aba “Avançado” (“Advanced”). Use as seguintes informações:

  • SSH Host: Endereço IP do Website
  • Porta SSH (SSH Port):Porta SSH
  • Usuário (Username):Usuário SSH
  • Senha (Password):Senha SSH
  • Portal local (Local port):3306

heidisql plink

Novamente, todas as informações acima podem ser encontradas em seu painel MyKinsta, na aba de informações do site.

Passo 3

Clique em “Abrir” (“Open”) e o programa solicitará que você indique a opção de que confia no host e adicione a chave para seu registro.

Conectar ao Banco de Dados com Sequel Pro

Abaixo está um exemplo de como se conectar ao seu banco de dados usando o Sequel Pro.

Passo 1

Faça o download do Sequel Pro e o instale. Quando você abri-lo pela primeira vez, precisará criar uma nova conexão. Clique na aba “SSH”.

Sequel Pro

Sequel Pro

Passo 2

Você pode encontrar seu usuário, senha e nome de banco de dados MySQL no painel MyKinsta, nas informações do site. Preencha os seguintes parâmetros de conexão:

  • MySQL Host:0.0.1
  • Usuário (Username):Usuário do Banco de Dados
  • Senha (Password):Senha do Banco de Dados
  • Banco de Dados (Database)Nome do Banco de Dados
  • Porta (Port):3306
  • SSH Host: Endereço IPv4
  • Usuário SSH (SSH User):Usuário SFTP
  • Senha SSH (SSH Password):Senha SFTP
  • Porta SSH (SSH Port):Porta SFTP

Passo 3

Clique em “Conectar” (“Connect”).

Conectar ao Banco de Dados com MySQL Workbench

Passo 1

Faça o download do MySQL Workbench e o instale. Quando você abri-lo pela primeira vez, precisará criar um novo arquivo de sessão usando as informações que seguem.

Passo 2

Abra o Workbench e crie uma nova conexão. Para fazer isso, clique no menu Banco de Dados (Database) → Gerenciar Conexões (Manage Connections). Em seguida, clique no botão “Novo” (“New”) e atribua um nome à sua conexão.

Conexão no MySQL Workbench

Conexão no MySQL Workbench

Passo 3

Selecione a opção Standard TCP/IP over SSH no menu suspenso de métodos de conexão.

Passo 4

Você pode encontrar seu usuário, senha e nome de banco de dados no painel MyKinsta, nas informações do site. Preencha os seguintes parâmetros de conexão:

  • Nome de host SSH (SSH Hostname):Endereço IPv4:Porta SFTP
  • Usuário SSH (SSH Username):Usuário SFTP
  • Senha SSH (SSH Password):Senha SFTP
  • Nome de host MySQL (MySQL Hostname):localhost
  • Porta de Servidor MySQL (MySQL Server Port):3306
  • Usuário (Username):Usuário do banco de dados
  • Senha (Password):Senha do banco de dados

Em seguida, clique em “Fechar” (“Close”).

Passo 5 (Somente para Usuários do Windows)

Se você estiver usando o Windows, precisará atualizar o tipo de sistema na aba “Perfil do Sistema” (“System Profile”). Entretanto, por padrão, estas opções estão desabilitadas. Para habilitá-las, clique na aba “Gerenciamento Remoto” (“Remote Management”) e ative a opção “Gerenciamento Remoto Nativo do Windows” (“Native Windows Remote Management”) temporariamente.

Isso permitirá que você altere opções de configuração na aba “Perfil do Sistema” (“System Profile”). Atualize o seguinte:

  • Tipo de Sistema (System Type): Linux
  • Tipo de Instalação (Installation Type): Ubuntu Linux (MySQL Package)
Perfil do Sistema no MySQL Workbench

Perfil do Sistema no MySQL Workbench

Em seguida, na aba “Gerenciamento Remoto” (“Remote Management”), retorne para a opção “Não usar gerenciamento remoto” (“Do not use remote management”).

Passo 6

Abra a conexão na lista. Você provavelmente verá duas telas aparecerem: uma com o nome “SSH Server Fingerprint Missing” e outra chamada “Connection Warning”. Clique simplesmente em “Continuar” (“Continue”) nas duas janelas.

Mensagem de “SSH server fingerprint missing”

Mensagem de “SSH server fingerprint missing”

Mensagem do MySQL Workbench de “connection warning”

Mensagem do MySQL Workbench de “connection warning”

Em seguida, você deverá ser capaz de acessar e gerenciar o banco de dados.

Se você receber o erro “Incompatible SSH peer (no acceptable kex algorithm)”, significa que o software Workbench está desatualizado. Entretanto, recebemos relatos de clientes sobre um possível bug com a opção de “verificar atualizações”, que informava que eles já estavam usando a versão mais recente quando, na verdade, não estavam. A solução é ir diretamente até a página de download e obter a versão mais recente.

7
Shares