A grande jogada é simplesmente os compartilhamentos, social signals e mais tráfego certamente influenciam nas suas posições nos rankings, então nós recomendamos tirar vantagem das redes sociais o máximo que você puder. Aqui está um outro grande artigo sobre como social signals podem afetar o seu SEO.

Algumas pessoas podem fazer com que você acredite que o “SEO está morto”. Procure este termo no Google e você verá mais de 800.000 resultados na busca. Entretanto, apenas pelo fato do SEO ter se modificado muito durante a última década, não significa que está morto, apenas significa que mudou. Hoje em dia, os negócios devem adotar novas e inovadoras abordagens SEO para vencer o jogo inacabável nas SERPs. Várias empresas bootstrap e blogs constroem todo o seu negócio a partir do começo de uma busca orgânica. Enquanto isto pode gerar riscos, ainda é um sinal de que a busca orgânica está viva e muito bem. Nesta postagem detalhada, nós vamos mostrar para vocês as mais de 45 dicas SEO WordPress que usamos aqui na Kinsta. Isto irá lhe ajudar a aumentar muito o tráfego em seu site e o ajudará a dominar a competição.

Dicas SEO WordPress 2019 (Nossos Resultados)

70-80% de nossos usuários ignoram os anúncios pagos, focando apenas nos resultados orgânicos. – imFORZA

SEO ou otimização do mecanismo de busca, são os métodos ou estratégias usadas para classificar melhor um site e seu conteúdo nos mecanismos de busca como Google, Bing e Yahoo, resultando em um maior tráfego orgânico. Existem 2 lados do SEO, o primeiro é a parte técnica e a segunda, as vezes, pode ser como um jogo de branding natural entre os negócios online.

Chegar ao topo com SEO depende em oferecer uma experiência de alta qualidade no site e um ótimo conteúdo. Para os negócios, essa jogada vitoriosa conta com os seguintes ingredientes básicos de boa prática do SEO WordPress. O quão bem isso funciona? Bom, a prova está dentro do pudim, você só saberá se tentar! Aqui está uma captura de tela de nossa análise “orgânica” aqui na Kinsta. Por orgânico, nós apenas nos referimos ao tráfego de mecanismos de busca (isso exclui redes sociais, buscas pagas, etc). Como você pode ver nós aumentamos nosso tráfego em 571% em menos de 13 meses.

Crescimento no tráfego orgânico em 13 meses

Crescimento no tráfego orgânico em 13 meses

Também triplicamos o número de palavras-chave orgânicas nas classificações de nosso site por seguir os simples truques e estratégias que citaremos abaixo. Isso não necessita de um cientista de foguetes para ser entendido, apenas um pouco de trabalho árduo e consistência.

Palavras-chave orgânicas

Palavras-chave orgânicas

Confira essas mais de 45 dicas de SEO WordPress e as questões frequentemente perguntadas de 2018 para ajudá-lo a alcançar melhores resultados nas SERPs (página de resultados dos mecanismos de busca). Tenha certeza de salvar nos favoritos este post pois estaremos o atualizando constantemente com estratégias testadas e verdadeiras que funcionaram para nós.

Uma boa estratégia #SEO envolve compartilhar dicas realmente úteis! Assista seu impacto. Click to Tweet

1. Domínio www vs non-www

Se você está apenas lançando seu website, a primeira pergunta que deve vir a sua cabeça é se você deve ter um domínio com www ou não e isto pode afetar o seu SEO WordPress. É muito simples, não existe nenhum benefício SEO em ter www no seu domínio. Isso não vai afetar suas classificações de nenhuma maneira, mas isso não é dizer que você deve sempre escolher utilizar um domínio sem www. Então por que os sites ainda utilizam www? Existem algumas razões:

  • Usar www como uma parte do seu domínio era o padrão antigamente, mas isso não é mais, necessariamente, uma verdade. Até em Kinsta não utilizamos www. A razão pela qual você pode encontrar www sendo amplamente usado é simplesmente porque mudar isso depois de usá-lo por vários anos pode ser complexo e causar problemas. Então várias marcas mais antigas simplesmente continuam a utilizar o www.
  • Outra razão pela qual grandes empresas com bastante tráfego podem querer usar o www é por causa do DNS. Domínios nus (sem www) tecnicamente não podem ter um registro CNAME utilizado para redirecionar o tráfego para tolerância a falhas. Entretanto, existem algumas formas de contornar este problema.

Então quando fala sobre www x sem www é mais uma questão de preferência pessoal. Talvez você prefira URLs menores, neste caso você pode escolher um domínio sem www. Lembre-se, não importa qual versão você escolha, você pode configurar os redirecionamentos para que cada uma das opções seja acessível. Por exemplo, se você visitar o www.kinsta.com, ele simplesmente vai lhe redirecionar ao site kinsta.com.

No Google Search Console você pode configurar o seu domínio preferido para aparecer no Google como um domínio com www ou sem www. Recomendamos você configurar essa opção, no entanto, se você está rodando um plugin WordPress como o Yoast SEO (que nós vamos falar em detalhes abaixo) este não é requisitado como o plugin que automaticamente adiciona tags canônicas para fazer com que o Google saiba qual versão ele deve anexar ao índice.

Domínio preferido do Google Search Console

Domínio preferido do Google Search Console

2. Instalar um plugin SEO WordPress

WordPress fora da caixa é muito bom quando falamos sobre SEO. Entretanto, sempre recomendamos que as pessoas instalem um plugin SEO quando eles estão trabalhando em seu site WordPress. Isso possibilita que você tenha controle total sobre a otimização do que o Google vê sobre o seu site. Em termos de popularidade os plugins grátis Yoast SEO e All-In-One SEO Pack roubam a cena com a sua capacidade de otimização de ponta a ponta. Recomendamos muito o plugin Yoast SEO e de fato, em várias partes deste Guia SEO WordPress terão exemplos nos quais este plugin é utilizado.

Leitura recomendada: Melhores Plugins SEO para WordPress (e ferramentas SEO importantíssimas)

Plugin Yoast SEO do WordPress

Plugin Yoast SEO do WordPress

O plugin Yoast SEO permite que você escreva conteúdos melhores com análise de página e de palavras-chave, automaticamente gerando mapas de site XML, possibilite breadcrumbs, adicione social markup e schema markup, assim como uma grande gama de outras otimizações. No momento enquanto escrevo isso, ele tem mais de um milhão de instalações com uma classificação impressionante de 5 estrelas, sendo 5 o máximo. Você pode baixar o plugin grátis do WordPress direto do site da WordPress ou seguir estes passos abaixo para o instalar dentro do seu painel de controle do WordPress.

Passo 1

Na seção plugins do seu painel de controle do WordPress clique em: “Adicionar Novo.” Procure por yoast seo e clique em “Instalar Agora”.

Install SEO plugin in WordPress

Install SEO plugin in WordPress

Passo 2

Depois, clique em “Ativar”.

Ative o plugin Yoast SEO

Ative o plugin Yoast SEO

Passo 3

Você agora tem disponível um menu “SEO” no qual você pode acessar as configurações de seu plugin. Vamos nos aprofundar mais nas opções do plugin Yoast SEO logo abaixo.

Configurações do Yoast SEO

Configurações do Yoast SEO

E lembre-se, o plugin não faz o trabalho sozinho. Ele simplesmente lhe mostra recomendações para fazer melhorias movidas por dados.

3. Configure Seus Permalinks de Forma Simples

Pelo fato de ser uma configuração padrão, o WordPress cria permalinks (links permanentes) estranhos (feitos em estruturas URL) que não são muito claros. A estrutura padrão insere o dia e o nome dentro do URL, como é visto abaixo:

http://wp.dev/2016/11/03/hello-world/

O Google gosta de URLs que contenham seu título e/ou palavras-chave no post, mas URLs menores normalmente são melhores. Recomendamos usar a configuração “Post name” do permalink já que além de limpo, você ainda pode se beneficiar usando o seu título ou a sua palavra-chave na URL. O formato seria assim:

http://wp.dev/hello-world/

Você ainda pode mudar a estrutura permalink “Post name” clicando em “Permalinks” abaixo do menu de configurações no seu painel de controle do WordPress. Clique em “Post name” e clique em “Save Changes.”

Permalinks padrões do WordPress

Permalinks padrões do WordPress

É muito importante perceber que mudar a estrutura permalink depois de deixar o post público pode deixar todos os links anteriores imprestáveis e as pessoas que compartilharem esses links em redes sociais não conseguirão direcionar o tráfego para o seu site. Se você está mudando sua estrutura permalink em um site antigo, lembre-se de redirecionar URLs antigos para o novo permalink por editar o arquivo .htaccess ou utilizando um plugin de terceiros como o Change Permalink Helper. Lembre-se também de conferir o nosso post em detalhes sobre os permalinks do WordPress.

4. Sempre Utilize uma Focus Keyword

Quando se fala do SEO WordPress, é importante lembrar que o Google é ainda um algoritmo de computador e é por isso que palavras-chave ainda importam em 2017 e 2018. Você deve definitivamente escrever para os seus visitantes e clientes da mesma forma que o Google recomenda, mas escreva com inteligência. Você pode facilmente escrever para a sua audiência enquanto mantém em mente as melhores otimizações SEO. E lembre-se, outros mecanismos de busca como o Bing e o Yahoo confiam, as vezes, ainda mais em algo que alguns chamam de práticas SEO ultrapassadas.

Sempre que você escreve uma publicação no blog ou publica a página no seu site WordPress, você sempre deve ter uma focus keyword (palavra-chave de foco) em mente. Não publique apenas pela questão de publicar mais conteúdo. Vamos entrar em detalhes sobre a busca de palavras-chave a seguir. Usando o plugin Yoast SEO você pode facilmente configurar a palavra-chave de foco “WordPress SEO”. Você pode ver que o Yoast SEO de fato analisa a densidade de palavras-chave e está relatando que é um pouco pequena para este post. Geralmente, um 0,5% ou mais é um bom valor para se almejar. Então devemos descobrir uma maneira para incluir nossa palavra-chave mais algumas vezes, é claro, respeitando o sentido do nosso conteúdo.

Palavra-chave de foco WordPress SEO

Palavra-chave de foco WordPress SEO

5. A Importância das Title Tags

É importante que você tenha em suas postagens no blog ou title tag da página a principal “focus keyword” que você deseja classificar. Brian Dean, um especialista em SEO recomenda colocar a sua palavra-chave no começo do texto se possível, pois isso terá muito mais importância para os mecanismos de busca. Por exemplo, o título desta postagem é “Guia WordPress SEO – 50 Dicas para 2018.” Nós estamos inserindo nossa palavra-chave, “WordPress SEO” logo no início. Isso nem sempre pode ser possível, mas pode lhe ajudar a dar uma pequena alavancada.

Você pode configurar manualmente a sua title tag no plugin Yoast SEO, como será visto abaixo. Lembre-se que o Google tem um limite de visão de até 65 caracteres então, se você passar deste limite, ele pode não aparecer. Eles são limitados por pixels atualmente, mas o Yoast SEO faz uso de caracteres que servem como uma boa aproximação. E lembre-se que as title tags não só afetam o SEO mas também o seu clickthrough rate (CTR – taxa de cliques). Algumas pessoas contam ter visto 20% de crescimento em seu CTR apenas por fazer pequenas mudanças em seus títulos.

Tag de título do WordPress SEO

Tag de título do WordPress SEO

Fazendo Split-testing e A/B testing nos seus títulos pode ser uma forma efetiva de aumentar o CTR e de uma certa forma, ajuda o Google a ver o seu conteúdo como mais relevancia. Existem ainda plugins do WordPress como o Title Experiments e o Nelio AB Testing que podem lhe ajudar a fazer seus próprios testes.

Me parece que o Google ainda deixa para nós a tarefa de configurarmos title tags e header tags otimizadas corretamente e até aquelas pequenas mudanças baseadas em pesquisas fundamentadas e com bastante quantidade de dados, para que esses quesitos possam fazer a diferença na performance da sua busca orgânica – Distilled

Que tal usar o nome da sua empresa no final da tag de título? Isso não vai te machucar, mas você deve se perguntar se isso está aproveitando ao máximo o espaço. Ter o nome da sua empresa nem sempre é a melhor decisão em termos de aumentar a CTR ou a relevância para o conteúdo.

6. Aumente Seu CTR com Meta Descrições

Meta descrições não afetam o seu SEO WordPress quando o assunto é sobre classificações. Entretanto, meta descrições afetam o seu CTR. Uma meta descrição bem escrita pode deixar o usuário tentado a clicar na sua postagem ao invés de escolher o site abaixo ou acima dele nas SERPs. E isso foi dito, quanto maior o seu CTR, maior relevância o Google dará aos seus dados e irá classifica-lo melhor. De uma certa forma, meta descrições podem afetar seus rankings. Mas não de uma forma tradicional. Você pode configurar sua meta descrição manualmente no plugin Yoast SEO.

Antigamente existia um limite de 156 caracteres. Contudo, o Google atualizou em Dezembro de 2017 este limite para 320 caracteres depois modificaram otra vez, agora é de 150 e 170 caracteres. Qualquer coisa além disso pode não ser visto nas SERPs. Eles estão limitados por pixels agora, mas o Yoast SEO utiliza caracteres que servem como uma boa aproximação.

Meta descrições

Meta descrições

Além disso, também é bom incluir uma focus keyword na sua meta descrição pois o Google vai destacar em negrito o termo procurado. Por exemplo, digamos que fizemos uma busca por “coolest car” no Google. A KBB tem um post com “coolest car” na meta descrição e então o Google deixa esta palavra em negrito, por ser relevante ao seu termo de pesquisa. Então, por incluir uma focus keyword na sua meta descrição, você se sobressai um pouco mais.

Meta descrição em negrito

Meta descrição em negrito

Lembre-se que o Google reescreve algumas meta descrições automaticamente.  Então, nem sempre o que você digita é o que será mostrado nas SERPs.

Confira este ótimo vídeo do Brian Dean falando sobre como aumentar o CTR nas suas meta descrições por utilizar palavras que aparecem em um competitivo texto AdWords e falando sobre usar o que ele chama de “power words”.

7. Você Deve Utilizar Meta Keywords?

Meta keywords (meta palavras-chave) são realmente uma coisa do passado. Nós apenas estamos colocando isso na lista para aqueles que podem estar pensando em usar meta keywords ou não. A resposta simples é não. O Google e o Bing costumavam confiar no uso de meta keywords em seus algoritmos de classificação, mas atualmente não é mais utilizado. Parece que O Yahoo ainda faz uso de meta keywords de alguma forma, mas não recomendamos utilizá-las apenas por esta razão. Contudo, dependendo de onde o seu site está localizado, é importante saber que o mecanismo de busca russo Yandex e o chinês Baidu ainda utilizam meta keywords.

De acordo com o Yandex, <meta name=”Keywords” content=”…”/> — Pode ser usado quando está sendo determinado a relevância da página nas buscas. Se você deseja adicionar meta keywords nas postagens do seu site e páginas WordPress, você pode habilitar a opção no plugin Yoast SEO por seguir os passos abaixo.

Passo 1

Clique na seção “Title & Metas” do seu plugin Yoast SEO e clique na aba “Other”. Você pode habilitar a opção “Use meta keywords tag”

Habilite as meta keywords no Yoast SEO

Habilite as meta keywords no Yoast SEO

Passo 2

A seguir, na parte de post e páginas do seu plugin Yoast SEO tem uma seção para inserir suas meta keywords como é visto no exemplo abaixo:

meta keywords yoast seo

Meta keywords – Yoast SEO

Novamente, não recomendamos gastar tempo em meta keywords a não ser que você utilize um mecanismo de busca que ainda faça uso delas. As Meta keywords ficaram obsoletas durante um longo período no Google e no Bing no que diz respeito ao SEO.

8. Header Tags – H1, H2, H3

O bot do Google checa as header tags (tags de cabeçalho) de HTML como H1, H2, H3, etc. para determinar a relevância do conteúdo do seu site. Geralmente, a melhor prática é ter uma única tag H1 por postagem ou página e múltiplos H2s e H3s em baixo dela. Pense que existe uma hierarquia de importância. A tag H1 é uma das suas headers mais importantes e deve conter a sua focus keyword. Headers adicionais podem também incluir a sua palavra-chave ou variações mais longas da sua palavra-chave. Contudo, não abuse dos cabeçalhos. Eles são usados para dividir o seu conteúdo e deixar a leitura mais fácil para o seu visitante.

A maioria dos temas do WordPress, se programados corretamente, vão automaticamente associar o título da sua página como o cabeçalho H1. Você pode então definir os cabeçalhos H2, H3, H4, etc. dentro dá sua página ou postagem. Você pode criar um cabeçalho utilizando o dropdown no editor visual do WordPress. Isso vai associar automaticamente o bloco de texto das tags HTML <h2> ou <h3> que o Google vai ler.

wordpress seo checklist header tags

Header tags

Você também pode usar teclas de atalho no editor visual para adicionar cabeçalhos mais rapidamente:

ALT + SHIFT + 2 (H2 header)
ALT + SHIFT + 3 (H3 header)

9. ALT Text das Imagens

ALT text se refere ao atributo ALT ou texto alternativo que é aplicado em imagens no seu site WordPress. ALT tags são usadas pelo Google para ver quão relevante é a sua imagem ao conteúdo em torno dela. Eles também são usados por leitores de tela para pessoas com dificuldades de visão. Por exemplo, se alguém está usando o software Dragon NaturallySpeaking, o ALT text pode o ajudar a navegar melhor na página. Você sempre deve adicionar ALT text nas suas imagens. E se você ainda não fez, volte e faça isso agora.

<img src="image.jpg" alt="image description" title="image title"/>

Felizmente, com o WordPress você não precisa saber nenhuma linguagem de programação para adicionar o ALT text, você pode simplesmente adicionar enquanto faz upload das imagens para a biblioteca de mídia ou por clicar em uma imagem dentro do visual editor. Siga os passos abaixo para adicionar rapidamente um ALT text em uma imagem já existente.

Passo 1

No visual editor, passe o mouse por cima da sua imagem e clique na opção “Edit”.

Editar a imagem no WordPress

Editar a imagem no WordPress

Passo 2

Você pode então entrar na descrição do seu ALT Text no campo “Alternative Text”. Normalmente, é bom adicionar a sua focus keyword se ela condizer com a imagem. Contudo, não apenas adicione a sua focus keyword como um ALT text em todas as suas imagens. Como todas as coisas envolvendo SEO, faça as coisas com moderação. O Google não gosta de spam.

Title tag da imagem

Title tag da imagem

10. Texto da Imagem do Título

Image title text não é usado por motivos de SEO WordPress e não é visto pelo bot do Google ou Bing. Além disso, você não é obrigado a utilizá-lo. Veja um exemplo de como se parece um image title text ou o atributo do título de uma imagem, logo abaixo:

<img src="image.jpg" alt="image description" title="image title"/>

Entretanto, o image title text permite que você adicione tooltips (lista de opções que aparecem quando você passa o mouse sobre algo) às imagens. Isso pode ser uma ótima forma de adicionar um CTA (call-to-action ou um apelo a fazer uma ação) quando alguém passa por cima dela. Então, enquanto eles ainda não vão tecnicamente lhe ajudar a ter classificações melhores, eles pode lhe ajudar a adicionar à experiência de usuário. Assim como o ALT text, você não precisa saber programar para adicionar o título do texto, você pode somente adicioná-los ao fazer upload de imagens na sua biblioteca de mídia ou por clicar em uma imagem dentro do visual editor. Siga os passos abaixo para rapidamente adicionar texto em uma imagem já existente.

Passo 1

No visual editor, passe o mouse por cima da imagem e clique na opção “Edit”.

Editar a imagem no WordPress

Editar a imagem no WordPress

Passo 2

Você pode então digitar a descrição do título do seu texto no campo “Image Title Attribute” dentro das configurações avançadas.

Title tag da imagem

Title tag da imagem

Você pode então ver o título do texto em cena como uma tooltip se você passar o mouse por cima da sua imagem.

Tooltip da title tag de imagem

Tooltip da title tag de imagem

11. Focus Keyword no Primeiro Parágrafo

O primeiro parágrafo do conteúdo de seus posts e das suas páginas no WordPress é muito importante! Sempre é recomendado que você adicione sua focus keyword no primeiro parágrafo, se possível. A razão é que o Google faz a varredura do conteúdo de cima para baixo e se ele acha a sua palavra-chave lá, isso pode ajudá-lo a deixar o seu artigo mais relevante ao tópico. O plugin Yoast SEO até tem um lembrete para você ter certeza que você está acompanhando da melhor forma possível.

Focus keyword no primeiro parágrafo

Focus keyword no primeiro parágrafo

12. Conteúdo É Tudo (Contagem de Palavras)

O velho ditado “O conteúdo é tudo” ainda faz bastante sentido. O Google e os visitantes adoram conteúdo de alta qualidade. Em geral, é muito melhor publicar conteúdo de alta qualidade e de formato mais longo do que publicar conteúdo mais curto com mais frequência. Isso pode variar, claro. Se o seu site é de notícias, isso pode ser o oposto. Mas conteúdo mais longo já vem várias e várias vezes obtendo vitórias nos SERPs. A Capsicum Mediaworks publicou algumas estatísticas sobre a importância do tamanho do conteúdo..

Comprimento do conteúdo SEO

Comprimento do conteúdo SEO

Como você pode ver na imagem acima, sites que ocupam as primeiras posições têm muito mais conteúdo. Na verdade, 2.000 palavras ou mais devem ser realmente o seu novo mínimo nos dias de hoje.

Neil Patel, um comerciante de internet popular, tem um ótimo post de 2016 sobre como o conteúdo de formato longo pode ajudar a impulsionar seus rankings. E você provavelmente pode dizer que vimos os mesmos resultados aqui na Kinsta, caso contrário, não gastaríamos tanto tempo publicando conteúdo por tanto tempo!

CanIRank publicou suas descobertas em um estudo no início de 2017 sobre a eficácia do comprimento do conteúdo. Eles analisaram tudo, como ver se o conteúdo mais longo gera mais backlinks e o que acontece com os rankings para aqueles na terceira e quarta páginas. Em suma, eles descobriram que a duração do conteúdo, mesmo com outros possíveis fatores em jogo, ainda tem melhor classificação.

Tamanho do conteúdo

Tamanho do conteúdo

Outra vantagem de escrever conteúdo longo é que ao longo do tempo você vai começar a aparecer nos rankings não só com a sua focus keyword mas com muitas variações de long-tail keywords de até centenas de palavras. E as vezes o tráfego de todas as variações de long-tail keywords serão maiores que a sua focus keyword. Então é realmente uma vitória garantida escrever conteúdo longo!

13. Utilize URLs Curtos

Google gosta de sites WordPress que sejam limpos, organizados, estruturados e com URLs curtos. Eles podem lhe ajudar a aumentar o CTR. O MarketingSherpa dirigiu um estudo e eles descobriram que os executivos têm uma chance de 250% de serem mais suscetíveis a clicar em uma lista orgânica se ela

  • Tiver um menor URL
  • Aparecer na listagem logo abaixo de um site com URL longo.

Então, manter seus URLs do menor tamanho possível pode ser uma vantagem competitiva enorme. Algo pra manter em mente é que o WordPress automaticamente cria um URL tomando por base o seu título. Para esse post nós nos encontramos com o seguinte:

https://kinsta.com/blog/wordpress-seo-checklist-50-tips-2018/

Podemos limpar um pouco e usar apenas a nossa focus keyword. Siga os passos abaixo para saber como encurtar a URL de uma página ou post do WordPress.

Passo 1

Próximo ao seu URL (também conhecido como slug), clique em “Edit”.

Edite a URL no WordPress

Edite a URL no WordPress

Passo 2

Você pode então digitar no URL o que você quer usar. Tenha certeza que você separou sua palavra-chave com hífens. Então clique em “OK”.

URL curto do WordPress

URL curto do WordPress

E o resultado é a seguinte URL, que é muito mais legal.

https://kinsta.com/blog/wordpress-seo-checklist/

Também é importante lembrar que cada URL ou slug no WordPress deve ser única. Então você não pode ter dois posts ou páginas que ambos usem exatamente o mesmo URL. Então tenha isso em mente enquanto estiver escrevendo.

14. Utilize Nomes de Arquivos de Imagem Inteligentes

Existe uma coisa que a maioria dos donos de sites WordPress não fazem direito e isso é nomear suas imagens corretamente! Com algumas das melhores práticas SEO do WordPress você pode ver um aumento nos SERPs e Google Image Search.

  • Sempre nomeie os arquivos de imagens com palavras relacionadas ao seu conteúdo antes de fazer upload delas. Por exemplo, ao invés de DC0000.JPG, nomeie ela desta forma: wordpress-seo.JPG.
  • Sempre inclua hífen entre as palavras no nome do arquivo de imagem. Por exemplo, se você vai nomeá-lo wordpress_seo.JPG ou wordpressseo.JPG o Google não vai conseguir reconhecer isso. O Google lê os arquivos com hífen como palavras individuais, então você deveria renomear para wordpress-security.JPG.
  • Inclua sua focus keyword se for possível, pelo menos na imagem relacionada do post. Sempre nomeamos a nossa imagem relacionada de nossos posts no blog usando nossas focus keywords.

15. A Importância dos Links Dofollow vs Links Nofollow

Existem dois tipos básicos de links na internet quando falamos sobre SEO WordPress, os links dofollow e os links nofollow. Aqui estão as diferenças básicas entre os dois:

Dofollow Links

Por definição, cada link que você cria em um site WordPress é dofollow. O Google faz a varredura do site e quando encontra links dofollow ele passa link juice entre ele e o site que você está conectado. Isso ajuda a aumentar a sua autoridade e afeta seu ranking no Google. Você provavelmente já escutou as pessoas falarem que você precisa de mais backlinks, bom, eles se referem aos links dofollow de outros sites com maior autoridade. Em geral, quanto mais links dofollow você tiver, melhor!

Nofollow Links

Links nofollow são links que contém nofollow associado no atributo rel, como é visto abaixo:

rel="nofollow">my link

Links Nofollow ajudam o Google a não passar nenhum link juice e eles simplesmente serão ignorados. No entanto, isso não é dizer que links nofollow não são importantes. Lembre-se que links nofollow ainda podem gerar tráfego, mesmo se eles não passarem link juice. Por exemplo, o link do seu profile no Twitter é nofollow, como você verá abaixo. No entanto, este link ainda pode gerar bastante tráfego, portanto ainda é importante. Leia o nosso tutorial sobre diferentes maneiras de adicionar links nofollow no WordPress.

nofollow link twitter

Nofollow link

Construir um perfil de backlink com uma boa taxa de links dofollow e nofollow é o melhor e mais seguro método. Leia este post sobre outras maneiras fáceis de descobrir se um link é dofollow ou nofollow.

16. Adicione Interlinks

Interlinks são links que apontam de uma página ou post em seu site WordPress para outra página ou post no mesmo site. Normalmente, isso ocorre quando você está referindo à outro conteúdo que escreveu ou possivelmente você está conectando a sua própria landing page. Moz tem um ótimo artigo falando porque links externos são importantes.

  • Eles ajudam as pessoas a navegar dentro do seu site e aumentar o tempo dentro do seu site.
  • Eles ajudam a estabelecer a hierarquia da sua estrutura e informação.
  • Eles ajudam a espalhar link juice sobre o seu próprio site pelo fato de serem links dofollow.

Sempre recomendamos adicionar pelo menos de 3 a 5 interlinks em cada post ou página que você escrever. Dependendo do tamanho do seu conteúdo, possivelmente ainda mais. Siga os passos abaixo para adicionar facilmente um interlink.

Passo 1

Para criar um hyperlink, clique no botão link no topo do visual editor ou selecione a palavra e pressione CTRL + K. Depois clique em “Link options”.

Link no WordPress

Link no WordPress

Passo 2

Então selecione o artigo que deseja conectar. Você também pode utilizar a busca para achar a página ou post interno.

Link interno

Link interno

17. Adicione Links Externos de Alta Autoridade de Domínio

Assim como adicionar interlinks acima, você também deve adicionar alguns links externos para sites com alta autoridade de domínio. Isso ajuda o seu SEO WordPress por deixar o Google saber que você está conectando conteúdo de alta qualidade que é relevante ao seu e melhor a experiência do usuário por fornecer informações adicionais.

Também pode ser uma ótima maneira de iniciar conversas com outra marca. Se você conecta outra empresa em seu post, mande um pequeno e-mail ou tweet logo após você publicar e peça para compartilhar. Se eles compartilharem através de suas redes sociais isso pode ser um tráfego instantâneo grátis para você! Usamos este método várias vezes e ele funciona muito bem.

Recomendamos adicionar pelo menos 2 links externos de alta autoridade de domínio em seu conteúdo. Lembre-se, quando for adicionar links externos, um bom truque para deixar as pessoas no seu site é fazer o link abrir em outra aba ou janela. Algumas pessoas podem argumentar dizendo que não gostam disso, mas isso pode ajudar as pessoas a voltar e olhar o seu site em outro momento, pois eles já poderiam ter te esquecido. Siga os rápidos passos abaixo para fazer um link abrir em uma nova aba ou janela.

Passo 1

Para criar um hyperlink, clique no botão link no topo do visual editor ou selecione a palavra e aperte CTRL + K. Digite a URL externa e clique em “Link options”.

Link opções

Link opções

Passo 2

Então selecione o “Abrir link em uma nova aba”. Isso adiciona o HTML equivalente a target=”_blank” nos seus posts, como é visto abaixo:

<a href="https://kinsta.com" target="_blank">Kinsta</a>
Abrir link em uma nova aba

Abrir link em uma nova aba

Outro método popular que muitos bloggers usam é configurar os links externos para abrir em novas abas e links internos para ir diretamente.

18. Affiliate Links

Vários dos bloggers que utilizam o WordPress e até alguns negócios usam affiliate links nos seus sites. Affiliate links são geralmente usados quando você quer monitorar a comissão ou a referência de um produto ou cadastro entre sites. A má notícia é que o Google controla a quantidade de affiliate links. Alguns sites foram até penalizados por ter vários affiliate links. Para usar os affiliate links de uma forma segura, eles devem sempre ser nofollow. Uma ótima forma de monitorar seus affiliate links e sempre ter certeza de que eles são nofollow é usando um plugin affiliate como o Pretty Links ou ThirstyAffiliates.

Pretty Links tem a possibilidade de você criar affiliate links curtos e fáceis que são sempre nofollow e também redirecionam para o erro 301. Por exemplo, o link pode ser https://domain.com/go/kinsta. Eles se redirecionam internamente para que você tenha acesso a dados de quantos cliques foram dados em cada link.

Affiliate links do Pretty Links

Affiliate links do Pretty Links

19. Sitemaps

Sitemaps são usados por mecanismos de busca como o Google, Bing e Yandex para pegar a hierarquia e estrutura de seu site WordPress assim como assegurar uma melhor varredura. Sitemaps são necessários? Não, os mecanismos de busca vão fazer a varredura no seu site sem isto, mas criando esse arquivo você tem a possibilidade de recolher mais dados sobre o seu site. Sempre recomendamos usar um arquivo sitemap. O plugin Yoast SEO tem a habilidade de gerar automaticamente seu o sitemap para você. Siga os passos abaixo para habilitar ou verificar esse recurso.

Passo 1

Clique em “XML Sitemaps” abaixo das opções do Yoast SEO e habilite a funcionalidade XML sitemap.

Arquivo XML sitemap do WordPress

Arquivo XML sitemap do WordPress

Passo 2

Sempre é bom lembrar que o seu arquivo XML sitemap está sendo criado. Você pode clicar no botão XML Sitemap e ele vai iniciar o arquivo em si, normalmente ele está localizado na raiz do seu domínio:

https://domain.com/sitemap_index.xml

Ele deve se parecer como isso aqui em baixo. Vamos entrar em maiores detalhes na sequência sobre como enviar este arquivo para o Google e o Bing fazer a varredura e o indexing mais rapidamente.

Arquivo XML sitemap

Arquivo XML sitemap

Confira nosso mergulho em águas profundas utilizando um sitemap WordPress.

20. Envie Seu Sitemap para o Google Search Console (GSC)

Agora que você tem um arquivo XML sitemap é recomendável você enviá-lo para o GSC, para que você possa acessar dados adicionais sobre o status do seu site WordPress. Vamos partir do princípio que você já tem uma conta no GSC, se você ainda não tem, confira este post mais aprofundado sobre como enviar o seu site para o Google.

No Google Search Console clique em “Sitemaps” logo abaixo da seção Crawl e clique em “Add/Test Sitemap”. Digite a localização do arquivo sitemap que você configurou no passo anterior e clique em “Enviar”. Ele vai lhe mostrar quantas páginas/posts foram enviados e quantos ainda estão indexados. O Google vai agora varrer automaticamente o seu arquivo sitemap.

Enviando o arquivo sitemap para o Google

Enviando o arquivo sitemap para o Google

21. Envie o Seu Sitemap para o Bing Webmaster Tools

Assim como o GSC, também é recomendado que você envie o seu site WordPress para o Bing Webmaster Tools. Confira este tutorial detalhado no link enviando o seu site para o Bing.

22. Envie o Seu Sitemap para o Yandex Webmaster Tools

Assim como o GSC e o Bing Webmaster Tools, também é recomendado que você envie o seu site WordPress para o Yandex. Esse é um mecanismo de busca russo, mas se você tem tráfego global, isso pode lhe ajudar! Confira este tutorial detalhado no link enviando o seu site para o Yandex.

23. Varredura Forçada para Indexing Mais Rápido

Normalmente quando você publica conteúdo em o seu site WordPress, o Google vai determinar a taxa de varredura na qual ele vai indexar seu conteúdo. Isso pode demorar desde alguns minutos até horas ou dias. Entretanto, você sabia que existe um jeito para indexar conteúdo instantaneamente no Google e no Bing? Isso é só um pequeno e útil truque que você pode usar para ver rapidamente onde você se coloca na competição nos SERPs.

Varredura Forçada no Google Search Console

Para fazer uma varredura forçada em um post ou página WordPress, apenas clique na opção “Fetch as Google” abaixo de Crawl no GSC e digite o URL. Clique em “Fetch”.

Varredura forçada no Google Search Console

Varredura forçada no Google Search Console

Então clique em “Request Indexing” e o seu URL será instantaneamente indexado nos SERPs. Note que o Google não garante que o URL será indexado no ato. Entretanto, em nossos testes isso sempre funciona. Algumas recomendações para indexar mais rapidamente incluem garantir que o seu site WordPress carregue rapidamente e nada esteja atrapalhando o Google na hora de varrê-lo.

Solicitar indexação

Solicitar indexação

Varredura Forçada no Bing Webmaster Tools

Você também pode fazer a mesma coisa no Bing Webmaster Tools. Apenas clique em “Submit URLs” abaixo de Configure My Site, adicione o URL e clique em “Submit”.

Varredura Forçada no Bing Webmaster Tools

Varredura Forçada no Bing Webmaster Tools

24. Faça Uso de Social Signals

O social signals ajudam o seu SEO WordPress? Como tweets, compartilhamentos, sites de upvote, etc. A resposta, infelizmente, não simples. Entretanto, vimos em primeira mão que eles podem afetar a sua posição nos rankings das SERPs. Notamos isso através do Reddit e do Y Combinator. No passado, víamos posts que foram ficando populares nestes sites e eles imediatamente começavam a aparecer na primeira página do Google. Depois da popularidade cair os rankings tendem a flutuar e o post se adapta no lugar do ranking onde passará a maioria do tempo. Então o que faz isso acontecer? Nossa teoria é de que por causa do valor exorbitante de tráfego e social signals combinados o Google considera esta página como muito relevante e isso faz subir nas SERPs

Parte inferior do formulário

Vários SEOs vão debater sobre isso, mas nós já vimos em primeira mão algumas vezes. Você chega na página inicial ou Reddit e imediatamente você está classificando a primeira página como um termo muito competitivo. Na próxima semana, o post se adapta e você está no meio da segunda página nas SERPs. Isso requer que você volte e otimize seu post para fazer com que você suba novamente nas SERPs, criando backlinks para ele e etc.

Abaixo está um exemplo de algo que escrevemos com um bom volume de palavras-chave que disparou nas SERPs no próximo dia, porque enviamos muito tráfego social.

Tráfego do Social signals

Tráfego do Social signals

A grande jogada é simplesmente os compartilhamentos, social signals e mais tráfego certamente influenciam nas suas posições nos rankings, então nós recomendamos tirar vantagem das redes sociais o máximo que você puder. Aqui está um outro grande artigo sobre como social signals podem afetar o seu SEO.

25. Faça Pesquisa de Palavras-Chave

91.5% das pessoas nunca navegam além da primeira página dos resultados de pesquisa. – Search Engine Watch

Palavras-Chave ainda são muito importantes em 2018. É por isso que os rankings importam. Como mencionamos anteriormente, o Google ainda é um algoritmo de computador. Ele ainda tem que olhar para algo para calcular os rankings e as palavras-chave ainda tem um importante papel nisso. Esse é um exemplo do site de um cliente que começou em Outubro de 2015. Em menos de um ano, ele se transformou em uma propriedade que recebe mais de 120.000 visitantes por mês e 95% do tráfego é orgânico. E a parte mais legal disso é que eles gastaram apenas 2-3 horas por semana nisso. Como eles fizeram isso? Eles encontraram um bom nicho e fizeram uma busca estratégica de palavras-chave.

Volume de Palavras-chave

Volume de Palavras-chave

Existem muitas ferramentas excelentes para ajudá-lo a pesquisar palavras-chave. Alguns de nossos favoritos são KWFinder, SEMrush, e Ahrefs. O truque é encontrar uma boa palavra-chave com o volume de pesquisa e, ao mesmo tempo, não escolher algo que seja muito competitivo.

Nunca assuma que as pessoas estão pesquisando. Escreva natural, mas escreva de forma inteligente. Click to Tweet

E não se esqueça do SEO em várias línguas! Palavras-chave em outras línguas são muito menos competitivas. O mercado Inglês é está muito cheio no que diz respeito ao marketing de conteúdo e SERPs. Por exemplo, em inglês, observamos o termo “marketing strategies”. Podemos ver que isso tem um volume de aproximadamente 40.000 buscas por mês e será bem difícil de tentar se candidatar ao ranking. Se você observa as SERPs, você está instantaneamente indo contra grandes domínios com grandes autoridades de domínio. Se você é inteligente, você provavelmente não vai tentar investir nessa palavra-chave.

Volume de palavras-chave em inglês

Volume de palavras-chave em inglês

Agora, se você pega o mesmo termo em Espanhol, “estratégias de marketing”, nós podemos ver que não tem o mesmo volume de buscas, mas ainda tem um valor alto que gira em torno de 15.000 por mês. E adivinhe? Não é tão difícil tentar se ranquear. Os domínios que você está competindo contra tem um valor baixo de autoridade de domínio, menos de 40. Isso é algo que você pode investir. Quando se fala em outras línguas, você vai encontrar vários termos de busca que são muito mais fáceis para tentar se ranquear.

Volume de Palavras-chave em Espanhol

Volume de Palavras-chave em Espanhol

Não esqueça de conferir o nosso Guia Multilíngue WordPress para começar a dominar as SERPs em outras línguas.

26. Criando Backlinks

Backlinks ainda são muito importantes quando se fala sobre SEO WordPress.

Os backlinks são usados pelo Google para passar link juice, como discutimos anteriormente e serve para mostrar que existem outros sites relevantes ou importantes que têm informações similares. Quando um site com domínio de autoridade alta se conecta ao seu, isso faz muito mais do que as pessoas pensam. O Brian Dean na Backlinko analisou mais de um milhão de resultados e a conclusão foi de que os backlinks ainda são um importante fator para os rankings.

Um bom sinal seria ver que o número de referring domains (domínios que fazem referência ao seu site) fazendo links com o seu site está em uma tendência ascendente. Isso significa que ao longo do tempo você vai ter mais e mais sites se conectando ao seu. E de fato, no estudo que o Brian fez, o número de referring domains únicos teve a maior concordância de todo o estudo. Os sites que tiveram mais reffering domains foram os que se ranquearam melhor.

Domínios de referência

Domínios de referência

Matthew Barby também fez uma análise de um milhão de URLs e descobriu que sim, os backlinks importam. Na média, os 2 melhores resultados na primeira página do Google equivaleram em ter 38% de todos os backlinks das páginas mostradas na primeira página.

Uma boa ferramenta para ter uma visão geral do seu perfil backlink é a Ahrefs. Você pode ver o número total de backlinks do seu site, o número total de reffering domains, palavras-chave orgânicas, etc. Outro recurso importante é a notificação de backlinks. Testamos algumas ferramentas backlink e o Ahrefs certamente ganha a disputa pela sua precisão. O recurso “new backlinks” deixa você ver quando novos sites ao redor da internet fizeram um link com o seu site WordPress. Abaixo está um exemplo de alguém que conectou ao nosso artigo sobre o Google Amp dentro dos últimos dias.

Novos backlinks

Novos backlinks

Uma pequena dica: Ajude a compartilhar o conteúdo quando uma pessoa se conecta à você. Isso ajuda a criar social signals para eles na página o que pode ajudá-lo a aumentar a autoridade da página. E você definitivamente quer páginas com um grau de autoridade maior. Então, uma maneira de se ajudar é compartilhando conteúdo de terceiros que separaram um tempo para se conectar à você.

27. Vantagens de Usar HTTPS no SEO WordPress

O Google disse oficialmente que o HTTPS é um fator para o ranking. Enquanto ele pode ser um pequeno fator de ranking, você não tiraria qualquer tipo de vantagem que conseguisse para ganhar de seus competidores nas SERPs? E por causa do empurrão do Google para todos migrarem para HTTPS, você pode apostar que o peso desse fator de ranking vai provavelmente crescer no futuro. Aqui está um ótimo artigo sobre o impacto de TLS/SSL nos rankings.

E apenas dê uma olhada em alguns outros dados sobre SEO e HTTPS! Matthew Barby fez uma análise de um milhão de URLs e descobriu que mais de 33% de todas as páginas nas posições 1, 2 e 3 do ranking do Google usam HTTPS.

Uso do HTTPS vs Google ranking

Uso do HTTPS vs Google ranking

Então o que você está esperando? Confira o nosso detalhado Guia de migração de HTTP para HTTPS para o WordPress.

28. Schema Markup

Você provavelmente já ouviu o termo “schema markup” ou “structured markup” em algum lugar da web. O Schema markup é basicamente uma programação adicional que que ajuda os mecanismos de busca como o Google a entregar dados melhores e em maior quantidade. Você viu alguma vez aquelas estrelas ao lado de um review nas SERPs? Então, estas estrelas são o resultado de um schema markup. Schema markup significa que você pode atingir lugares especiais nas SERPs assim como aumentar drasticamente o seu CTR.

Quanto essas estrelas realmente ajudam nas SERPs? O CXL Institute fez uma pesquisa e viu que as empresas que utilizaram as estrelas para os reviews tiveram um maior CTR, cerca de 35%, para SERP’s orgânicas. Sua conclusão foi de que essa estratégia gera bons resultados.

Vários temas do WordPress tem um schema markup programado neles, mas existem outros que não utilizam esse recurso. Você pode testar o seu site e o post no blog usando o Google Structured Data Testing tool. Normalmente, você não quer cometer erros e ter algo em retorno. Se está completamente em branco no lado direito significa que o seu site WordPress não tem nenhum schema markup adicionado à ele.

Dados estruturados do Google schema

Dados estruturados do Google schema

Para adicionar um schema markup no seu site WordPress, recomendamos você utilizar o plugin Schema gratuito. Isso vai adicionar automaticamente o markup necessário. Você pode então rodar outro teste no Google Structured Data Testing Tool.

29. Social Markup

Parecido com o schema markup, existe ainda o social markup. Você sabe aqueles thumbnails que aparecem no Facebook e no Twitter quando você compartilha um post de blog direto do seu site WordPress? Então, estes são gerados utilizando social markup. Felizmente, novamente o plugin Yoast SEO chega para o resgate. Este plugin adiciona a social markup que você precisa. Enquanto é desconhecido para nós o quanto isso afeta o SEO WordPress, nunca é demais deixar o Google saber quais são os perfis de mídias sociais conectados à sua marca.
Recomendamos você ir nas opções “Social” no Yoast SEO e preencha tudo o que tiver para preencher. Você pode modificar coisas como o thumbnail padrão que aparece quando o seu site é compartilhado e o tipo de thumbnail que o Twitter usa.

yoast social markup

Yoast social markup

Este é um exemplo do código que é automaticamente adicionado por você pelo plugin Yoast SEO. O Facebook e o Google usam o que eles chamam de OG tags para recolher informações e o Twitter usa sua própria meta informação.

<meta property="og:locale" content="en_US" />
<meta property="og:type" content="article" />
<meta property="og:title" content="How to Install WordPress Locally the Easy Way" />
<meta property="og:description" content="Sometimes it can be more convenient to work with WordPress on your own machine. Check out how to install WordPress locally the easy way with DesktopServer." />
<meta property="og:url" content="https://kinsta.com/blog/install-wordpress-locally/" />
<meta property="og:site_name" content="Kinsta Managed WordPress Hosting" />
<meta property="article:publisher" content="https://www.facebook.com/kinstahosting" />
<meta property="article:section" content="Development" />
<meta property="article:published_time" content="2016-11-03T03:15:35-08:00" />
<meta property="article:modified_time" content="2016-11-06T18:55:53-08:00" />
<meta property="og:updated_time" content="2016-11-06T18:55:53-08:00" />
<meta property="fb:admins" content="1407415661" />
<meta property="og:image" content="https://kinsta.com/wp-content/uploads/2016/11/install-wordpress-locally.jpg" />
<meta name="twitter:card" content="summary_large_image" />
<meta name="twitter:description" content="Sometimes it can be more convenient to work with WordPress on your own machine. Check out how to install WordPress locally the easy way with DesktopServer." />
<meta name="twitter:title" content="How to Install WordPress Locally the Easy Way" />
<meta name="twitter:site" content="@kinsta" />
<meta name="twitter:image" content="https://kinsta.com/wp-content/uploads/2016/11/install-wordpress-locally.jpg" />
<meta name="twitter:creator" content="@brianleejackson" />

30. Data da Última Atualização nas SERPs

Este é um tópico controverso para alguns, você deve remover as datas dos seus posts WordPress ou trocá-los por “atualizado recentemente”? Normalmente isso depende do site que você quer administrar. Se você tem uma grande quantidade de conteúdo evergreen então sim é aconselhável mudar as datas para “atualizado recentemente”. Usamos “atualizado recentemente” em nossos blogs aqui no Kinsta porque gastamos muitas horas atualizando conteúdo antigo. Siga os passos abaixo para aplicar isso em seu site WordPress.

Passo 1

Nota: Isso pode variar segundo o seu tema do WordPress. Primeiramente você deverá editar o seu arquivo single.php e achar o seguinte código:

<?php the_time('F j Y'); ?>

Step 2

Troque o código acima por este código:

Last updated on <time datetime="<?php the_modified_time('Y-m-d'); ?>"><?php the_modified_time('F jS, Y'); ?></time>
Data da última atualização

Data da última atualização

Seus posts do blog agora vão mostrar a data da última atualização. O código acima não valida no Google Structured Data Testing Tool e a data atualizada vai aparecer nas SERPs. Como você pode ver neste exemplo abaixo, publicamos este artigo cinco dias atrás. Contudo, adicionamos uma atualização nele dois dias atrás. O Google fez outra varredura após a atualização e mostra o link como novo nas SERPs. Isso pode fazer seu CTR crescer.

Lembre-se de atualizar o seu conteúdo. Você pode perder a habilidade de mostrar essas bylines de datas se você tentar enganar o Google falsificando a data para fazer com que pareça mais recente que a data/horário verdadeiro na qual foi publicado.

31. Conteúdo Evergreen

Conteúdo Evergreen pode ser muito importante no que diz respeito ao SEO WordPress e tráfego orgânico à longo prazo. Evergreen significa que é um conteúdo que é sempre relevante, não importa o momento no qual você o leia. Normalmente, quando se fala em publicar conteúdo evergreen é um requisito que o escritor o atualize, periodicamente, pois a maioria das indústrias mudam um pouco com o passar do tempo. Veja algumas provas sobre o poder do conteúdo evergreen.

Outra vantagem do conteúdo evergreen é que você pode compartilhar ele mais e mais vezes e continuar construindo backlinks e social signals ao redor dele. Se você tem a opção de publicar conteúdo evergreen ou notícias, você definitivamente deve ir para o jogo melhor à longo prazo!

32. Google Knowledge Graph

Você já viu aquela caixa que aparece no topo do Google? Ela é chamada de Google Knowledge Graph (gráfico de conhecimento do Google) ou snippets em destaque. Se você entende isso, essencialmente significa que você pode se ranquear duas vezes para a mesma palavra-chave e post nas SERPs. Como você conseguiu isso? Infelizmente, não existe uma receita mágica para acertar 100% das vezes, mas de nossa experiência pessoal, por adicionar schema markup e também por utilizar headers e bullet lists da forma que deveriam ser usadas, isso pode lhe ajudar a atingir o cobiçado snippets em destaque. Estruture os seus posts de uma forma organizada com mark-ups e você deverá estar no caminho certo.

google knowledge graph

Google knowledge graph

33. SEO Negativo

SEO Negativo é um tópico muito importante que a maioria das pessoas não sabem como lidar. Normalmente com o SEO você quer conseguir backlinks de outras pessoas pois ajuda a construir o seu domínio e autoridade de página por passar link juice. Contudo, pode ser feito engenharia reversa nessa estratégia para prejudicar o seu site. Confira este artigo por Ryan Sullivan, SEO Negativo: Destruindo negócios, um backlink spammer por vez.

Isso é porque você deve estar monitorando o seu perfil backlink. Essa é a única maneira de saber que nenhum SEO negativo está acontecendo em seus negócios. Confira esta instância onde um negócio foi atacado e na manhã seguinte acordou com 200.000 backlinks ruins contra eles, todos com termos de viagra e farmácia. E adivinhe só? Levou 2 anos para limpar a bagunça. Isso é um exemplo do quão ruim um SEO negativo pode ser.

Backlinks ruins – SEO Negativo

Backlinks ruins – SEO Negativo

A princípio, não parece ser justo que você não possa impedir alguém de mandar backlinks ruins contra você. Então se isso acontecer com você, o Google tem o que eles chamam de Disavow tool. Essa ferramenta o ajuda a criar uma lista de domínios que você quer que o Google ignore. Então, existe uma maneira de se proteger. Confira o nosso post detalhado sobre como limpamos um ataque de SEO Negativo no Kinsta.com. Também, temos outro estudo de caso bem interessante: Como Diagnosticar a queda de posições nos Rankings (O problema mais louco de SEO que já vimos)

34. Reivindique Seus Perfis nas Redes Sociais

Perfis nas redes sociais

Perfis nas redes sociais

Outra dica é reivindicar todos os seus perfis nas redes sociais o mais rápido possível. Normalmente os negócios devem fazer isso imediatamente após lançar seu site. A maioria dos backlinks de redes sociais são nofollow, entretanto, eles podem lhe enviar bastante tráfego. Outra grande vantagem é que as páginas dos perfis das redes sociais são muito bem ranqueadas nas SERPs! Isso pode ser gigante para uma marca. Vamos levar Kinsta como exemplo. Se você procurar no Google nosso nome “Kinsta” você vai ver que nossa página no Facebook e nosso perfil no Twitter na primeira página e a página da nossa empresa no LinkedIn fica ranqueada no topo da segunda página. Usar nossos perfis de redes sociais traz quase uma vitória instantânea para a sua marca e não requer quase nenhum esforço da sua parte.

Você também pode usar uma ferramenta grátis como o Namechk para verificar quais são os nomes disponíveis em todas as redes sociais. Tenha certeza de reivindicar todas as suas redes sociais hoje mesmo!

35. SEO Local

SEO Local é um tópico gigante. Muito maior do que poderíamos cobrir apenas neste post. Algumas dicas rápidas são que os negócios locais devem imediatamente registrar seu site no Google Business e no Bing Places. Ambos são completamente grátis e vão lhe ajudar a aparecer nas SERPs locais. Por exemplo, na imagem abaixo eu procurei por comida “orgânica italiana” e um lugar Italiano chamado Picazzo’s apareceu no topo da lista.

SEO de Negócio Local

SEO de Negócio Local

Confira este detalhado guia SEO local dos amigos do site TheSiteEdge. Essa é uma grande forma de começar e se manter à frente da sua competição local.

36. Busca de Imagem do Google

Uma grande razão para configurar a sua conta do Google Search Console e enviar o seu arquivo sitemap, como discutimos anteriormente é de que você pode monitorar o status de indexação das suas imagens no Google Image Search (busca de imagens do Google). O Tráfego das imagens pode aumentar um pouco com o tempo, então é importante verificar que suas imagens estão sendo indexadas. De acordo com dados do Jumpshot, o Google Images representou mais de 22% das pesquisas na web em 2018.

Você pode clicar no “Sitemap” abaixo da seção Crawl no GSC para checar o status.

Indexador da Busca de Imagens do Google

Indexador da Busca de Imagens do Google

Você também deve assegurar que suas imagens ainda vão se indexar no Google quando você mudar para uma CDN. Para usuários do plugin Yoast SEO, você vai querer adicionar o seguinte código no fundo do seu arquivo functions.php. Substitua o domínio e o domínio CDN pelo seu.

function wpseo_cdn_filter( $uri ) {
return str_replace( 'http://yourdomain.com', 'http://cdn.yourdomain.com', $uri );
}
add_filter( 'wpseo_xml_sitemap_img_src', 'wpseo_cdn_filter' );

Se você não fizer isso, isso pode resultar nas suas imagens sendo desindexadas (como visto abaixo), significando que você vai perder todos os benefícios da busca de imagens do Google. Você sempre pode conferir isso através do GSC.

Imagens não indexadas no CDN.

Imagens não indexadas no CDN.

Em setembro de 2018, o Google também fez uma alteração no funcionamento de seu algoritmo de imagem.

37. Não Indexe Páginas de Anexos de Imagem

Quando você fizer upload de uma imagem ou inserir de uma forma natural, ela cria um página de anexo do WordPress onde a imagem permanece. Se você não tiver cuidado, o Google pode começar a indexar estas páginas, o que pode acabar não sendo algo bom. Se alguém chega uma página de anexo de imagem, tudo o que eles verão será apenas a imagem e não conteúdo do post. Isso irá certamente resultar na saída imediata do visitante, fazendo sua bounce rate subir. Se você perceber isso no seu site WordPress, o plugin Yoast SEO tem uma opção para resolver este problema. Apenas clique em “Advanced Settings” do Yoast SEO e habilite “Redirect attachment URLs to parente post URL.”

URLs de anexos de redirecionamento

URLs de anexos de redirecionamento

38. SEO WordPress Multilíngue

Adicionar novas línguas no seu site pode ser uma ótima jogada quando se fala em SEO WordPress e tráfego. Neil Patel testou isso e viu um crescimento de 47% no tráfego de seu site depois de traduzir seu site em 82 línguas. Claro, isso não vai funcionar para todos e depende do seu negócio e da sua localização geográfica, mas é definitivamente algo a se pensar sobre. Quando falamos em aplicar isso em seu site WordPress, o Google não vai lhe notificar sobre conteúdo duplicado enquanto você tiver os hreflang e as tag canônicas certas instaladas. No exemplo a seguir, estas tags dizem ao Google que a página na versão em Inglês é original e que essa é uma versão secundária apenas em Espanhol.

Versão em Inglês

<link rel="canonical" href="https://kinsta.com" />
<link rel="alternate" href="https://kinsta.com" hreflang="x-default" />
<link rel="alternate" href="https://kinsta.com/es" hreflang="es" />

Versão em Espanhol

<link rel="canonical" href="https://kinsta.com/es" />
<link rel="alternate" href="https://kinsta.com" hreflang="x-default" />
<link rel="alternate" href="https://kinsta.com/es" hreflang="es" />

Estes são plugins que você pode utilizar para traduzir o seu conteúdo, como o WPML ou serviços de tradução para WordPress como o Weglot. Lembre-se que nem toda ferramenta de tradução automática ganhará de uma pessoa de verdade traduzindo para você. Recomendamos contratar um falante nativo ou utilizar um serviço de tradução

39. Velocidade do Site

A velocidade do site é algo importantíssimo quando falamos de SEO WordPress. O Google anunciou lá em 2010 que isso não afeta os seus rankings. A velocidade da página importa para o Google e você sabe por quê? Porque a velocidade da página importa aos seus visitantes! Aqui estão alguns dados para você:

  • Um a cada quatro visitantes deixam o site se ele leva mais de quatro segundos para carregar.
  • 46% dos usuários não visitam novamente sites com uma performance baixa.
  • Donos de site tem apenas cinco segundos para ganhar seus visitantes antes deles considerarem sair de seu site.
  • 74% dos usuários acessando o site mobile vão sair dele se ele demorar mais do que cinco segundos para carregar.
  • Cada atraso de um segundo no tempo de carregamento de uma página pode levar a US$1.6 bilhão em perdas anuais para grandes mercados do porte da Amazon, por exemplo.

Algumas maneiras que podem lhe ajudar a resolver facilmente este problema são, primeiramente seria usar um host WordPress bem administrado como a Kinsta, implementar um CDN, e otimizar o seu site de acordo.

40. Corrija Links Quebrados

Ninguém gosta de links quebrados, muito menos o Google. Existem algumas formas que você pode corrigir links quebrados em seu site WordPress. O primeiro é simplesmente checar no Google Search Console. Essa é outra razão pela qual você deveria utilizá-lo. Se você clicar em “Crawl Errors” abaixo da seção Crawl, você pode ver os erros not found. Você pode clicar em cada erro e ver onde o link quebrado está localizado.

Links quebrados no Google Search Console

Links quebrados no Google Search Console

Existem plugins de links quebrados para o WordPress, contudo, não recomendamos pois eles podem danificar a performance do seu site. Se você quer procurar links quebrados no seu site é melhor fazer uma varredura única com uma ferramenta online grátis como o Online Broken Link Checker ou usar uma ferramenta audit que falaremos mais sobre a seguir.

41. Auditoria SEO WordPress

Uma boa maneira de conferir o quanto o seu site WordPress está otimizado é fazer uma rápida auditoria SEO WordPress. Existem ótimas ferramentas tanto premium quanto grátis para lhe ajudar. O SeoSiteCheckup é uma ótima ferramenta grátis e tem mais de 50 itens para lhe mostrar o que está fazendo. Varvy também é uma excelente Ferramenta SEO que você pode testá-la no seu site. Ela verifica os acessos do Googlebot, uso em dispositivos mobile, segurança, acessibilidade, velocidade de página, etc.

Ferramenta SEO Varvy

Ferramenta SEO Varvy

O SEMrush é um serviço premium que também é uma ótima ferramenta de auditoria SEO. Ela o deixa saber se está faltando ALT tags, se tem páginas com baixa taxa de low text-HTML e ainda faz a contagem de low words. Enquanto essas ferramentas são bem básicas, elas podem ser uma ótima maneira de começar.

Auditoria SEO SEMrush de site

Auditoria SEO SEMrush de site

42. Utilização no Mobile

O Google anunciou recentemente o teste do seu primeiro indexador mobile-first e isso significa que seus algoritmos provavelmente vão poder escolher, de forma primária, usar uma versão mobile do conteúdo do site para ranquear as páginas. Isso é uma grande mudança em como o Google indexará seus conteúdos. Isso significa que o mobile agora é mais importante do que nunca. Se você ainda não tem um site receptivo, largue tudo o que você está fazendo e comece a mexer nisso imediatamente. Você pode usar a ferramenta mobile-friendly do Google para checar se o seu site WordPress passa no teste.

Teste mobile-friendly do Google

Teste mobile-friendly do Google

Outra opção é implementar o Google AMP, que é um framework aberto que possibilita os sites fazerem páginas com baixo volume de transferência de dados. No entanto, o AMP não é para todos, lembre-se de analisar nosso estudo de caso da AMP e por que o removemos do nosso site.

Certifique-se sempre de verificar o Google Analytics para ver quanto tráfego seu site recebe de dispositivos móveis. Isso ajudará você a determinar quanta prioridade você deve colocar nisso. Se você é um cliente Kinsta, também é possível visualizar o tráfego de dispositivos móveis x computadores no Análises MyKinsta.

Tráfego de dispositivos móveis x computadores

Tráfego de dispositivos móveis x computadores

43. Categorias WordPress

Esta dica é opcional, mas categorias de indexação no Google também podem aumentar a relevância do seu conteúdo para aumentar o ranking da página e aumentar o tráfego no seu site e melhorar o seu SEO WordPress. Vários temas do WordPress, por configuração padrão, não mostram a descrição da categoria. Siga os passos abaixo para indexar suas categorias e mostra-las no seu site.

Passo 1

Para verificar que suas categorias serão ranqueadas e mostradas no Google, clique no “Titles & Meta” nas opções do Yoast SEO. Clique na aba “Taxonomies” e certifique-se que a opção dos meta robôs está selecionado “index”.

Categorias de Index no WordPress

Categorias de Index no WordPress

Passo 2

Se o seu tema do WordPress não mostra descrições de categorias no front-end, então você pode usar o código a seguir e pode adicionar no começo do seu arquivo.php. Isso vai variar dependendo do tema que você está usando no momento.

<div><?php echo category_description(); ?></div>

Passo 3

Agora digite a descrição da sua categoria na categoria específica da postagem que você quer indexar.

Descrição da categoria.

Descrição da categoria.

44. Google Analytics

A melhor maneira de saber o quão bem o seu SEO WordPress está funcionando ao passar do tempo é fazendo uma conta grátis no Google Analytics. Se você precisar de alguma ajuda, siga este tutorial de integração passo a passo. Uma das primeiras coisas que você deve fazer é conectar a sua conta do Google Analytics na sua conta do Google Search Console. Nas configurações de propriedade do seu domínio, clique nas configurações do Search Console e ele vai lhe mostrar o processo de conectá-los.

Conecte sua conta do Google Search Console com a do Google Analytics

Conecte sua conta do Google Search Console com a do Google Analytics

Isso então vai adicionar uma seção adicional da sua conta do Google Analytics na qual lhe permite ver termos de busca e suas melhores landing pages.

Termos de pesquisa no Google Analytics

Termos de pesquisa no Google Analytics

Outra lugar para se checar é o canal “Organic Search” que fica em baixo de Acquisition. Este é o tráfego que vem do Google, Bing, Yahoo, etc.

Pesquisa orgânica do canal

Pesquisa orgânica do canal

45. Acompanhe os Rankings de Palavra-Chave

E por último, recomendamos acompanhar os rankings das suas palavras-chave. Isso permite que você monitore o progresso de suas “focus keywords” em suas campanhas SEO. Quando você investe tempo otimizando seus posts, você deverá monitorar o seu progresso durante o tempo. Uma ótima estratégia que obtivemos sucesso utilizando é monitorar as suas palavras-chave que estão no bem no topo da segunda página do Google. Gaste um tempo neles, adicione conteúdo, imagens, crie backlinks, etc. E quando você perceber, seu conteúdo estará na primeira página!

Recomendamos o AccuRanker. É uma ótima ferramenta feita por ótimos desenvolvedores.

 Rankings de Palavra-Chave

Rankings dePalavra-Chave

Leitura Complementar

Quando se fala de SEO, existem otimizações que podem ser feitas tanto on-page como off-page. Compartilhamos com você alguns de cada acima, que consideramos muito importante. Mas se você quer mergulhar em águas mais profundas, recomendamos que você confira esse Guia SEO on-page (junto com um template de automação que vai lhe ganhar tempo) feito por Robbie Richards ou este outro Guia detalhado de SEO on-page. O WP Buffs tem um ótimo post sobre o top 9 fórums SEO.

Se você está precisando de ajuda em SEO ou está apenas começando e se sente confuso, estes são ótimos lugares para pedir uma ajuda adicional e o melhor de tudo, de graça!

Resumo

Como você pôde ver no texto acima, existem vários fatores SEO WordPress a se considerar quando você administra o seu site WordPress. Isso pode ser muito útil se você está apenas começando, especialmente porque nem tudo é claro quando se fala em SEO. Espero que esta lista e as dicas acima o ajude a chegar cada vez mais longe! Esquecemos de algum fator importante ou você tem dúvidas? Se este for o caso, conte-nos na seção de comentários abaixo.